Humberto Gessinger: de volta às raízes gaúchas do rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Molina, Fonte: Jornal Eco Curitiba
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em entrevista, Humberto Gessinger dos Engenheiros do Hawaii fala sobre novo trabalho solo.

917 acessosHumberto Gessinger: entrevista com o guitarrista Felipe Rotta5000 acessosMetallica: noiva toca "Master..." na bateria no casamento

Antes de chegar a Curitiba para apresentar show no Teatro Positivo neste sábado (22), Humberto Gessinger (líder dos Engenheiros do Hawaii) concedeu entrevista ao Eco Curitiba. Na ocasião, ele falou porque no álbum INSULAR (novo trabalho a ser lançado) decidiu trocar o formato acústico pelo elétrico, retornando às origens do rock gaúcho da década de 80.

Eco: Há algum tempo você vem investindo em trabalhos acústicos, como nos Engenheiros e no Pouca Vogal. O que motivou você a retornar ao formato elétrico?

Humberto: Pois é… Começou com o Acústico MTV, depois Novos Horizontes e Pouca Vogal. Quando dei por mim, estava há 10 anos no ambiente acústico. Já estava na hora de voltar ao ambiente em que me sinto mais à vontade: tocando baixo num power trio.

Eco: O seu novo trabalho será resultado de sua carreira solo. Qual a diferença em relação ao processo de criação dos Engenheiros do Hawaii? Há diferentes parcerias?

Humberto: Claro que a gente amadurece, masnão vejo nenhuma diferença na maneira como componho. O que me levou a assumir o INSULAR como disco solo foi o fato de ele não ter sido gravado com uma banda fixa. As canções pediram isso, vários convidados, diferentes ambientes. Foi um prazer tocar com músicos gaúchos que admiro muito e que, sem que eu premeditasse, acabaram representando as vertentes que acho mais legais da música gaúcha, do som mais regional ao mais cosmopolita.

Eco: Como você definiu o repertório do novo show já que conta, também, com canções mais obscuras dos Engenheiros?

Humberto: Faço questão de tocar músicas de todos os discos. É sempre legal tocar os clássicos, mas tem sido um prazer maior ainda redescobrir músicas que não tiveram tanta exposição quando lançadas. Parece que elas estavam aguardando chegar a hora certa.

Eco: Após esse trabalho da carreira solo há possibilidade de os Engenheiros retornarem. Qual formação você pensa retomar?

Humberto: Ainda não pensei no próximo capítulo. Nos próximos 03 anos estarei focado no INSULAR. Tenho muito orgulho da minha trajetória e sou grato por ter tocado com músicos incríveis. Mas o centro de tudo é sempre a música e não o formato.

Eco: O seu show pelo que dá para observar segue o mesmo clima pesado do Surfando Karmas e DNA (álbum pesado dos Engenheiros lançado em 2002). O trabalho solo segue nesta linha?

Humberto: Talvez o disco seja um pouco mais “gaúcho”do que o show. Mas o clima geral é bem parecido.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Humberto GessingerHumberto Gessinger
Anunciada saída de Nando Peters da banda

917 acessosHumberto Gessinger: entrevista com o guitarrista Felipe Rotta618 acessosHumberto Gessinger: DVD da turnê será gravado em Porto Alegre0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Engenheiros Do Hawaii"

Pra discutirPra discutir
Os 100 melhores discos do rock brasileiro

BRockBRock
Os 10 melhores álbuns dos anos 80

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Engenheiros Do Hawaii"

MetallicaMetallica
Noiva toca "Master..." na bateria no casamento

MegadethMegadeth
Electra mostra para Kiko como está fera no Português

Em 08/03/1995Em 08/03/1995
Ingo, baterista do Helloween, comete suicídio

5000 acessosDrogas e Álcool: protagonistas nos piores shows de grandes astros5000 acessosCovers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo5000 acessosRammstein: "Se alguém rir das gordinhas, eu quebro a cara dele!", diz Till Lindemann5000 acessosW. Axl Rose: o som de 25 mil dólares da BMW do vocalista3851 acessosTop 10: unanimidades entre os álbuns de rock ao vivo4576 acessosMötley Crüe: Mick Mars admite que banda usa fitas ao vivo

Sobre André Molina

André Molina é jornalista, economista e começou a ouvir heavy metal ainda quando era criança. Tem 30 anos de idade e Rock 'n' Roll é sua religião.

Mais matérias de André Molina no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online