Paula Toller: ela afirma ser cancelada há décadas e cita "massacre e bullying"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda
Enviar Correções  

A cantora Paula Toller comentou, em entrevista ao pesquisador Rodrigo Faour transcrita pelo "Uol", que tem sido alvo de críticas desde o início de sua carreira. A ex-Kid Abelha destacou que é "cancelada" há décadas, antes da criação da chamada "cultura do cancelamento".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Hoje em dia falam muito de cancelamento, mas eu sou cancelada pela crítica há décadas. Estou acostumada. Era um massacre, um bullying", afirmou Paula, que também gerou polêmica, recentemente, após processar o Partido dos Trabalhadores (PT) e o ex-parceiro musical Leoni por uso indevido do hit "Pintura Íntima" - ela venceu a ação.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Paula Toller: ela vence PT, Haddad e Leoni na justiça e deverá receber R$ 150 milPaula Toller
Ela vence PT, Haddad e Leoni na justiça e deverá receber R$ 150 mil

Embora ainda seja alvo da "cultura do cancelamento", a cantora destacou que, décadas atrás, foi responsável por lançar um hit de tom feminista com o Kid Abelha. Trata-se da música "Garotos", que faz parte do álbum "Educação Sentimental", de 1985. A composição é assinada por Leoni e ela.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Foi uma música que, na época, eu me achei muito metida fazendo. Mas foi bom ter uma certa arrogância, [sem isso] você não faz nada. Foi minha primeira música feminista. É curioso que a música envelheceu bem", disse Paula Toller.

Outros trechos da entrevista podem ser conferidos no "Uol".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Hetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no MetallicaHetfield
Egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica

Slash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vícioSlash
Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Goo336 Cli336 Goo336 Goo336