Hangar: Pedro Campos conta como entrou na banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar Correções  

Hoje o HANGAR, um dos maiores nomes do Heavy Metal nacional, é formado por Pedro Campos (vocal), Nando Mello (baixo), Cristiano Wortmann (guitarra), Fábio Laguna (teclado) e Aquiles Priester (bateria). A banda acabou de lançar o seu mais novo álbum de inéditas, "Stronger Than Ever" e vem lançando, quase semanalmente, algum clipe ou lyric vídeo com as canções do álbum. Um DVD já gravado em Brusque, Santa Catarina, também está nos planos da banda para 2016. Tive uma longa (muito longa mesmo) conversa com Pedro Campos, a nova voz do HANGAR sobre vários assuntos, principalmente sobre o trabalho da banda, com a banda e o clima interno entre seus cinco integrantes. A partir de agora você vai acompanhar, em duas partes, esta conversa na íntegra. Recentemente, a banda e alguns de seus ex-vocalistas estiveram envolvidos em uma controvérsia com troca de acusações e pedidos de desculpas. Inevitavelmente este será um dos assuntos da segunda parte desta entrevista, que você também vai conferir aqui, semana que vem.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Fale um pouquinho mais sobre você. Você tem 24, 25 anos e o HANGAR já tem mais de quinze anos de estrada. Quando eles, eu ainda falo "eles", começaram você tinha uns dez anos de idade, mais ou menos. Você consegue se lembrar da primeira vez que você ouviu a banda, da primeira vez que você ouviu falar desse cara chamado Aquiles Priester, desse baterista do ANGRA (que na época, talvez, fosse baterista do ANGRA)?

Sim. Meu primeiro contato com a banda foi em 2007, final de 2007 pra 2008. Foi quando eles lançaram o "The Reason of Your Conviction". E eu também era muito fã do Aquiles no ANGRA. Ele tinha lançado em 2006, não sei se foi em 2004 ou 2006, o álbum "Temple of Shadows" com o ANGRA. Então, tava toda aquela ascensão do Heavy Metal nacional. Aquele virtuosismo de se tocar muito rápido e muito preciso, muito marcante, né? Então, daí foi quando eu comecei a ouvir os caras e, foi também quando eu comecei a cantar. Veio a calhar ser na mesma época. Tanto que o "The Reason of Your Conviction" é o disco que me influenciou bastante em minha carreira. É um disco que eu ouvi bastante. E dali eu comecei a trilhar o meu caminho e sonhava um dia estar junto com eles. E esse sonho acabou se tornando realidade.

Você imaginava que um dia ia ocupar o posto de frontman da banda?

Olha, não necessariamente do HANGAR, mas eu já me imaginava sendo frontman de alguma banda de grande nome no cenário nacional, porque eu trabalhava praquilo. Eu estudava almejando esse posto, almejando este lugar, estar entre os meus ídolos, pessoas o qual eu só ouvia e hoje convivo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E como foi que surgiu o convite para participar da banda, para ser a voz da banda?

Então, em 2012 eu li a matéria da saída repentina do André Leite e fui motivado a participar por um grande amigo, que me incentivou, me apoiou e me ajudou a gravar os vídeos para o HANGAR. Eu lembro que na época eles pediram três músicas. Eu mandei cinco das músicas deles. Eu tenho os vídeos até hoje pra, num momento oportuno, mostrar pros fãs. Ia ser um material bônus pra alguma coisa, os vídeos que me colocaram lá. Daí, no dia seguinte em que mandei os vídeos eu recebi um email do Nando Melo agradecendo e falando que eles iam olhar com muito carinho os vídeos. E no próximo dia o Aquiles me ligou e a gente se encontrou pra tomar um café e ele me chamou pra participar de quatro shows: dois em São Paulo, um em Belo Horizonte e um em Porto Alegre no qual ia estar também o Cristiano Wortmann e o Mike, o primeiro vocalista. Eram shows comemorativos do HANGAR, se eu não me engano era um show de quinze anos da banda. E aí, participei desses shows. Depois a gente ficou um tempo sem se falar, só trocando emails mesmo e até que a gente se reuniu na Expomusic [Nota: o maior evento de negócios do mundo da música da América Latina, que acontece anualmente em São Paulo] de 2013 e aí rolou o convite mesmo efetivo, os planos pra voltar com tudo. Aí eu gravei o "The Best of" e o "Stronger Than Ever".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Engraçado que eu estava nessa Expomusic, foi perto do show do BLACK SABBATH em São Paulo. Eu estava lá também.

Nessa Expo, ninguém sabia que eu estava lá. Aí a gente acabou que se encontrou. Depois a gente foi jantar junto e rolou o convite e em novembro daquele ano de 2013 eles me efetivaram como vocalista, postando publicamente e etc.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E como é o teu relacionamento com o resto da banda, porque você não é só o membro mais novo, é também o mais jovem. Eles já têm mais ou menos a minha idade e você é bem mais novo.

Muito bom, cara. Eu trago toda essa energia que um dia eles tiveram, de ter 24 anos, de estar fazendo o que ama e toda aquela curtição. Eu trago a alegria, todas as brincadeiras, todas as zoações que eu tenho com eles e eles tem comigo. Somos muito amigos, sabe. Eu posso falar que eu considero muito o Cristiano Wortmann , o Nando Mello, o Fábio Laguna e o Aquiles Priester como pessoas que são meus amigos. A gente tem uma convivência muito boa, uma convivência de bastante amizade e profissionalismo também.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vamos falar agora sobre o disco novo, que é o principal motivo de estarmos tendo essa conversa, o "Stronger Than Ever". Ele foi lançado há alguns dias, o pessoal está comprando, está ouvindo, o que você está achando? O que você está achando, o que está vendo dos comentários do pessoal, da crítica, dos fãs? Como você está enxergando a recepção ao disco?

Eu sou um cara que vasculho bastante essas coisas, até pra saber como está sendo a receptividade do meu próprio trabalho. E até agora eu tenho encontrado nesse meu garimpo coisas excelentes sobre o disco, pessoas que adquiriram, que gostaram muito. Já estão rolando as comparações com outros discos, uns já defendem o "Stronger Than Ever" como uma jóia da banda, outros falam que é um disco excelente, mas que eles têm os preferidos. Normal, né? Todo lançamento de uma banda vai passar por esse tipo de coisa, mas até então as críticas estão sendo bem positivas. Eu não encontrei até agora no meu caminho alguém falando de uma forma negativa do nosso trabalho. Isso pra mim é muito importante. Ainda mais tendo em vista que estamos fazendo a música para um público extremamente crítico, extremamente crítico, eu volto a dizer, aqui no Brasil.

Quanto aos discos mais antigos, até porque leva algum tempo para as músicas criarem uma conexão, pra fazer parte de um momento da vida de quem está escutando…

Com certeza, mas as críticas tanto aqui quanto lá fora estão sendo bem positivas. O disco foi lançado na Europa e eu tive feedback de pessoas que estavam passando pela Alemanha e eles puderam tirar foto pra mim e dizer: "Olha, Pedro, aqui em Mainz, em Frankfurt, em Berlim, cara, qualquer loja em que você vá tem o "Stronger Than Ever". Isso é muito legal. Então, o disco está saindo bastante pela FC Metal lá na Europa, está bem divulgado. No Japão também está bem divulgado. Aqui no Brasil a gente fez todo o trabalho de divulgação bem forte, lançando lyric videos, videoclipe. Agora em setembro a gente lança um DVD com várias músicas desse novo disco. Então, o que a gente podia proporcionar ao fã que tanto esperava esse disco desde 2009 a gente fez.

Falando sobre os lyric videos, o último que vocês lançaram foi "A Letter From 1997" [Nota: esta entrevista foi feita antes do lançamento do clipe de "Just Like Heaven"]. Uma curiosidade: o que 97 tem de tão importante? O que tem por trás dessa letra? O que tem por trás desse ano?

O Aquiles que escreveu a letra e ele estava revirando uns postais que ele havia recebido lá na casa dele e ele achou um cartão-postal de 1997, o qual o inspirou a escrever toda essa letra bem dramática da "A Letter From 1997". Eu acho uma das melhores músicas do disco.

E você falou também do DVD. Vocês vão gravar esse DVD em Brusque, em Santa Catarina...

Já foi gravado.

Então, conte mais sobre ele. Quando é que vocês vão lançar?

A gente vai lançá-lo agora na Expomusic. Muito possivelmente no dia 25, do domingo na Expo. Acredito que é isso. Se não for no dia 25 vai ser no dia 24. Vai ser no final de semana da Expomusic, que é aberto ao público, onde a gente vai estar lá em peso, fazendo seção de autógrafos e lançando esse DVD que foi gravado em Brusque. A gente já tem tudo, o DVD já foi mixado. Foi mixado em Los Angeles pelo Adair, que já trabalhou com a gente no "Infallible" e também trabalhou com a gente no "The Best of" e em várias outras coisas também, que agora me foge à memória. Um produtor que já está acostumado com o som da banda e tirar o melhor que a banda pode fazer e foi masterizado pelo mesmo rapaz que masterizou nosso disco, que é o Jesse Vainio, lá da Finlândia. É um DVD que foi produzido pela Foggy Filmes, a mesma empresa que produz todos os nossos clipes. Fizeram um excelente trabalho. A Foggy também acabou de fazer o DVD também do Avantasia em São Paulo, então pode preparar o som que vai vir coisa grande. A gente já teve acesso às imagens, aos cortes e está hiper-surpreendente, qualidade muito acima da expectativa nacional. Hoje uma banda de Heavy Metal lançar um DVD com as atuais condições do mercado é algo, no mínimo, muito audacioso da nossa parte e a gente teve bastante culhão pra assumir toda essa bronca e fazer isso para o nosso fã.

Vai ter extras no DVD?

Vai ter. Making of de como foi produzido, making of dos clipes, entrevistas com os membros, entrevistas com a equipe, vai ser um DVD bem completão. E o repertório com clássicos de todos os discos. Tudo aquilo que o fã sempre esperou. E sempre pediram, né, um DVD elétrico do HANGAR. E aí tá.Em 2016 vão ter em mãos.

Beleza. Vou querer ver. Voltando pro disco, "Stronger Than Ever", ele tem uma capa que é muito legal, mas qual é exatamente o conceito que está por trás da capa? O que tem por trás daquele alce, acho que é um alce que tem ali?

Aquilo ali foi inspirado no... o Aquiles é muito fã da série Hannibal, então foi inspirado na série Hannibal, porque representa a força. O alce, ou o veado, ou qualquer animal que seja, que as pessoas queiram chamar, representa a força do reino animal. E a caveira representa a imortalidade da alma. Então, é mais forte que nunca, né? Então é a força com a imortalidade da banda, que ainda está forte...a banda está muito forte, muito unida, muito focada nesse trabalho e é algo que a gente vai deixar pro legado para o resto das nossas vidas. Então mostra a imortalidade de quando você grava um disco, cara, e fica pra sempre. Esse disco pode ser comentado daqui a dez, vinte, quarenta anos, e aí vai. E vai ficar pra sempre. Está ali, está ali, imortalizado. Esta capa representa bem a força da banda e o que ela representa para todos nós.

E como é que está a agenda de shows de vocês? Vocês já tem alguma coisa programada? Quando é que o público brasileiro vai poder ver, não só no DVD, mas também ao vivo algumas faixas do "Stronger Than Ever"?

A gente pretende agora, a partir de setembro, começar com a turnê do "Stronger Than Ever". Na verdade, ela já começou com o show de Brusque, mas agora em setembro a gente pretende voltar às atividades. A gente já está organizando tudo isso aí com os nossos produtores pra em breve estar passando datas pra galera porque a gente também está ansioso para voltar aos palcos. Mas isso também não depende só da gente. Isso depende dos produtores, eles contratarem a banda pra gente fazer o melhor show possível na cidade de quem quiser.

Vocês têm intenção de continuar com o ônibus ou vão pegar avião dessa vez?

A resposta para esta e outras perguntas você tem no link abaixo, na segunda e última parte desta entrevista.

Hangar: Pedro Campos fala sobre a polêmica com os ex-vocalistasHangar
Pedro Campos fala sobre a polêmica com os ex-vocalistas

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Comente: O que achou do Hangar com o novo vocalista?




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Andre Matos: Aquiles Priester foi convidado para tocar na banda soloAndre Matos
Aquiles Priester foi convidado para tocar na banda solo

Raphael Mendes e Aquiles Priester: e se Bruce Dickinson cantasse no Dragonforce?Raphael Mendes e Aquiles Priester
E se Bruce Dickinson cantasse no Dragonforce?

The Progressive Souls Collective: Aquiles Priester e ex-Dream Theater em supergrupoThe Progressive Souls Collective
Aquiles Priester e ex-Dream Theater em supergrupo

Raphael Mendes: O que aconteceria se Bruce Dickinson cantasse no Hangar? (vídeo)Raphael Mendes
O que aconteceria se Bruce Dickinson cantasse no Hangar? (vídeo)

Aquiles Priester: A trajetória coberta em entrevista à Revista FreakAquiles Priester
A trajetória coberta em entrevista à Revista Freak


Aquiles Priester: por que ele usa luvas para tocar bateria?Aquiles Priester
Por que ele usa luvas para tocar bateria?

Aquiles Priester: Esperei 30 anos por esse momentoAquiles Priester
"Esperei 30 anos por esse momento"


Roadrunner: os dez melhores vídeo-clipes da gravadoraRoadrunner
Os dez melhores vídeo-clipes da gravadora

Led Zeppelin: tudo sobre o hit Stairway To HeavenLed Zeppelin
Tudo sobre o hit "Stairway To Heaven"


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336 GooAdHor Cli336 Goo336 Goo336 Cli336 GooInArt Goo336