Kiss: 15 ótimos shows da banda para assistir durante isolamento

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

O Kiss é uma das bandas que mais se empenharam nos shows em toda a história do rock. Desde os anos 1970, a banda investe em muitos recursos de palco para impressionar os fãs e oferecer um verdadeiro espetáculo.

Graham Bonnet: "Bob Kulick estava bravo em nosso último contato, havia algo errado"Ozzy Osbourne: tudo que você sempre quis saber sobre ele

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A lista a seguir reúne 15 grandes shows do Kiss para se assistir em casa - seja durante o isolamento social recomendado na pandemia do novo coronavírus, seja depois que tudo isso passar.

Vale destacar: os shows listados a seguir não são, exatamente, os melhores do Kiss, já que nem todas as apresentações com gravação profissional estão disponíveis no YouTube. A icônica performance de Winterland em 1975 e gravada em preto e branco, por exemplo, não consta na íntegra na plataforma.

Apesar das ausências, os shows selecionados são o suficiente para garantir a diversão por bastante tempo. Confira:

Kiss no The Midnight Special, Burbank, 1° de abril de 1975

Em abril de 1975, o Kiss já promovia seu terceiro álbum de estúdio, "Dressed to Kill", mas ainda não havia estourado. A apresentação no programa de TV americano "The Midnight Special" mostrou a muita gente que essa banda de visual estranho e chamativo tinha muito a oferecer.

No especial televisivo, foram tocadas apenas quatro músicas: "Deuce", "C'mon And Love Me" (que não consta no vídeo abaixo), "She" e "Black Diamond". A última conta com gravação remasterizada.

Como faltam bons registros do Kiss pré-"Alive!", optei por começar a lista com essa apresentação, mesmo que não tenha um repertório do tamanho de um show propriamente dito.

Cobo Hall, Detroit, 27 de janeiro de 1976

Já estourados com o álbum "Alive!" (1975), o Kiss fez uma série de três shows no icônico Cobo Hall, em Detroit, Estados Unidos, nos dias 25, 26 e 27 de janeiro de 1976. Muita gente considera que esses shows foram a base para o disco ao vivo, porém, é fato que ele já havia sido gravado e lançado quando as apresentações aconteceram.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quase todas as músicas do "Alive!" foram tocadas nesse show. Algumas exceções são "Got to Choose" e "Watchin' You". De resto, um desfile de clássicos do hard rock.

Apesar de terem sido três noites diretas no Cobo Hall, cada show traz uma diferença. Na primeira, em 25 de janeiro, a banda tocou "Ladies in Waiting", música pouco lembrada nos repertórios posteriormente. Na segunda, que se tornou icônica - mas, curiosamente, não está no YouTube -, há alguns momentos curiosos, como o cabelo de Gene Simmons em chamas após seu número de cospe-fogo e o fato de ele ter esquecido o início da letra de "Let Me Go, Rock 'N' Roll". Já na terceira e última, disponível abaixo, as coisas correm de forma mais "normal".

Repertório:

Deuce
Strutter
C'mon and Love Me
Hotter Than Hell
Firehouse
She
Guitar Solo
Parasite
Nothin' to Lose
Bass Solo
100,000 Years
Drum Solo
Black Diamond

Bis:

Cold Gin
Rock and Roll All Nite
Let Me Go, Rock 'N' Roll

Anaheim Stadium, Anaheim, 20 de agosto de 1976

O sucesso do Kiss se multiplicou com "Destroyer", quarto álbum de estúdio, e as turnês começaram a ser realizadas em espaços maiores - como o estádio de Anaheim, nos Estados Unidos, que recebeu um show incendário da banda.

Quase metade do repertório era composta por músicas do "Destroyer", como "Detroit Rock City", "Do You Love Me", "God of Thunder", "King of the Night Time World" e "Shout It Out Loud". A outra metade era quase inteira de faixas do primeiro álbum, autointitulado, como "Black Diamond", "Cold Gin", "Firehouse", "Deuce" e "Strutter".

Vale lembrar que o disco de estreia do Kiss fez pouco sucesso na época de seu lançamento, mas as canções se tornaram indispensáveis nos shows.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De outros trabalhos, sobrou espaço para "Rock and Roll All Nite", "Let Me Go, Rock 'N' Roll" e "Hotter Than Hell".

Apesar de "Destroyer" ter feito sucesso, a turnê teve cerca de 60 shows, realizados entre abril e setembro de 1976. Na época, longas tours não eram prioridade das grandes bandas - ainda nauqele ano, o Kiss lançou mais um álbum, "Rock and Roll Over". Sim, o mercado de discos era o foco.

Repertório:

Detroit Rock City
King Of The Night Time World
Let Me Go Rock N Roll
Strutter
Hotter Than Hell
Nothin To Lose
Cold Gin
Ace Solo
Shout It Out Loud
Do You Love Me?
Gene Solo
God Of Thunder
Peter Solo
Rock N Roll All Nite

Bis:

Deuce
Firehouse
Black Diamond

Cobo Hall, Detroit, 29 de janeiro de 1977

Nada de descanso para o Kiss na segunda metade da década de 1970. Logo após lançarem o álbum "Rock and Roll Over", a banda caiu na estrada para divulgá-lo e voltou ao Cobo Hall para mais uma trinca de shows históricos, realizados em 27, 28 e 29 de janeiro de 1977.

O show abaixo é o terceiro e último da sequência. No repertório original, quatro músicas de "Rock and Roll Over" - "I Want You", "Ladies Room", "Makin' Love" e "Take Me" - são mescladas com faixas do "Destroyer" e do primeiro álbum. De outros discos, apenas as clássicas "Rock and Roll All Nite" e "Let Me Go, Rock 'N' Roll".

Todavia, a gravação corta algumas músicas. Das 18 canções tocadas originalmente, a filmagem preserva apenas 12.

Repertório:

1. Detroit Rock City (cortada)
2. Take Me
3. Let Me Go, Rock 'N' Roll
4. Ladies Room
5. Firehouse
6. Makin' Love
7. I Want You
8. Cold Gin
9. Do You Love Me
10. Nothin' To Lose
11. God Of Thunder
12. Rock And Roll All Nite

The Summit, Houston, 1° de setembro de 1977

Teria sido em 1977 o auge do Kiss? Em popularidade, é provável que sim. Nos dois primeiros dias de setembro daquele ano, a banda fez duas apresentações históricas em Houston, no Texas, promovendo o álbum "Love Gun".

Como habitual, o novo disco foi bastante apresentado no repertório, com cinco músicas: "Christine Sixteen", "Hooligan", "I Stole Your Love", "Shock Me" (enfim, com Ace Frehley nos vocais) e a faixa título. Os outros dois trabalhos recentes, "Rock and Roll Over" e "Destroyer", formaram boa parte do restante do setlist.

Depois de 1977, o Kiss nunca mais seria o mesmo. Literalmente.

Repertório:

I Stole Your Love
Take Me
Ladies Room
Firehouse
Love Gun
Hooligan
Makin' Love
Christine Sixteen
Shock Me
Ace Solo
I Want You
Calling Dr. Love
Shout It Out Loud
Gene Solo
God Of Thunder
Peter Solo
Rock N Roll All Nite

Bis:

Detroit Rock City
Beth
Paul Solo
Black Diamond

Sydney Showground, Sydney, 22 de novembro de 1980

Em 1979, após os aventureiros discos solo divulgados simultaneamente, o Kiss lançou o álbum "Dynasty", que emplacou o hit "I Was Made For Lovin' You". Todavia, o clima interno na banda era terrível, especialmente pelos vícios de Peter Criss e Ace Frehley. O primeiro saiu no ano seguinte, enquanto o segundo ainda duraria algum tempo.

Para a vaga de Criss, o saudoso Eric Carr foi chamado e o Kiss precisou olhar para outros mercados para promover seu novo álbum, "Unmasked". A banda já não tinha a mesma popularidade nos Estados Unidos e nunca foi muito famosa na Europa, então, precisou destinar suas atenções a outro continente. Desta vez, eles escolheram a Oceania, onde excursionaram pela primeira vez.

O show abaixo é o segundo dos dois feitos em Sydney, na Austrália. É um dos melhores da lista - todos os integrantes estão inspirados, inclusive Eric Carr, que chegou com muito gás.

O repertório, bem abrangente, abordou quase todos os álbuns da banda, com exceção de "Hotter Than Hell". Ace Frehley ganhou mais espaço e passou a assumir mais o vocal, além de ter uma música solo, "New York Groove" (na realidade, cover do Hello que ele regravou), no repertório.

O show está fragmentado em vídeos separados, sendo que a filmagem de "I Was Made For Lovin' You" não está disponível para reprodução no Brasil.

Repertório:

Detroit Rock City
Cold Gin
Strutter
Shandi
Calling Dr. Love
Firehouse
Talk to Me
Is That You?
2000 Man (Rolling Stones cover)
Guitar Solo
I Was Made for Lovin' You
New York Groove (Hello cover)
Love Gun
Bass Solo
God of Thunder
Drum Solo
Rock and Roll All Nite

Bis:

Shout It Out Loud
King of the Night Time World
Black Diamond

Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro, 18 de junho de 1983

É uma pena que o show completo do Kiss no estádio do Maracanã, de sua turnê pelo Brasil, em 1983, não esteja disponível em vídeo na íntegra. Parte da filmagem foi integrada ao box de DVDs "Kissology", só que, também, sem trazer todas as músicas.

Ainda assim, o registro incompleto merece estar na lista por apresentar uma das performances mais viscerais e pesadas do Kiss. A primeira turnê com Vinnie Vincent na guitarra foi, também, a última da banda antes de tirar as máscaras.

Na época, o grupo promovia o álbum "Creatures of the Night" (1982), um híbrido de hard rock e heavy metal após trabalhos criticados por soarem distantes do som tradicional da banda, como como "Dynasty", "Unmasked" e "Music From The Elder" (1981).

Apesar do Kiss estar em um grande momento técnico e criativo em "Creatures of the Night", a turnê decepcionou em termos de público. Nos Estados Unidos, a banda tocou em diversas arenas vazias. Novamente, apelaram para outro continente - agora, a América do Sul, que recebeu o grupo em estádios lotados.

O show no Rio, em especial, bateu o recorde de público mundial da época para uma apresentação de apenas um artista, fora de festival: mais de 250 mil presentes. A banda, certamente, retribuiu com muito som.

Repertório do vídeo:

Creatures of the Night
Cold Gin
Calling Dr. Love
Firehouse
I Love It Loud
War Machine

Repertório do show (que não está completo no YouTube):

Creatures of the Night
Detroit Rock City
Cold Gin
Calling Dr. Love
Firehouse
I Want You
I Love It Loud
War Machine
Love Gun
God of Thunder
I Still Love You
Black Diamond

Bis:

I Was Made for Lovin' You
Rock and Roll All Nite

Cobo Hall, Detroit, 8 de dezembro de 1984

Mais uma vez, o Cobo Hall de Detroit está na lista. Agora, com o icônico show que rendeu o vídeo "Animalize Live Uncensored".

A turnê do álbum "Animalize" (1984) foi a primeira com o guitarrista Bruce Kulick, que, definitivamente, entrou para o Kiss bem à vontade. Muito habilidoso, o músico mergulhou de cabeça na pegada oitentista que o grupo já estava aplicando com Vinnie Vincent e, na gravação do disco em questão, Mark St. John. Eric Carr é outro destaque: na bateria, o músico estava tocando na velocidade da luz.

Muitos fãs do Brasil vão se lembrar do show "Animalize Live Uncensored" pelo DVD que era vendido por aqui. O que nem todos sabem é que o produto era pirata, já que essa apresentação só foi lançada em VHS e Laserdisc. Em terras brasileiras, alguém converteu o Laserdisc japonês em DVD e até grandes redes de supermercado, como o Carrefour, passaram a vender.

Repertório:

01. Introduction (0:00)
02. Detroit Rock City (1:03)
03. Cold Gin (5:51)
04. Creatures of the Night (11:02)
05. Fits Like a Glove (16:14)
06. Heaven's on Fire (20:55)
07. Thrills in the Night (25:00)
08. Paul Stanley guitar solo (29:30)
09. Under the Gun (33:45)
10. War Machine (37:54)
11. Eric Carr drum solo (42:24)
12. Young and Wasted (46:59)
13. Gene Simmons bass solo (51:26)
14. I Love It Loud (54:14)
15. I Still Love You (57:35)
16. Love Gun (1:06:40)
17. Lick It Up (1:10:30)
18. Black Diamond (1:14:58)
19. Rock and Roll All Nite (1:21:24)

The Palace of Auburn Hills, Auburn Hills, 14 de outubro de 1990

Com o desenrolar dos anos, o Kiss se perdeu um pouco nessa estética hard rock da década de 80. Porém, a partir do álbum "Hot in the Shade" (1989), a banda começou a se reencontrar, tanto musical quanto visualmente - não à toa, emplacou a balada "Forever".

A turnê que promoveu "Hot in the Shade" refletiu essa sobriedade na busca de timbres, performances e visuais. Algumas músicas dos anos 1970, que não estavam sendo tocadas nas tours anteriores, voltaram ao repertório.

O show em Auburn Hills, já no antepenúltimo mês de 1990, reflete bem como o Kiss estava se reencontrando. Infelizmente, a turnê de "Hot in the Shade" foi a última de Eric Carr - o baterista faleceu pouco mais de um ano após a apresentação retratada abaixo, em 24 de novembro de 1991. Ele, que tinha 41 anos, não conseguiu vencer a luta contra um câncer no coração.

Festival Monsters of Rock, São Paulo, 27 de agosto de 1994

O melhor show dessa lista. Na minha opinião, é claro.

Já com Eric Singer na bateria, o Kiss lançou "Revenge", um de seus melhores álbuns em anos. Os anos 80 ficaram para trás e o luto pela morte de Eric Carr converteu-se em um som pesado, mas que ainda preservava a essência hard rock da banda.

Com todo respeito a Carr e até a Peter Criss, mas Eric Singer é, de longe, o baterista mais técnico e habilidoso que passou pelo Kiss. Formou uma dupla dinâmica e afiadíssima com Bruce Kulick - os dois estão na ponta dos cascos nesse show, realizado no festival Monsters of Rock, no Brasil, em agosto de 1994.

Além do Brasil, o Kiss passou por Chile e Argentina nesta turnê, que, na verdade, promovia o tributo "Kiss My Ass", que traz outros artistas tocando músicas da banda, e não o "Revenge". As apresentações nos países vizinhos também estão disponíveis no YouTube.

Vale destacar que o show em São Paulo foi um dos únicos da história do Kiss a não contar com "Rock and Roll All Nite" desde que a música foi lançada, em 1975. Paul Stanley parecia estar bem irritado com alguma coisa ao fim do show e a clássica canção foi deixada de lado.

Outro ponto curioso: apesar de "Take It Off" constar no repertório e ter sido tocada no show, a música não está presente na gravação abaixo. O motivo? Na versão presente no DVD "Kissology", a canção foi retirada, já que trazia algumas strippers brasileiras em cima do palco. É provável que elas não tenham autorizado a reprodução de suas imagens.

Creatures of the Night
Deuce
Parasite
Unholy
I Stole Your Love
Cold Gin
Watchin' You
Firehouse
Got to Choose
Calling Dr. Love
Makin' Love
War Machine
I Was Made for Lovin' You
Take It Off
Domino
Love Gun
Lick It Up
God of Thunder
I Love It Loud
Detroit Rock City

Bis:

Black Diamond
Heaven's On Fire

MTV Unplugged, Nova York, 9 de agosto de 1995

Em 1995, no auge dos quadros "MTV Unplugged", a MTV convidou o Kiss para um show desplugado. A banda topou e ainda levou os ex-integrantes Ace Frehley e Peter Criss para uma participação especial.

Novamente, a dupla dinâmica Eric Singer e Bruce Kulick se mostra muito afiada, com performances precisas ao lado de Paul Stanley (em seu auge vocal) e Gene Simmons. O repertório fugiu do óbvio e resgatou uma série de músicas que nunca foram (ou quase nunca eram) tocadas em shows, como "Comin' Home", "Plaster Caster", "A World Without Heroes", "Rock Bottom" e "Sure Know Something".

O reencontro com Ace Frehley e Peter Criss acabou resultando, em 1996, na volta dos dois para o Kiss. A reunião com os músicos durou por cerca de 5 anos e, claro, acabou em briga. Eric Singer retornou à banda oficialmente em 2004, após quebrar galho em algumas ocasiões, e assumiu a maquiagem do Catman. Bruce Kulick, por sua vez, não retornou - o substituto de Frehley foi e ainda é Tommy Thayer.

Repertório:

Comin' Home 12:25
Plaster Caster 15:29
Goin' Blind 18:53
Do You Love Me 22:44
Domino 26:20
Got To Choose 31:47
Sure Know Somethin 36:02
A World Without Heroes 41:40
Rock Bottom 44:10
See You Tonight 47:55
I Still Love You 50:39
Every Time I Look at You 57:10
2,000 Man 1:03:46
Beth 1:09:28
Nothin' to Loose 1:12:42
Rock And Roll All Nite 1:16:55

Tiger Stadium, Detroit, 28 de junho de 1996

Os retornos de Ace Frehley e Peter Criss ao Kiss se concretizaram em 1996. O primeiro show da turnê de reunião aconteceu em 28 de junho daquele ano, no Tiger Stadium, novamente em Detroit, Estados Unidos.

Pelo tom emotivo e pela empolgação dos quatro músicos em tocarem juntos, de maquiagem, pela primeira vez em muitos anos rendeu a presença nessa lista. O repertório traz um desfile de clássicos, com foco nas músicas da década de 1970.

Uma pena que Ace e Peter já estivessem demonstrando que não envelheceram tão bem quanto Gene e Paul. Isso ficaria mais evidente nos anos seguintes.

0:00:37 - Deuce
0:04:46 - King of the Night Time World
0:08:50 - Do you Love Me
0:13:17 - Dr Love
0:17:05 - Cold Gin
0:23:11 - Christine Sixteen
26:35 - Love Gun
31:25 - Shout It Out Loud
34:40 - Watchin You
38:28 - Firehouse
42:53 - Strutter
46:45 - Shock Me
59:15 - Rock Bottom
1:03:27 - Gene Solo / God of thunder
01:09:05 - Peter solo
01:15:23 - God of Thunder
01:17:01 - Let Me Go, Rock and Roll
01:21:58 - 100,000 years
01:27:53 - Rock and Roll All Nite

Continental Airlines Arena, East Rutherford, 27 de junho de 2000

Após duas turnês - a de reunião e a que promoveu o álbum "Psycho Circus" (1998) -, o Kiss anunciou uma tour de despedida, que aconteceria entre 2000 e 2001. Hoje, todos sabemos que não tinha nada de "adeus": Gene Simmons e Paul Stanley argumentam que estavam desiludidos com os problemas causados por Ace Frehley e Peter Criss e decidiram encerrar o grupo, mas mudaram de ideia e apenas demitiram os dois.

Apesar de sabermos, hoje, que o Kiss não acabaria ali, ninguém tinha consciência disso naquela época. Por isso, a chamada "Farewell Tour" traz algumas performances emotivas - e com repertórios bem completos.

O show a seguir, o primeiro de duas noites em East Rutherford, nos Estados Unidos, traz a formação clássica do Kiss tocando músicas como "I Love It Loud", "Heaven's On Fire" e "Lick It Up", todas dos anos 1980. Momento raro na carreira da banda. Além disso, todos os outros clássicos estão ali e tanto Ace quanto Peter estão em uma boa noite.

1. Detroit Rock city - 0:00
2. Deuce - 4:38
3. Shout It Out Loud - 10:50
4. I Love It Loud - 14:14
5. Shock Me - 18:40
6. Fire House - 23:08
7. Do You Love Me? - 29:10
8. Calling Dr. Love - 33:35
9. Heaven's on Fire - 38:26
10. Let Me Go Rock N Roll - 42:26
11. 2000 Man - 50:00
12. Ace Frehley Guitar Solo - 55:00
13. Psycho Circus - 1:03:52
14. Lick It Up - 1:10:08
15. Gene Bass Solo - 1:15:14
16. God Of Thunder - 1:18:48
17. Cold Gin - 1:23:48
18. 100000 Years - 1:29:44
19. Peter Criss Drum Solo - 1:32:30
20. Love Gun - 1:41:44
21. I Still Love You (Short) - 1:46:18
22. Black Diamond - 1:49:10
23. Beth - 1:56:05
24. Rock And Roll All Nite - 2:00:15

UDO Music Festival, Fuji, 23 de julho de 2006

Com Tommy Thayer e Eric Singer nas funções que eram de Ace Frehley e Peter Criss, respectivamente, o Kiss passou a fazer uma série de turnês para recuperar o tempo que era considerado "perdido" com os músicos originais. Uma das mais lembradas é a que aconteceu no festival UDO Music Festival, em uma pequena tour pelo Japão.

Seguindo a proposta da turnê "Rock the Nation", o Kiss tocou uma série de músicas que não estavam sendo lembradas em turnês anteriores. Alguns exemplos: "Makin' Love", "Watchin' You", "Christine Sixteen", "God Gave Rock N' Roll To You II", entre outras.

Embora seja criticado por alguns fãs de Ace Frehley, Tommy Thayer é um músico muito técnico e preciso. Na guitarra, consegue fazer aquilo que pedem a ele: emular a performance de Ace com uma ponta extra de habilidade e assertividade nas notas.

Detroit Rock City
Makin' Love
Watchin' You
King Of The Night Time World
Deuce
Christine Sixteen
Firehouse
Got To Choose
Strutter
Lick It Up
I Love It Loud
Love Gun
Gene Solo
God Of Thunder
Do You Love Me?
Shout It Out Loud
I Was Made For Lovin' You
Paul Solo
Black Diamond
Let Me Go Rock N Roll

Bis:

God Gave Rock N Roll To You II
Rock N Roll All Nite

Arena Anhembi, São Paulo, 17 de novembro de 2012

Eu estive nesse show e saber que rolou transmissão na íntegra deixa tudo ainda mais legal.

Em 2012, o Kiss lançou o álbum "Monster", segundo com a formação atual, e começou a turnê de divulgação justamente na América do Sul. Após apresentações na Argentina, Chile e Paraguai, foi a vez do Brasil receber a banda.

O show na Arena Anhembi, São Paulo, foi transmitido na íntegra pelo site Terra. A abertura ficou a cargo do Viper, que, na época, estava em turnê de reunião com o saudoso Andre Matos.

A turnê do "Monster" foi a primeira em que o Kiss abaixou a afinação dos instrumentos, deixando meio tom mais grave. A ideia era proporcionar melhor encaixe à voz de Paul Stanley, que já começava a sofrer com os efeitos da idade avançada.

Tanto no show em São Paulo quanto em outros da turnê, deu para ver que Stanley se saiu bem com a nova afinação. Infelizmente, o "remédio" não durou por muito tempo e, alguns anos depois, o Starchild passou a oscilar entre performances de nível abaixo do esperado e acusações de uso de playback por parte dos fãs.

Detroit Rock City
Shout It Out Loud
Calling Dr. Love
Hell Or Hallelujah
Wall Of Sound
Hotter Than Hell
I Love It Loud
Outta This World
Tommy Thayer + Eric Singer Jam
Gene Solo
God Of Thunder
Psycho Circus
War Machine
Love Gun
Paul Solo
Black Diamond

Bis:

Lick It Up
I Was Made For Lovin' You
Rock N Roll All Nite




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Graham Bonnet: Bob Kulick estava bravo em nosso último contato, havia algo erradoGraham Bonnet
"Bob Kulick estava bravo em nosso último contato, havia algo errado"

Kiss: morre J. R. Smalling, road manager dono da voz de you wanted the best...Kiss
Morre J. R. Smalling, road manager dono da voz de "you wanted the best..."

Grana: quanto renderam os artistas e bandas de rock mais bem pagos do último anoGrana
Quanto renderam os artistas e bandas de rock mais bem pagos do último ano

Bob Kulick: Bruce informa que não haverá velório tradicional, por conta da pandemia

Download Fest: Iron Maiden, SOAD e Kiss serão headliners de evento onlineDownload Fest
Iron Maiden, SOAD e Kiss serão headliners de evento online

Bob Kulick: músicos do Kiss e outros lamentam a morte do guitarristaBob Kulick
Músicos do Kiss e outros lamentam a morte do guitarrista

Bob Kulick: guitarrista que trabalhou com Kiss, W.A.S.P. e outros morre aos 70 anosBob Kulick
Guitarrista que trabalhou com Kiss, W.A.S.P. e outros morre aos 70 anos

Kiss: ao que tudo indica, banda não se aposenta mais em julho de 2021Kiss
Ao que tudo indica, banda não se aposenta mais em julho de 2021

Sepultura, Kiss, Madonna e outros: Guitarristas gravam cover beneficente do The PoliceSepultura, Kiss, Madonna e outros
Guitarristas gravam cover beneficente do The Police

Chris Jericho: lutador de wrestling divulga primeiro vídeo de sua banda cover do Kiss

Kiss: quem é o frontman, Paul Stanley ou Gene Simmons? Paul respondeKiss
Quem é o frontman, Paul Stanley ou Gene Simmons? Paul responde

Kiss: capa de Unmasked é desmascaradaKiss
Capa de "Unmasked" é desmascarada


Ozzy Osbourne: tudo que você sempre quis saber sobre eleOzzy Osbourne
Tudo que você sempre quis saber sobre ele

Rock e metal: o outro lado das capas de discosRock e metal
O outro lado das capas de discos


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280