Luca Turilli: guitarrista fala sobre o seu novo projeto

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Em agosto de 2011, o guitarrista do RHAPSODY OF FIRE, Luca Turilli, e o tecladista Alex Staropoli anunciaram sua decisão de seguir caminhos separados.

Turilli-Lione Rhapsody: banda anuncia quatro shows no Brasil em 2020Metal: as bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheads

Devido a razões legais, Staropoli continuará com os direitos sobre o nome "Rhapsody Of Fire". Turilli, por outro lado, continuará usando o nome "Rhapsody" em seu futuro projeto, no qual ele será acompanhado pelo guitarrista Dominique Leurquin, o baixista Patrice Guers e o baterista Alex Holzwarth. Um vocalista para o grupo ainda será anunciado.

Turilli recentemente cedeu uma entrevista para Markus Wosgien, diretor promocional da Nuclear Blast Records, sobre a estréia do próximo projeto "Luca Turilli'S Rhapsody". A sessão de perguntas e respostas segue abaixo.

Nuclear Blast Records: Depois da separação oficial do Rhapsody Of Fire, vários rumores sobre a divisão se espalharam pela internet. Gostaria de dizer algo sobre isso?

Luca: Antes de mais nada, deixe-me te dizer que Alex (Staropoli) e eu nos divertimos muito com alguns comentários após o anúncio da separação amigável da banda. Em particular, ouvi comentários de algumas pessoas que imaginaram um monte de coisas estranhas ou pensavam que eu fui o único que deixou a banda por causa disso ou daquilo. Honestamente, isso é um absurdo e nada de mais. A única realidade é que no final de 2010, Alex e eu, juntos... "juntos"... concordamos que, depois de "From Chaos To Eternity" (o 10º álbum do Rhapsody Of Fire, encerrando a saga), que continuaríamos com nossas carreiras separadamente. Isso porque após 20 anos de uma grande e particular parceria, o sentimento de quando trabalhávamos juntos não era mais o mesmo, e devido ao grande respeito que temos um pelo outro, decidimos tomar essa importante decisão. Nós também concordamos sobre a forma de separação da banda e o modo que manteríamos o nome Rhapsody, em relação a todo o trabalho e investimento que ambos realizamos nestes anos para deixar este nome ainda mais forte no mercado. Então, mais uma vez, tudo foi decidido realmente de uma forma amigável entre duas pessoas respeitando-se, em todos os níveis. Portanto, nenhuma conspiração teórica ou algo parecido, em vez disso, iremos honestamente continuar, só que em caminhos diferentes a fim de encontrar novos estímulos artísticos. Quero deixar claro também, que não haverá qualquer tipo de concorrência entre as duas bandas, já somos velhos demais para esses tipo de atitude. Eu amo o Alex e desejo a ele o melhor. Aproveito também a oportunidade para desejar o melhor para os novos membros do Rhapsody Of Fire: Tom Hess e Roberto De Micheli. Eles são ótimas pessoas e músicos ultra-qualificados, uma garantia e certeza de boa música no mais alto nível artístico para todos os fãs da banda de Alex e Fabio!

Nuclear Blast Records: Vamos falar sobre seu novo álbum. O que você pode nos dizer sobre ele?

Luca: Honestamente, este álbum é muito importante para mim, Alex Holzwarth, Patrice e Dominique, como pessoa, isso é o que eu sempre sonhei em gravar. O processo básico de composição durou cerca de cinco meses. Neste período de tempo eu trabalhei no ritmo de 12-14 horas por dia e, ao mesmo tempo foi muito difícil, porque exigiu muito, mentalmente e espiritualmente, esta foi uma das sessões mais gratificantes em termos de composição de toda a minha vida. Eu me diverti muito tocando guitarra, teclados ou meu amado piano e criando peças clássicas, interlúdios cinematográficos, orquestrações e tudo mais. Agora todas as músicas estão prontas e eu já estou organizando tudo. Eu não contratarei pessoas de fora para fazer as orquestras, eu farei tudo sozinho, escrever as músicas para cada sessão da orquestra, os coros, etc, e isso às vezes pode ser um processo muito longo e difícil, que me custará tempo e energia. Não posso negar que este é um álbum muito ambicioso, por causa do investimento, a visão artística, etc, e todas as pessoas que estão trabalhando nele, incluindo a Nuclear Blast. É por isso que nos próximos meses, de intenso trabalho em estúdio, eu quero me dedicar dia e noite, sem pensar em mais nada. A produção do álbum acaba de começar e Alex Holzwarth já gravou a maioria de suas partes de bateria. Eu vou liberar mais notícias sobre a produção do álbum, mês após mês, e do meu novo site, a partir do final de janeiro de 2012.

Nuclear Blast Records: Falando sobre a produção, é verdade que em seu novo álbum, você mudou sua equipe completamente?

Luca: Sim, depois de muitos anos trabalhando em Wolfsburg com o nosso amigo Sascha Paeth, decidi começar esta nova aventura com uma equipe de pessoas diferentes. Sascha e os outros amigos do Gate Studio (Miro, Olaf, Robert, Simão, etc) são uma equipe vencedora e sua ajuda no passado foi muito importante para o Rhapsody. Mas há bastante tempo que Alex e eu já produzíamos os nossos próprios álbuns, apesar de Sascha estar sempre presente como o cara da mixagem. Seus esforços sempre estarão em nossa lista de agradecimentos, serei sempre grato por sua contribuição e profissionalismo. Todos os anos de trabalho, diversão e sofrimento no Gate Studio, em Wolfsburg, certamente foram inesquecíveis e ficarão em nossos corações. Para o Luca Turilli's Rhapsody - a nova aventura, decidi mudar o estúdio e o cara por trás da mesa. Agora estamos gravando o novo álbum em um estúdio que fica em Kempten, na Alemanha. Nosso novo engenheiro, responsável pela mixagem, é o proprietário do estúdio e seu nome é Sebastian Roeder, a pessoa que trabalhou com o Rhapsody Of Fire na última turnê mundial, fazendo verdadeiros milagres enquanto mixava o nosso som ao vivo. Além de ser um engenheiro talentoso, ele é uma grande pessoa e quer compartilhar conosco seu amor pelo estilo e pela nossa música. Para completar, o novo álbum será produzido por mim, como de costume, enquanto Sebastian vai cuidar da engenharia, mixagem e masterização.

Nuclear Blast Records: O que você pode nos dizer sobre o novo vocalista?

Luca: Para você ter uma idéia, esta será uma das notícias mais importantes a ser dada nos próximos meses, mas por enquanto é melhor deixar tudo em segredo. Falando sobre vocalistas, permita-me dizer algumas coisas sobre Olaf Hayer, vocalista talentoso da minha banda solo. A verdade é que, como muitas pessoas já estão sabendo, eu abandonei o meu projeto solo definitivamente, disposto a me dedicar somente ao meu novo projeto. É por isso que eu quero agradecer publicamente a Olaf por sua contribuição no meu trabalho solo. Todos os três álbuns da trilogia entraram nas paradas mais importantes e isso foi possível, principalmente, graças ao meu amigo Olaf. Quem sabe? Talvez mais cedo ou mais tarde, ainda teremos a chance de trabalhar juntos? Nunca diga nunca.

Nuclear Blast Records: E quanto aos planos para o futuro do Luca Turilli's Rhapsody?

Luca: Bem, a coisa mais importante que posso dizer é que a nossa agência de turnês, All Access, está trabalhando duro e preparando uma turnê mundial. Considerando que o novo álbum seja lançado em junho de 2012, o plano é começar a turnê algums meses mais tarde, a fim de promovê-lo nos quatro cantos do mundo. Será um prazer para mim, Alex, Patrice e Dominique, em atender todos os nossos fãs, antigos e novos, mais uma vez e poder tocar para eles as músicas do novo Luca Turilli'S Rhapsody e os sucessos do antigo Rhapsody Of Fire. Certamente haverá algumas surpresas para quem também gostou do meu álbum solo!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Rhapsody"


Turilli-Lione Rhapsody: banda anuncia quatro shows no Brasil em 2020Rhapsody: Fabio Lione em entrevista exclusiva ao BrasilTurilli/Lione Rhapsody: esta versão do Rhapsody começou melhor

Rhapsody Of Fire: Quer ficar bombado? Alex Staropoli te ajuda!Rhapsody Of Fire
Quer ficar "bombado"? Alex Staropoli te ajuda!

Rhapsody: não somos uma banda de Heavy Metal, diz Luca TurilliRhapsody
Não somos uma banda de Heavy Metal, diz Luca Turilli

Separados no nascimento: Alex Staropoli e Adrien BrodySeparados no nascimento
Alex Staropoli e Adrien Brody


Metal: as bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheadsMetal
As bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheads

Slash: uso excessivo de drogas chocou David BowieSlash
Uso excessivo de drogas chocou David Bowie

Guns N' Roses: os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnRGuns N' Roses
Os Jovens Pistoleiros, sexo, drogas e RnR

Max Cavalera: A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro e Vinnie PaulMax Cavalera
A opinião de Lemmy, Kiko Loureiro e Vinnie Paul

Roqueiro poser: 100 regras essenciais para se tornar umRoqueiro poser
100 regras essenciais para se tornar um

Inovação: conheça primeira guitarra feita inteiramente de titânioInovação
Conheça primeira guitarra feita inteiramente de titânio

Lobão: em 2013, PT responsável por sertanejo universitário?Lobão
Em 2013, PT responsável por sertanejo universitário?


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336