Death Angel: "Rumores de minha morte foram muito exagerados", ironiza Will Carroll

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mateus Ribeiro, Fonte: Blabbermouth
Enviar Correções  

O baterista Will Carroll foi um dos primeiros músicos do metal a testar positivo para o Covid-19, nova doença causada pelo coronavírus. As notícias sobre seu estado de saúde não eram das mais animadora, porém, Will escreveu em suas redes sociais um comunicado para tranquilizar seus fãs.

O Mapa do Metal: grandes bandas de metal dos Estados Unidos - Parte 2

Rolling Stone: Os 500 melhores álbuns da história em lista da revista

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Os rumores de minha morte foram muito exagerados. Quando eu estava em coma por 12 dias, a energia positiva de alguma forma me fez passar por isso. Eu sei que sou forte e resiliente, mas não tão forte. Durante o meu coma, os médicos me disseram que precisavam bombear meus pulmões de todo o líquido, o que equivale a 5 libras de cerveja, e achavam que eu era um caso perdido (...) Quando eu começar este novo capítulo da minha vida, estou ansioso para recuperar minhas costeletas e obter alguns arquivos novos do Sr. Rob Cavestany, que eventualmente serão as gravações do próximo álbum do Death Angel.

Eu amo todos vocês e obrigado."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O Death Angel excursionou pela Europa ao lado de Testament e Exodus, na tour "The Bay Strikes Back 2020". O vocalista Chuck Billy e o baixista Steve DiGiorgio (ambos do Testament) além de Gary Holt (guitarrista do Exodus) também testaram positivos para o Covid-19.


Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280