RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemQuando Roberto Carlos foi alfinetado por Raul Seixas, mas o Rei gostou do que ouviu

imagemAs queixas que colegas do Paralamas mais fazem sobre Herbert Vianna, segundo o próprio

imagemO grande amor de Renato Russo que durou pouco mas marcou sua vida para sempre

imagemA icônica reportagem de Glória Maria em que Raul Seixas disse que foi atropelado por onda

imagemQuando o Lynyrd Skynyrd irritou Mick Jagger ao abrir o show dos Rolling Stones

imagemApós dez anos, Jason Newsted procura guitarristas para montar um projeto de metal

imagemA bizarra lembrança que Kerry King tem do último show do Slayer

imagemMax Cavalera escolhe seus álbuns "não metal" preferidos

imagemA reação de Jairo Guedz quando houve o racha do Sepultura no auge do sucesso

imagemA única música tocada no Festival de Woodstock que atingiu o primeiro lugar nas paradas

imagemO hit da Legião Urbana antiviolência cantado sob perspectiva de jovem da periferia

imagemJohn Lennon queria regravar todas as músicas dos Beatles, segundo produtor George Martin

imagemA vingança de Joana Prado (ex-Feiticeira) contra filhos briguentos que envolve RPM

imagem"A vida é curta", afirma Floor Jansen, vocalista do Nightwish

imagemManowar confira apresentação única em São Paulo para setembro


Stamp

Vocalistas: Dez estreias inesquecíveis - Parte 2

Por Mateus Ribeiro
Postado em 10 de abril de 2019

Ao longo do tempo, muitas bandas trocaram seus vocalistas, e essas mudanças podem ter resultados satisfatórios ou catastróficos. Alguns desses casos onde as trocas foram positivas podem ser conferidos na seguinte lista.

Veja abaixo outras estreias impactantes de vocalistas em grandes bandas!

10 – Ville Laihiala
Banda: SENTENCED
Álbum de estréia: "Down" (1996)

Com a entrada de Ville, o Sentenced começou a trilhar novos caminhos. O som da banda passou de um Death Metal rústico para um Gothic Metal com fortes influências do Heavy Metal tradicional e até mesmo do Rock And Roll.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A voz potente e versátil de Ville permitiu que a banda investisse em um som mais trabalhado e polido, o que trouxe um grande número de novos fãs. Músicas como "Noose", "Bleed", "Sun´t Won´t Shine" e "Keep My Grave Open" mostraram uma grande evolução em relação aos primeiros álbuns, e parte desse processo só foi possível por conta do talento de Ville Laihiala.

Infelizmente, após quase uma década, o Sentenced encerrou as atividades, porém, até os dias de hoje, a banda sempre é lembrada como um dos grandes nomes do metal europeu.

09 – Edu Falaschi
Banda: ANGRA
Álbum de estréia: "Rebirth" (2001)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Após muitos desentendimentos entre os membros e o empresário da banda, o Angra passou por uma fase terrível. O resultado de tantas brigas foi a saída de três integrantes da banda: o vocalista Andre Matos, o baixista Luis Mariutti e o baterista Ricardo Confessori. Os músicos foram substituídos, respectivamente, por Edu Falaschi, Felipe Andreoli e Aquiles Priester.

O primeiro trabalho do Angra após as mudanças é "Rebirth", ótimo disco, que mantém o alto padrão de qualidade que a banda brasileira sempre demonstrou. O novo e até então desconhecido vocalista desempenhou um ótimo papel, principalmente na faixa título, em "Heroes Of Sand" e "Nova Era". Definitivamente, o Angra estava renascendo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Alguns anos depois, Edu deixou a banda, e atualmente, lidera a banda de Heavy Metal Almah.

08 – Anders Fridén
Banda: IN FLAMES
Álbum de estréia: "The Jester Race"

O In Flames foi um dos principais expoentes do Death Metal Melódico. Após a entrada de Anders Fridén, a banda lançou quatro clássicos do estilo: "The Jester Race" (1996), "Whoracle" (1997), "Colony" (1999) e "Clayman" (2000).

O primeiro desses álbuns é considerado por muitos como o melhor lançamento da banda, e mostra uma evolução gigante se comparado ao primeiro disco, "Lunar Strain", que chegava a flertar até mesmo com o Black Metal. Alguns clássicos estão presentes em "The Jester Race", como a faixa título, "Moonshield", "December Flower" e "Dead God In Me" marcaram o início de um casamento muito feliz, e mostraram ao mundo todo o potencial de Anders.

O vocalista contribuiu muito para a consolidação do nome In Flames na cena do Metal. Porém, por outro lado, foi um dos principais responsáveis pelas mudanças no direcionamento do som da banda, que desagradaram muitos dos antigos fãs.

Sua voz já não é mais a mesma, porém, seu carisma e sua presença de palco o tornam um ótimo frontman.

Atualmente, o In Flames não se parece nem um pouco com a banda que gravou "The Jester Race", e está muito mais próxima do Rock Alternativo. Seja como for, é inegável a importância de Anders para a história da banda.

07 - Anneke van Giersbergen
Banda: THE GATHERING
Álbum de estréia: "Mandylion" (1995)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O The Gathering executava um misto de Doom com Gothic Metal, mas com a entrada de Anneke o som da banda mudou, e muito. A delicada voz da talentosa vocalista permitiu que novos horizontes fossem explorados.
A estréia de Anneke com o ótimo "Mandylion" (que até hoje, continua sendo o maior sucesso da banda holandesa) foi o início de uma nova era para a banda, que começou a apostar em uma sonoridade mais experimental.

Vale ressaltar que Anneke possui um papel muito importante, já que foi uma das primeiras mulheres a cantar em uma banda de Metal (sem esquecer a grande Doro Pesch). Além de ser muito ativa, a vocalista encorajou muitas mulheres a correr atrás do sonho de ter uma banda.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Atualmente, a versátil cantora segue uma carreira solo bem sucedida, e sempre que possível, aparece fazendo participações (mais que) especiais em discos e projetos.

06 – Matthew Barlow
Banda: ICED EARTH
Álbum de estréia: "Burnt Offerings" (1995)

O Iced Earth foi uma das mais gratas surpresas dos anos 90. Após um bom início de carreira, a banda lança "Burnt Offerings", disco que traz uma mistura de Heavy Metal com elementos do Power e do Thrash, que combinaram perfeitamente com a voz do estreante Matthew Barlow (que chegava a lembrar em alguns momentos a voz de Paul Stanley).

A trajetória de Barlow com o Iced Earth foi muito gloriosa, e muito desse sucesso passa pelo pesado, técnico e inesquecível "Burnt Offerings".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

05 – Michale Graves
Banda: MISFITS
Álbum de estréia: "American Psycho" (1997)

O Misfits é um dos grandes nomes da cena Punk, porém, em 1983, encerrou as atividades, após a saída do lendário vocalista Glenn Danzig. Porém, na década seguinte, a banda resolveu retomar as atividades. Para tanto, precisariam recrutar um novo vocalista.

Então, um jovem de apenas 20 anos de idade resolveu fazer um teste. O rapaz, chamado Michale , foi contratado, e ajudou a mudar a historia da banda,apesar do pouco tempo que passou como vocalista da banda.

O primeiro disco do Misfits com Michale, "American Psycho", traz ótimas músicas, dentre elas, um dos maiores clássicos da banda, "Dig Up Her Bones", e "Speak Of The devil".

04 – George "Corpsegrinder" Fisher
Banda: CANNIBAL CORPSE
Álbum de estréia: "Vile" (1996)

Uma das bandas mais extremas do planeta precisa de um vocalista que segure o rojão. E George "Corpsegrinder" Fisher mostrou em "Vile" que era o substituto ideal para Chris Barnes. Se estiver em dúvida, basta ouvir "Devoured By Vermin" (que título romântico, aliás).

Os gritos e o vocal gutural de George são marcas registradas da banda, e a presença de palco do vocalista também impressiona. George é um dos responsáveis pelo reconhecimento e sucesso do Cannibal Corpse. Com todo o merecimento do mundo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

03 – Glenn Hughes e David Coverdale
Banda: Deep Purple
Álbum: "Burn" (1974)

Para o lugar de Ian Gillan, o Deep Purple recrutou não apenas um, mas dois vocalistas: Glenn Hughes (que também toca baixo) e um então desconhecido chamado David Coverdale.

As duas vozes sensacionais foram o carro chefe de um dos discos mais cultuados da carreira do Deep Purple. O som da banda ficou mais encorpado, com alguns elementos de funk e sol, trazidos por Glenn.
Dificilmente na história do Rock, veremos um dueto tão especial e capacitado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

02 – Angela Gossow
Banda: ARCH ENEMY
Álbum de estréia: "Wages Of Sin" (2001)

O Arch Enemy surgiu como um bom nome na cena. A banda, que foi fundada por Michael Amott, foi um dos nomes mais influentes do Melodic Death Metal.

Após os primeiros álbuns, a banda demitiu o vocalista Johan Liiva. Para o seu lugar, foi contratada a alemã Angela Gossow, dona de uma voz extremamente técnica e agressiva.
O primeiro disco do Arch Enemy com Angela nos vocais é o estupendo "Wages Of Sin", que mostra o casamento perfeito entre a voz da cantora e a sonoridade da banda.

De quebra, Angela quebrou mais uma barreira, ao se tornar uma das primeiras vocalistas de uma banda de Metal Extremo na história. Tal qual Anneke, Angela foi influência para muitas garotas que desejavam ingressar em alguma banda.
Em 2014, deixou o Arch Enemy, e foi substituída por outra mulher, Alissa White – Gluz.

01 – Derrick Green
Banda: SEPULTURA
Álbum de estréia: "Against" (1998)

A saída de Max Cavalera foi um trauma imenso para os fãs do Sepultura. A difícil missão de substituir um dos maiores ícones do Metal foi entregue ao vocalista norte americano Derrick Green. A maior banda brasileira de todos os tempos tinha um vocalista estrangeiro e negro,o que por si só já chamava a atenção.

Derrick fez o certo ao entrar na banda: colocou sua identidade nas composições, e não tentou imitar ninguém. Até hoje, o vocalista divide opiniões, principalmente entre os mais saudosistas, que possivelmente, não se ligaram que Derrick já está na banda por duas décadas.

"Against" é um ótimo disco, que mantém a agressividade e a modernidade que começaram a acompanhar a banda na década de 90.
Não importa se você é fã do "novo" ou do "velho" Sepultura. Derrick merece todo o respeito do mundo por ter matado no peito a dura batalha de agradar os fãs de Max Cavalera.

É isso, pessoal! Espero que tenham gostado da lista!

Aproveito para agradecer a colaboração mais que especial de Ana Laura Ribeiro!!!


Vocalistas - As estreias inesquecíveis

Todas as matérias sobre "Vocalistas - As estreias inesquecíveis"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Mateus Ribeiro

Fã de Ramones, In Flames e Soilwork. Ouve (quase) tudo, desde rock clássico até black metal.
Mais matérias de Mateus Ribeiro.