RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemMax Cavalera escolhe seus álbuns "não metal" preferidos

imagemJoe Satriani revela o guitarrista que ele ouve e diz: "Eu jamais alcançarei isso!"

imagemOzzy Osbourne aparece em público pela primeira vez após anunciar aposentadoria das turnês

imagemManowar no Brasil? Banda posta bandeira brasileira e fãs ficam empolgados

imagemA inesperada opinião de Bell Marques (ex-Chiclete com Banana) sobre o rock progressivo

imagemA música de Raul Seixas que salvou a carreira de Chitãozinho e Xororó

imagemRamones: C.J. conta que Johnny se recusou a visitar Joey em seu leito de morte

imagemThiago Bianchi explica sucessão de problemas durante show de Paul Di'Anno

imagemO dia que João Gordo xingou Ayrton Senna por piloto se recusar a dar entrevista a ele

imagemO clássico da banda Evanescence que a vocalista Amy Lee odiava

imagemA icônica reportagem de Glória Maria em que Raul Seixas disse que foi atropelado por onda

imagemA nostálgica canção de Raul Seixas que propõe abolir a divisão entre o bem e o mal

imagemZakk Wylde tira o corpo fora ao ser questionado sobre cancelamento de shows do Pantera

imagemSlipknot lança novo single, "Bone Church", e também vídeo de "Yen" em versão Director's Cut


Stamp

Charlie Watts sobre Keith Moon: "Ele estava mais para três pessoas em uma"

Por André Garcia
Postado em 16 de outubro de 2022

O rock surgiu nos Estados Unidos em meados dos anos 50, dominando a Inglaterra no começo da década seguinte, com o surgimento de bandas como Rolling Stones e The Who. Ambos estão entre os maiores percussores do rock pesado e do punk, tanto por sua sonoridade quanto pela atitude. Curiosamente seus bateristas, por outro lado, não poderiam ser mais diferentes.

Foto: KRLA Beat - Wikimedia
Foto: KRLA Beat - Wikimedia

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os Stones tinham Charlie Watts, com seu estilo básico e com a descrição e boas maneiras de um mordomo. Já o Who tinha Keith Moon, com seu jeito maluco e caótico como um furacão — quer fosse no palco destruindo baterias ou fora dele, destruindo quartos de hotel. Apesar de tão diferentes, conforme publicado pela Rock and Roll Garage, eles se davam muito bem.

"Keith Moon, aquele era uma figura", disse Watts em entrevista à Rolling Stone em 2013. "Eu Adorava ele. Não há outro dele. Ele era um cara bem charmoso, um cara adorável, na verdade, mas… ele podia ser uma pessoa difícil também. Na verdade, não havia apenas um dele — ele estava mais para três pessoas em uma.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Ele morou aqui em Los Angeles por um tempo, nos seus dias mais loucos. Meu Deus, eu lembro de ter vindo para cá com ele uma vez que ele tentou me empurrar formigas achocolatadas — ele andava com latas de formigas cobertas de chocolate. É disso que estou falando! Ele não era um cara normal, naquele sentido, mas, em seu coração, era um cara legal. Eu sempre me dei bem com ele."

"Ele foi um baterista incrível com Pete [Townshend]; eu não sei se ele era bom baterista longe de Pete [risos]! Muitos caras, creio eu, teriam adorado tocar com ele. Ele não tocava realmente no tempo ou algo assim, ele não era funky nem nada. Ele era totalmente outra coisa."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Pouco após a morte de Charlie Watts, falecido em 2021, Pete Townshend no Instagram relembrou que ele esteve no funeral de Keith Moon em 1978:

"Charlie Watts chorou no funeral de Keith Moon. Quem me dera ser capaz de derramar lágrimas como aquelas hoje. Em vez disso, eu quero só dizer adeus. Não se tratava de um baterista de rock, mas um baterista de jazz, na verdade — é por isso que os Stones tinham o swing da banda de [Count] Basie! Que homem adorável... Deus abençoe sua esposa e filha, eu aposto que até os cavalos vão sentir a falta dele."

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:
Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Exilio Angel

Metal Hammer: os maiores hits do rock eleitos em votação

Por um triz: quando por pouco a história do Rock não foi a mesma


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre André Garcia

Sou redator e tradutor freelancer e escritor, autor do livro de contos Liber IMP. Ouço rock desde pequeno, leio coisas sobre bandas desde sempre e escrevo sobre ela já tem anos. Cresci como fã de Iron Maiden e paladino do rock, mas já me tratei. Hoje sou fã de nomes como Beatles, David Bowie, The Cure, Kraftwerk e Velvet Underground, e de cenas como a Londres psicodélica, a Nova Iorque proto-punk e a Manchester pós-punk. Escrevo notas e notícias rápidas para o Whiplash.Net visando compartilhar conteúdo relevante sobre música e cultura pop.
Mais matérias de André Garcia.