Black Sabbath: Doom Let Loose

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 


O canadense Martin Popoff é hoje o mais importante jornalista e escritor “metálico” do planeta. Autor de dezenas de livros e artigos, colaborador das mais diversas publicações, sua imensa bibliografia disseca a cultura headbanger e serve como guia tanto para os iniciantes quanto para os mais veteranos no Heavy Metal.
77 acessosDio: os álbuns com o vocalista, do pior para o melhor5000 acessosTarja Turunen: "É bom saber que me acham sexy"

Depois de escrever obras dedicadas ao Southern Rock (“Southern Rock Review”), Blue Oyster Cult (“Secrets Revealed”), UFO (“Shoot Out The Lights”), Rainbow (“English Castle Magic”), Dio (“Light Beyond The Black”) e Iron Maiden (“Run For Cover: The Art Of Derek Riggs”), Popoff coloca agora no mercado o livro “Black Sabbath: Doom Let Loose”, que disseca a carreira do grupo mais importante da história da música pesada.

Com 355 páginas, o livro inicia na era pré-Sabbath, nas primeiras aventuras de Tony Iommi, Geezer Butler, Bill Ward e Ozzy Osbourne, que culminaram com o nascimento do Earth. Os primeiros ensaios, os primeiros shows, as primeiras histórias, está tudo lá, relatado por Popoff.

Mas o filé de “Doom Let Loose” surge mesmo quando o Black Sabbath se lança ao mercado e se consolida como banda. Dividido em capítulos que englobam cada um dos álbuns lançados pelo grupo, e também todas as fases e mudanças de formação pelas quais a banda passou, a obra vai fundo nos bastidores, processo de composição e itens lançados em cada época, o que a transforma, simultaneamente, em um excelente livro de histórias e um guia fundamental para os colecionadores do Black Sabbath, já que lista versões dos álbuns, singles, promos e demais formatos lançados.

O texto de Martin Popoff é fácil de ser lido, prende a atenção, e vem acompanhado de muitas, muitas mesmo, fotos e ilustrações relacionadas ao grupo. É claro que quem é fã irá amar e pirar nos detalhes, mas o mais legal disso tudo é que “Doom Let Loose” funciona não só para essas pessoas, mas também para todo e qualquer apreciador do estilo.

“Black Sabbath: Doom Let Loose” é uma obra fundamental, aliás, como todas os livros que Popoff vem lançando ao longo dos anos. Uma pena que não tenha sido lançado no Brasil e não conte com uma versão em português.

Falando nisso, essa é uma ótima dica para as gravadoras e editoras dedidadas ao Heavy Metal: por favor, lancem os livros de Martin Popoff no Brasil. Não somos um dos maiores mercados para a música pesada no mundo? Então, testem essa força e coloquem essas obras à disposição dos headbangers brasileiros. Garanto que leitores não faltarão …

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

DioDio
Os álbuns com o vocalista, do pior para o melhor

2254 acessosJimmy Copley: baterista morre aos 64 anos de idade683 acessosHeavy Lero: Black Sabbath com Ozzy, a terceira parte410 acessosSamantha Fish: guitarrista blueseira faz cover de "War Pigs"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Metal para BebêsMetal para Bebês
Canções de ninar para filhos headbangers

Coisa de NerdCoisa de Nerd
Os 5 games mais "Trues"

Ronnie James DioRonnie James Dio
Analisando a sua poderosa voz

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Livros0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Tarja TurunenTarja Turunen
"É bom saber que me acham sexy"

Gene SimmonsGene Simmons
"Não me importa se você é Axl Rose"

Iron MaidenIron Maiden
O passado vergonhoso registrado em fotos

5000 acessosBruce Dickinson: "O Iron Maiden é melhor que o Metallica"5000 acessosLed Zeppelin: por dentro do Boeing da banda nos anos 705000 acessosMegadeth: Mustaine fala sobre bandas satânicas5000 acessosCavalera Conspiracy: "Ramones são mais fodas que Rolling Stones"5000 acessosAC/DC: os atrasos de Axl, Steven Tyler estava na lista5000 acessosAngra: Fabio Lione mostra seus talentos como tenor

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online