RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


A mudança de opinião de Bruno Sutter sobre a depressão após morte de Fausto Fanti

Por Gustavo Maiato
Postado em 23 de fevereiro de 2022

O músico e humorista Bruno Sutter trabalhou com Fausto Fanti por diversos anos no programa Hermes e Renato. Após o suicídio de Fausto em 2014, acarretado pela depressão, Sutter explicou que sua visão a respeito da doença mudou completamente.

Bruno Sutter - Mais Novidades

Foto: Capa Good Blood Headbanguers
Foto: Capa Good Blood Headbanguers
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista ao Flow e com trecho selecionado pelo Cortes Podcast, Bruno Sutter relembrou o período em que resolveu sair do Hermes e Renato e disse que sempre manteve uma boa relação com Fausto Fanti.

"Quando o Fausto morreu, eu já tinha saído do Hermes e Renato. Já não tinha muito contato com eles. Nossa separação foi de boa. Eu falei que não aguentava mais fazer o programa Legendários. Estávamos presos artisticamente. Resolvi voltar para a MTV como Detonator e o Marcos Mion entendeu. O Fausto me apoiou. Ele disse ‘vai, mas quando você voltar vai ficar chato para você’. Ele falou com carinho. Ele ficou meio puto, mas não tretou. Fizemos uma carta aberta um elogiando o outro. De uma certa forma, isso abriu portas para que o Hermes e Renato voltasse para a MTV", recordou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre como se sentiu quando descobriu que Fausto havia morrido em função da depressão, Bruno Sutter disse que nunca achou que ele fosse acometido pela doença. Em sua visão, uma pessoa deprimida era aquela que não saía da cama.

"Quando o Fausto morreu, foi algo surreal. Sempre o achei um cara mal humorado. Até pesquisei uma doença chamada distimia que é a doença do mal humor crônico. Nunca imaginei que o Fausto tinha depressão crônica. Achava ele ranzinza. Ele era meio Ritchie Blackmore, do Deep Purple, que era o líder, mas era ranzinza. Achava que era isso. Então, a morte dele serviu para orientar muitas pessoas a respeito da depressão. Nunca imaginaríamos que o líder intelectual de um grupo tivesse depressão. Pensávamos, erroneamente, que o cara que tem depressão é aquele que não consegue levantar da cama. Não é isso. É o cara que tem uma vida totalmente normal, mas tem uma tristeza profunda que não sabe o motivo", disse.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em outro trecho, Bruno Sutter citou um exemplo de ocasião em que tudo parecia bem, mas Fausto não conseguia ter a "liberdade de curtir o momento".

"Tiveram shows do Massacration que foram nosso auge, como o Abril Pro Rock. Quando acabava o show, todo mundo estava ‘Caralho! Caralho!’ e o Fausto na dele. A gente perguntava o que tinha acontecido e ele dizia: 'Pô, você está falando demais entre as músicas’. Focadão. Parecia que ele não se dava a liberdade de curtir o momento. Ele estava sempre muito perfeccionista. Não sei se isso fazia parte. Na época, não entendia. Pensava que ele não gostava de mim. Ele falava aquelas coisas, isso me deu uma nóia. Esse foi um dos motivos pelos quais saí do Hermes e Renato. Quando ele morreu e soube que era depressão, fiquei arrasado. Isso me trouxe um turbilhão de sentimentos muito esquisito", concluiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confira a entrevista completa abaixo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - WHIP
Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Alex Juarez Muller | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Geraldo Fonseca | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Gustavo Maiato

Jornalista, fotógrafo de shows, youtuber e escritor. Ama todos os subgêneros do rock e do heavy metal na mesma medida que ama escrever sobre isso.
Mais matérias de Gustavo Maiato.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS