Matérias Mais Lidas

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemSons of Apollo une carisma e técnica em show no Rio com direito a piada de Mike Portnoy

imagemAs 10 músicas mais estranhas do Guns N' Roses, em lista do Ultimate Classic Rock

imagemO hit do Engenheiros do Hawaii frequentemente confundido com confissão de aborto

imagemBlaze achava que Bruce jamais voltaria para o Iron Maiden

imagemJames Hetfield está se divorciando após 25 anos de casamento

imagemAs obscuras músicas favoritas do Red Hot Chili Peppers de John Frusciante

imagemDream Theater: confira possível setlist dos shows da banda no Brasil

imagemTony Iommi diz que Geezer Butler sofreu acidente de barco e quebrou costela

imagemBatera do Polyphia perde click e técnico salva marcando o tempo em sua perna

imagemMaranhão Open Air anuncia line-up com 24 bandas em dois dias

imagemGene Simmons sobre o Ramones: "Punk nos EUA não significava nada"

imagemAudioslave: Tom Morello recorda seu sinistro primeiro encontro com Chris Cornell


Dream Theater 2022

Kiko Loureiro: "Músico não aguenta um mês de namoro e acha que vai ter banda 5 anos?"

Por Emanuel Seagal
Em 15/07/21

O guitarrista Kiko Loureiro (Megadeth, ex-Angra) participou de um bate-papo com Marcelo Emerson, no Metal Musikast, do Diário de São Paulo, onde falou sobre seu livro "Negócios Para Criativos", o início do Angra, sua entrada no Megadeth e também a falta de profissionalismo que ele via no Brasil se comparado a outros países onde o Angra se apresentou. Confira alguns trechos transcritos pelo Whiplash.Net.

Ao ser questionado se ele já foi visto como arrogante ou soberbo.

"A gente viajava pra fora, Europa, Japão, e via como as coisas funcionavam, e aí voltava pro Brasil pra fazer a mesma coisa, os shows e tal, e eu tinha uma coisa meio 'por que esses caras não tem o mesmo nível que eu vejo na Europa' e aí você começa a falar 'por que o negócio não tá na hora', 'por que ele não se preocupou com um negócio mínimo como colocar uma barricada pro povo não se matar lá na frente' e aí o cara 'pô, o cara é mó metido'.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A gente já era meio nerd, o Angra numa forma geral, e vivia um profissionalismo fora que a gente queria que tivesse no Brasil. Em outros estilos até tem um profissionalismo maior mas no heavy metal não tinha. Você tinha que ajudar a fazer a coisa acontecer, e foi melhorando, mas ainda é, em comparação com o que vivo hoje, chega até a ser ridículo, pois você vê como os caras funcionam. Um show do Megadeth, vai ter a turnê agora com o Lamb of God. Aquelas carretas de caminhão, eles montam um palco do zero numa arena, do zero, e todo dia começa as 9 da noite o show. Se atrasar cinco minutos um cara avisa uma hora antes 'hoje vai ser as 9:05', o cara monta do zero, o negócio funciona. Não é difícil, aliás, é difícil fazer, mas são coisas normais, como começar a montar as dez da manhã e começar as dez da manhã e não as onze. Se falar que vai levar um equipamento, levar o equipamento. Colocar a folha com os horários em tudo que é lugar, e tem um cara checando se tá fazendo o negócio, pois o público vai entrar naquela hora, e também porque tem que fechar a 1h a casa. Ninguém tá pagando hora extra, já no Brasil o cara fica trabalhando uma hora a mais e tal."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Se ele enxerga a possibilidade do underground ser sustentável.

"Sempre vi. Acho que hoje é muito mais fácil. O Angra quando começou, não tinha Internet, tinha uma banda aqui e ali fazendo. Bandas fantásticas, Korzus, Salário Mínimo, Abutres, Sepultura, Azul Limão, Sarcófago. Quando teve o Rock In Rio em 1985, quando teve o AC/DC em 1996, quando tinha shows de heavy metal, Iron Maiden, teve um do Metallica em 1989 que eu fui, lotado. Todos esses locais lotados, e aí você fala 'tem 40.000 pessoas vendo AC/DC aqui. Por que se eu fizer uma banda legal de rock 'n roll a la AC/DC não vai ter 10% disso? Não vai ter 1% disso, 400 caras pra lotar um bar, pra curtir meu som.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Hoje em dia é a mesma coisa na Internet, só que na Internet ninguém precisa te escolher, você vai lá e faz e cresce teu público. Qualquer cara que fala que não dá, tá querendo que outros façam por ele. Sempre pensei assim, tem que fazer, só que não é todo mundo que quer fazer. Ele só vê o cara no palco, não vê tudo que o cara fez pra estar lá, ou se perguntou como faz pra entrar na porta de trás pra subir no palco, nem sabe com quem ele fala. Acha que alguém vai pegar ele, com uma mão divina e colocar ele no palco? Não. São vários conhecimentos, da música, do seu instrumento, da banda, do relacionamento entre a banda. Quantas bandas que começam e já terminam? O Angra mudou de formação, mas ficou lá, 7, 8 anos com uma formação. Pô, tem banda que não dura nem 15 dias. É difícil pra caramba. O cara não consegue namorar com a namorada que com mais de um mês já quer trocar de namorada (risos), imagina 4, 5 anos com uma banda. Você abre mão de muita coisa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Tem que achar o equilíbrio, você tem que abrir mão de umas coisas pro outro, aí o outro vence aqui, que brigas você compra, saber que batalhas você quer brigar. Tudo isso ao longo da vida, entendendo como funciona, você chega lá, tranquilo, porque a maioria das pessoas não estão dispostas."

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Resenha - Edu Falaschi (Bar Opinião, Porto Alegre, 07/08/2022)

Cinco álbuns marcantes de heavy metal que estão quase fazendo 30 anos - Parte I

Lutador Wanderlei Silva curte noite curitibana com Angra e Sons of Apollo

A opinião de Marcelo Barbosa sobre cancelamento de Metallica e Pantera por racismo

Bittencourt começou a fazer tai chi chuan no camarim após beque de Mariutti bater forte

Luis Mariutti preferiu nadar a participar de gravação do clipe de "Time"

Luis Mariutti comenta os principais motivos que causaram sua saída do Angra

Felipe Andreoli, do Angra, agradece fãs por apoio após doença do filho

Mariutti relembra dia que caras do Angra foram tocar em bar raiz e arrumaram pra cabeça

Marcelo Barbosa compartilha meme que diz que Luan Santana é fã de Angra

Rafael Bittencourt desabafa sobre filho trans e necessidade de representatividade

Quando o Angra entregou um álbum perfeito para os fãs

Marcelo Barbosa dá aula de sensatez ao ser questionado sobre melhor guitarrista

O Angra era tão grande quanto o Helloween nos anos noventa, diz produtor

Rafael Bittencourt relembra quando limpou a bunda com soda cáustica sem querer

Angra: Rafael Bittencourt fala de racismo, carnaval e Megadeth

Mi e ex-Fresno deixaram heavy metal para "músicos nerds"; "nunca vou tocar como o Angra"

Angra: como fica "Carry On" nas vozes do Van Canto

Van Halen: o constrangedor encontro de Eddie com o Nirvana

A importância da revista Playboy na vida de alguns rockstars


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com Iron Maiden e Black Sabbath até chegar ao metal extremo e se apaixonar pelo doom metal. Considera Empyrium e X Japan as melhores bandas do mundo, Foi um dos coordenadores do finado SkyHell Webzine, escreveu para outros veículos no Brasil e exterior, e sempre esteve envolvido com metal, seja com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa. Escreve para o Whiplash! desde 2005 mas ainda não entendeu a birra dos leitores com as notícias do Metallica. @emanuel_seagal no Instagram.

Mais informações sobre

Mais matérias de Emanuel Seagal.