Caladmor: Entrevista com a banda de Gothic/Folk Metal suíça

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vicente Reckziegel, Fonte: Witheverytearadream
Enviar correções  |  Comentários  | 


5000 acessosChris Cornell: relatório policial descreve últimas horas e morte5000 acessosHeavy Metal: "um conforto para os jovens brilhantes"

A banda entrevistada de hoje é o Caladmor, grupo suiço relativamente recente, mas que demonstra um grande potencial para o futuro. Formada por Barbara Brawand (Vocal), Nick Muller (Guitarra), Plaeschy (Guitarra), Maecka (Baixo) e Martin “Maede” Baumann (Bateria, Sintetizadores e Vocais de Apoio), com quem fiz esta entrevista, onde revela que o cenário na Europa não difere muito do nosso com relação às oportunidades para os novos grupos. Com vocês, Caladmor…

Vicente: A banda em seu início chama-se Pale, certo? Qual foi a razão para mudar o nome?

Maede: Na verdade, existem ou existiram algumas outras bandas com o nome Pale, e nós queríamos algo único. Nós também mudamos nosso estilo com o passar dos anos, e queríamos mostrar isso com um novo nome.

Vicente: Nesse tempo, vocês lançaram “Beneath the Tree of Wisdom", e algumas Demos e EP. Fale um pouco sobre cada um.

Maede: Bem, nós não achamos que as Demos antigas nos representam muito bem hoje, fizemos muitos progressos em aspectos técnicos e musicais. Se você ouvir o material velho pode perceber que experimentamos com diferentes estilos e gêneros, para chegar finalmente perto do que é o Caladmor hoje em dia. Nós ainda temos uma combinação única de Folk, Gothic, Viking e Death Metal, mas o nosso primeiro lançamento foi definitivamente mais difícil do que as Demos antigas.


Vicente: Vocês lançaram em 2010 seu primeiro álbum, "Midwinter". Como foi a divulgação? Quando e onde foi gravado?

Maede: Na verdade, os fãs gostaram muito e as críticas na imprensa normalmente foram muito boas, algo que não acontece sempre com um álbum de estréia.

Vicente: E a reação dos fãs foi como vocês esperavam?

Maede: Ah, sim, eles gostaram. Nós também vendemos muitos CDs após os shows, depois que as pessoas nos ouviam ao vivo.

Vicente: A capa de "Midwinter" é muito bacana. De quem foi à idéia?

Maede: A idéia do projeto foi minha e da Barbara, mas, pessoalmente, acho o livreto do CD ainda melhor que a capa.

Vicente: Sua música tem alguns aspectos do Gothic, mas na essência é um excelente Folk Metal. Esta é a proposta desde o início da banda?

Maede: Não, 9 anos atrás, começamos como uma espécie de Metal, Gothic e Alternative. Por volta de 2005, começamos a experimentar com influências e melodias Folk. Eu diria que o novo álbum será mais épico e mais técnico.

Vicente: Como está a cena na Suíça para o Rock e Metal?

Maede: Tornou-se muito difícil nos últimos anos ficar conhecidos e obter novas oportunidades para shows. Também a cena Metal foi “comercializada” durante os últimos anos. Na Europa, você vai ouvir sempre as mesmas bandas tocando juntas nos grandes palcos. Quase ninguém oferece uma chance às bandas “menores”, a menos que você pague um valor bem significativo.

Vicente: O que vocês sabem sobre Rock e Metal no Brasil?

Maede: Sabemos que o Brasil tem uma cena metal muito diversificada, e que vocês estão mais interessados em vocais femininos do que os europeus, na verdade. (Nick, um dos nossos guitarristas, nasceu no Brasil e ele ainda têm muitos parentes por ai).

Vicente: Quem é sua maior influência?

Maede: Uma questão bastante difícil. Música clássica e música Folk (irlandesa). Para as bandas, eu diria Ensiferum, Amon Amarth, The Gathering, Therion, Nightwish, Black Sabbath e Mudvayne.

Vicente: Em poucas palavras, o que você pensa sobre essas bandas:

Maede: Oh bem, isso é uma pegadinha, não é? (risos)

Theatre of Tragedy:
Bom nos anos 90, não ouvimos mais.

Leaves Eyes:
Ok, um pouco suave demais para nós nos dias de hoje...

Ensiferum:
Ensiferum é bom, a Jari é Deus! (risos)

Eluveitie:
Quem? (risos)

Candlemass:
Para Power Metal é muito bom, moderno, as vozes masculinas não são tão agudas!

Vicente: Por fim, deixe uma mensagem para todos os brasileiros que conhecem ou queiram saber muito mais sobre a música de Caladmor.

Maede: Para aqueles de vocês, que gostam de folk metal épico, comprem nosso novo álbum, que em breve estará saindo! Midwinter ainda está disponível no nosso site ou através dos serviços online como o iTunes.

Website:
http://caladmor.ch/

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Caladmor"

Chris CornellChris Cornell
Relatório policial descreve últimas horas e morte

Heavy MetalHeavy Metal
Pesquisa indica que gênero é apreciado por alunos brilhantes

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1981

5000 acessosCristina Scabbia: cantora fala sobre seus seios e Playboy5000 acessosOzzy Osbourne: comendo oferenda de macumba no Rock in Rio5000 acessosBlack Metal: o cotidiano fascinante dos fãs adolescentes5000 acessosLinkin Park: um exemplo mostra que é a banda mais foda do mundo4934 acessosSlayer: uma ótima versão de "Raining Blood"com crianças true do Japão5000 acessosFrances Bean Cobain: assustada com tatuagem de fã

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online