Dr. Sin: entrevista com o baterista Ivan Busic pelo Ready to Rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Júlio Verdi, Fonte: Ready to Rock
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

O Dr. Sin comemora em 2013 vinte e um anos de carreira, em sua melhor fase. Com sete álbuns (de estúdio) lançados, a banda tem o hoje o respeito de consumidores de rock de várias tendências, dada à excelente performance ao vivo, ao poder de suas composições e à apurada técnica de seus integrantes. Já participou de grandes festivais de rock no país, Hollywood Rock, Monsters of Rock e tocou fez uma aparição recente no Rock in Rio. Conversamos com o baterista Ivan Busic (que passou anteriormente por bandas como Platina e Chave do Sol), que além do movimentado trabalho com a banda, acaba de lançar seu disco solo, "ROCK AND ROAD", onde atua como vocalista.

Rodz Online: 25 Anos de Philips Monsters of Rock 1994 (vídeo)Bateristas: Os 30 melhores de todos os tempos

Como foi a experiência do Rock in Rio?
Ivan: Eu diria que foi emocionante. Algo que não só nós, mas principalmente nossos fãs esperavam há muito tempo.

O Dr. Sin está há 20 anos na estrada, qual sua melhor lembrança?
Ivan: Eu acho que agora posso colocar quatro datas entre tantas coisas lindas na carreira: Hollywood Rock, a abertura do AC/DC, o Monsters of Rock e o Rock in Rio.

O que espera do futuro do Dr. Sin?
Ivan: Acho que espero continuar sentindo toda essa alegria quando estou com o Edu e com o Andria, seja no palco ou estúdio ou em qualquer lugar. Tocar, tocar e tocar.


Qual seu disco favorito do Dr. Sin e porquê?

Ivan: Creio que o Animal. É o mais bem gravado e também contém o Dr. Sin experiente e mais forte que nunca. Na real amo todos por igual.

Como é levar adiante a carreira de uma banda de hard-rock no Brasil, visto que hoje não se vende mais música e dado à eterna falta de interesse em promover shows de rock no país?
Ivan: Eu acho que o Dr. Sin está no seu melhor momento. Os caminhos do mercado estão mudando e se ajustando. Somos uma banda consolidada e independente de modismos. Se você analisar, hoje o hard é muito mais forte que o Thrash ou o (metal) melódico. É uma boa época para se estar na ativa. O Dr. Sin está mais forte que nunca, acredito. Há vinte e um anos e com sua formação original. Os fãs curtem isso. Nós, mais ainda (risos). O Brasil também está aprendendo a comprar músicas pelo iTunes e outros meios. E os shows cada vez mais lotados. O Rock está forte. Muito forte apesar de sempre andar paralelamente aos absurdos da grande mídia.

Você acaba de lançar seu disco solo, "Rock And Road"? Como ele foi produzido?
Ivan: Sim. Foi produzido no nosso estúdio pelo próprio Andria Busic, que, em minha opinião sincera, é hoje o melhor produtor de rock do Brasil. Não porque é meu irmão, mas quem conhece sabe o monstro de musico que ele é. O CD foi ideia dele. Uma linda surpresa para mim. Estou muito contente com esse trabalho.

Qual a experiência de trocar as baquetas pelo microfone nesse trabalho?
Ivan: Eu comecei a carreira como vocalista e sempre estive ali de certa forma, mas agora nos shows do "ROCK AND ROAD" vou atacar de frontman e será muito divertido. Chegar mais perto da plateia é demais (risos).

Quais suas faixas favoritas de "ROCK AND ROAD"?
Ivan: Sem demagogia curto todas, mas vou citar quatro. "The Love I Never had", "You Rule My World ", "Feel my Pain" e "Cry for Love".

Com a carreira do Dr. Sin a pleno vapor, com diversos shows e gravações, tem planos para fazer algum show baseado em "ROCK AND ROAD"?
Ivan: Sim. Os shows acontecerão após a volta do Dr dos EUA. Serão de dezembro em diante, e sincronizados com a agenda do Dr.

Como você vê a cena do hard-rock e heavy metal no país hoje?
Ivan: Acho que está muito forte. Grandes bandas surgindo, vejo pelo Brasil todo quando as bandas abrem nossos shows que, aliás, têm sido lotados. O Rock esta muito forte. Paralelo, mas forte. Talvez mais do que nunca. Vide os shows lotados que invadem o país e as bandas nacionais também, crescendo cada vez mais.

Algum recado final?
Ivan: Só um muito obrigado pela força. Visitem o Dr. Sin no Facebook e sites. E comprem produtos originais.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Dr Sin"


Rodz Online: 25 Anos de Philips Monsters of Rock 1994 (vídeo)

Metal: Gringos que atuam ou atuaram em bandas brasileirasMetal
Gringos que atuam ou atuaram em bandas brasileiras

Família: irmãos que tocam ou já tocaram juntos na mesma bandaFamília
Irmãos que tocam ou já tocaram juntos na mesma banda

Fafá de Belém: meu espírito é heavy metal, diz a cantoraFafá de Belém
"meu espírito é heavy metal", diz a cantora


Bateristas: Os 30 melhores de todos os temposBateristas
Os 30 melhores de todos os tempos

Plágio ou coincidência: trechos semelhantes no rock/metalPlágio ou coincidência
Trechos semelhantes no rock/metal

Led Zeppelin: Perguntas e Respostas sobre a bandaLed Zeppelin
Perguntas e Respostas sobre a banda

Metallica: a capa do Death Magnetic lembra uma vagina?Metallica
A capa do "Death Magnetic" lembra uma vagina?

Roqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar umRoqueiro poser
100 regras essenciais para se tornar um

Zakk Wylde: veja em vídeo as guitarras e amps da Wylde AudioZakk Wylde
Veja em vídeo as guitarras e amps da Wylde Audio

Metallica: fã de 13 anos toca Seek And Destroy com a bandaMetallica
Fã de 13 anos toca "Seek And Destroy" com a banda


Sobre Júlio Verdi

Júlio Verdi, 45 anos, consome rock desde 1981. Já manteve coluna de rock em jornal até 1996, com diversas entrevistas e resenhas. Mantém blogs sobre rock (Ready to Rock e Rock Opinion) e colabora com alguns sites. Em 2013 lançou o livro ¨A HISTÓRIA DO ROCK DE RIO PRETO¨, capa dura, 856 páginas, trazendo 50 de história do estilo na cidade de São José do Rio Preto/SP, com centenas de fotos, mais de 250 bandas, estúdios, bares, lojas, festivais e muitos outros eventos. Curte rock de todas as tendências, em especial heavy metal e thrash metal.

Mais matérias de Júlio Verdi no Whiplash.Net.