Vivian Campbell: revisitando as músicas do DIO que compôs

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Plá, Fonte: blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 


2129 acessosDio: Vivian Campbell gostaria de ter feito as pazes com cantor5000 acessosFrases de bandas: o que eles realmente querem dizer?

Peter Hodgson, do SeymourDuncan.com, entrevistou recentemente o ex-guitarrista do DIO, atualmente no DEF LEPPARD, Vivian Campbell. Seguem alguns trechos da conversa.

SeymourDuncan.com: Então o DEF LEPPARD está regravando mais material antigo. Por quê?

Vivian: É uma longa e complicada história a razão pela qual decidimos regravar, mas basicamente envolve nossa incapacidade de chegar a um acordo financeiro com nossa antiga gravadora relativamente a lançamentos digitais. Estamos continuando a regravar os maiores sucessos do catálogo da banda enquanto, francamente, não vemos nenhum sinal de que o selo chegará a um acordo aceitável conosco em breve e enquanto isso queremos que nossa música esteja disponível àqueles que queiram comprá-la em formato digital. Pessoalmente, acho que são versões bem impressionantes! Como agora vivemos em um mundo à la carte quando se trata de compra de música, estamos nos concentrando nas músicas mais populares em primeiro lugar. Não temos planos de regravar álbuns na íntegra nesse ponto.

SeymourDuncan.com: Como é para você revisitar o material do DIO [com sua nova banda com membros originais do DIO, Vinny Appice (bateria), Jimmy Bain (baixo) e Claude Schnell (teclado) junto com o cantor Andy Freeman]? A plateia pareceu ir à loucura quando você tocou a "Rainbow In The Dark" com o STEEL PANTHER recentemente!

Vivian: Estou muito empolgado em revisitar as músicas do DIO novamente, bem como estão os outros caras da banda original. Havia muito tempo que não podia remeter-me a essa época da minha vida pois havia muitas más lembranças que vinham junto com todas ótimas músicas. Contudo, agora eu consigo focar no positivo novamente e sinto que é o momento de revistar as músicas que compus e a forma como eu tocava guitarra na época. Eles foram discos ótimos e nós fomos todos uma parte grande da criação deles.

SeymourDuncan.com: O que você acha do álbum "Slang" [DEF LEPPARD] nos dias hoje? Parece que ele se manteve muito bem e não envelheceu como muitos álbuns de bandas da época.

Vivian: Eu sempre tive sentimentos mistos sobre o "Slang", mesmo enquanto o estávamos gravando. Eu gosto, muito, da sonoridade dele, pois usamos bateria de verdade pela primeira vez em muitos anos e os sons da guitarra também são muito menos processados e mais diretos. Contudo, a questão que sempre tive com o disco foi que eu pessoalmente não acredito que tenhamos nos feito justiça em termos da composição – sinto que poderíamos tê-las apurado bem mais e que estávamos fazendo média demais às tendências da música de então. Para mim, o DEF LEPPARD sempre for a sinônimo de música bem trabalhada e grandes refrões e harmonias, e muito embora houvesse uma óbvia transição nos gostos musicais acontecendo na época, eu ainda sentia que podíamos ter permanecido mais fieis aos princípios que haviam moldado o sucesso da banda.

Leia a entrevista na íntegra no SeymourDuncan.com

http://www.seymourduncan.com/blog/artist-interview/talking-s...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 04 de agosto de 2012

DioDio
Vivian Campbell gostaria de ter feito as pazes com cantor

1427 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's815 acessosRonnie James Dio: dois álbuns do ELF serão lançados no Brasil0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dio"

Geezer ButlerGeezer Butler
A morte de Dio poderia ter sido evitada

Nada se Cria, Tudo se CopiaNada se Cria, Tudo se Copia
5 "plágios" do Rock/Metal

Hit ParaderHit Parader
Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Dio"0 acessosTodas as matérias sobre "Def Leppard"

Frases de bandasFrases de bandas
O que eles realmente querem dizer?

Em 24/11/1991Em 24/11/1991
Morre Freddie Mercury, aos 45 anos de idade

JapãoJapão
Conheça dez bandas japonesas de Metal

5000 acessosHall Of Shame: as melhores músicas ruins da história do Metal5000 acessosPsicografia: uma suposta carta do espírito de Cássia Eller5000 acessosFãs de Rock: você conhece o estilo de se vestir de cada um5000 acessosJoão Gordo: Ed Motta tem razão, brasileiro não tem noção mesmo!5000 acessosMetal: os dez melhores guitarristas da atualidade5000 acessosSteven Adler: ele queria ser um Rockstar desde os treze anos

Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online