Anneke van Giersbergen: "amo a energia de Devin Townsend"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Renata Santos, Fonte: Portal do Inferno
ENVIAR CORREÇÕES  

Prestes a desembarcar no Brasil pela quarta vez para duas apresentações – 16 de março em São Paulo, no Hangar 110, e 17 de março no Rio de Janeiro, no Rio Rock & Blues Club – a carismática ANNEKE VAN GIERSBERGEN mostrou em seu último álbum, "Everything is Changing", de 2012, um lado cheio de energia e positivismo, muito diferente do que foi registrado em outros trabalhos. A ex-vocalista do THE GATHERING tem uma das vozes mais marcantes do rock atual e conquistou uma carreira solo muito consolidada. A musicista passeia com desenvoltura por diversos estilos musicais e não teme explorá-los, ao fazer participações especiais em álbuns do ANATHEMA, NAPALM DEATH, MOONSPELL e, inclusive, produções infantis.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista ao Portal do Inferno, Anneke fala sobre essas mudanças visíveis na sua carreira, sobre a influência de músicos e amigos tão distintos em suas composições e a expectativa de tocar novamente no Brasil. Confira:

Portal do Inferno: No seu último lançamento, está mais perceptível uma mudança de clima nas composições em relação ao seu primeiro álbum solo "Air". Essa mudança de direcionamento é perceptível nas letras também. De "I Wish I Never Left", hoje temos "I Feel Alive". Foi algo que aconteceu naturalmente ou você já buscava esse direcionamento musical?

ANNEKE VAN GIERSBERGEN: Nunca existe um plano de qual direção tomar, porque eu gosto de trabalhar com o coração e de como as coisas transmitem sensações para mim. Escrevi a maioria das músicas em parceria com Daniel Cardoso, então, ele também tem grande responsabilidade na sonoridade. Após trabalhar com Devin Townsend, percebi que queria fazer um álbum diversificado, com muita energia e quando conheci Daniel, soube que ele era a pessoa certa para trabalhar. Me tornar mãe não fez uma grande diferença, musicalmente, mas mais em uma questão prática no modo de como eu prefiro trabalhar, gravar e sair em turnê.

P.I.: Particularmente, vejo uma influência de DEVIN TOWSEND em suas recentes composições. O quanto trabalhar com ele, no DEVIN TOWSEND PROJECT, te influenciou e podemos esperar futuras colaborações entre vocês?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Anneke: Sua influência no "Everything Is Changing" é bastante substancial, porque ele me inspirou a compor músicas que me dão a chance de correr e dançar pelo palco. Eu amo a energia que a música dele tem. Amo trabalhar com Devin, nos tornamos grandes amigos ao longo dos anos e, embora não tenhamos planos imediatos, ele pode contar comigo sempre que precisar da minha voz.

Confira a entrevista na íntegra no Portal do Inferno:
http://www.portaldoinferno.com.br/entrevistas/4871-anneke-va...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Gathering"


Guitarristas: os 10 maiores de todos os tempos segundo a TimeGuitarristas
Os 10 maiores de todos os tempos segundo a Time

Di'Anno: Harris é como Hitler e o Maiden é entediante!Di'Anno
"Harris é como Hitler e o Maiden é entediante!"


Sobre Renata Santos

Apaixonada por rock n' roll e musicista frustrada, é formada em jornalismo e conseguiu unir suas duas paixões ao colaborar com sites especializados em música. Colabora com o Whiplash desde 2005 e, graças à essa experiência, hoje também comanda o conteúdo do site Portal do Inferno

Mais matérias de Renata Santos no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280