Bumblefoot sobre o Brasil: "amo vocês!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruno do Amaral
Enviar correções  |  Ver Acessos

Ron "Bumblefoot" Thal é uma personagem atípico. Para quem o conhece apenas no Guns N' Roses, fica a certeza de ser um virtuoso na guitarra, posto que assumiu em 2006 no lugar do Buckethead (que saiu em 2004). Mas é em sua carreira solo que o norte-americano realmente mostra toda a sua versatilidade. E é exatamente essa faceta que o público brasileiro finalmente teve a chance de conhecer com o lançamento dos dois últimos álbuns do músico em uma loja virtual no Mercado Livre (link abaixo).

Sounds Entertainment: as 100 melhores músicas do Heavy MetalEdu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos dele

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Normal" e "Abnormal" foram lançados respectivamente em 2005 e 2008 e mostram lados opostos sobre uma condição psicológica que exerceu influência na criatividade de Ron Thal. São apenas dois exemplos do vasto catálogo do guitarrista, que também canta nas músicas (ele diz que teve um ano e meio de lições de vocal - "definitivamente ajudaram", afirma).

http://eshops.mercadolivre.com.br/baldfreak/

A entrevista exclusiva abaixo aborda o lançamento dos álbuns no Brasil, sua loja virtual no Mercado Livre (maior site de comércio eletrônico da América do Sul) e a recente passagem do Guns N' Roses pelo território nacional em cinco shows em março, que deixou fãs eufóricos em Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Atualmente, a banda do Axl Rose conta, além do Bumblefoot, com Richard Fortus e DJ Ashba na guitarra, Tommy Stinson no baixo, Frank Ferrer na bateria e Dizzy Reed e Chris Pitman nos teclados e sintetizadores. O grupo agora percorre a Europa, com apresentações na Finlândia, Rússia e Suécia. Após um breve hiato, a banda volta à Europa para mais de 20 datas, incluindo várias datas na Espanha e Inglaterra.

Ron Thal também está relançando em seu selo Bald Freak seu primeiro álbum, Adventures of Bumblefoot, após 15 anos de sua estreia. Além disso, um livro de tablaturas de guitarra de 200 páginas com transcrições feitas pelo próprio músico também está sendo lançado. Ambos os produtos estarão disponíveis no site BaldFreak.com (ainda indisponível para brasileiros). CDs autografados terão o lucro revertido para as pesquisas em esclerose múltipla.

Thal respondeu às perguntas por e-mail após um bem-sucedido show em Oslo, na Noruega.

Como está sendo a turnê? Como foi conhecer países sul-americanos como o Brasil?

Eu acho que a turnê na América do Sul arruinou todas as outras turnês para mim, haha! Foi tão bom, nada será parecido com isso...

A ideia de vender seus álbuns solos no Brasil e no continente veio apenas após conhecer os países na turnê do GNR?

Eu tenho estudado sobre a distribuição na América do Sul há alguns anos, mas nunca houve uma situação de negócios que parecesse correta. Se eu vendo para um distribuidor que vende para uma loja que vende para você, cada envolvido precisará de lucro e acabarão aumentando o preço dos CDs. Eu prefiro vender diretamente para vocês. Eu faço isso pelo BaldFreak.com e agora com o Mercadolivre.com.

Como os álbuns solo podem agradar aos fãs que o viram com o GNR aqui em março?

Eu não sei se meus álbuns vão agradar ou não, isso vai de acordo com o gosto de cada pessoa. Qualquer um é bem-vindo para escutar minhas músicas e ver se gosta ou não. Se gostam o suficiente para querer ter um certo álbum, eu estou facilitando para que consigam comprá-lo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por que apenas "Normal" e "Abnormal" por enquanto? Qual a história por trás desses dois discos?

Estes álbuns são os mais recentes e eu gostaria de dar às pessoas as músicas mais novas primeiros. Eles têm alguns elementos de rock clássico e punk, estilos com os quais eu cresci, são parte do que eu sou. O álbum Normal (2005) tem um conceito inerente sobre como uma medicação que altera o humor me fez ficar "normal", mas acabou bloqueando a habilidade de ser criativo e compor. Eu tive que escolher se eu queria ficar "normal" e em paz ou ser musical, mas ter uma guerra dentro da minha cabeça de novo. Eu escolhi desistir de ser "normal" e o álbum seguinte, "Abnormal" (2008), é a continuação da história, o capítulo seguinte da vida. Foi depois de eu ter entrado no GNR, a vida ficou um pouco mais intensa, assim como a música. Aqui estão amostras em MP3 no meu site se as pessoas quiserem escutar:

http://www.bumblefoot.com/audio/Bumblefoot_-_Abnormal_(clips...

http://www.bumblefoot.com/audio/Bumblefoot_-_Normal_-_CD_sam...

E o que mais podemos esperar da nova loja?

Se tudo der certo, eu vou começar a adicionar o resto dos meus CDs, e então outros produtos - camisetas, adesivos, broches, palhetas de guitarra, chaveiros, miniguitarras colecionáveis...

Parece que vamos ter ao menos uma de suas faixas ("Guitars Suck") estreando nos videogames na Rock Band Network em breve. Algum plano para lançar mais músicas?

Certamente! Eu adoraria ter cada música disponível e planejo adicionar músicas à loja virtual do game.

Os brasileiros em geral começaram a lhe conhecer melhor após o lançamento do "Chinese Democracy" em 2008. Após um ano e meio, o que você pensa do álbum?

Minha opinião não mudou - eu ainda acho que é um álbum único, pessoal e experimental, e nenhum disco jamais será como ele.

Sabemos que você estará ocupado com o GNR por algum tempo com turnês internacionais, mas um artigo recente publicado em Bergen, na Noruega, mencionou os membros Dizzy Reed e DJ Ashba falando sobre um novo álbum - possivelmente para ser lançado em 2011. Você está compondo com a banda também? As outras músicas gravadas nas sessões do "Chinese Democracy" foram descartadas? O que pode falar a respeito?

As pessoas nos perguntam o tempo todo sobre um novo álbum e nós todos falamos a mesma verdade: que nós *gostaríamos* de trabalhar em um outro disco, e esperamos que isso aconteça. Eu acho que algumas citações do artigo norueguês se perderam na tradução, do que a banda disse ao que saiu impresso, para como foi traduzido novamente para outras línguas. No momento o foco é em fazer turnê, levando shows ao vivo para o mundo. Após isso, vamos ver o que será melhor para fazer a seguir...

O que você achou dos fãs brasileiros?

Os fãs mais passionais e amorosos de todos. Eles estavam lá para se divertir, nunca agiram como se fossem bons demais para isso. Eles eram parte do show, adicionaram-se com cartazes, faixas, bandeiras gigantes, rosas e cantando e com uma alma adorável. Eles fizeram os shows ficarem melhores com tudo que nos deram, foi uma inspiração para nós para dar mais a eles.. Eu nunca me esquecerei.

Você tem alguma história engraçada de algum dos shows aqui?

Muitos sutiãs sendo jogados no palco durante a turnê, isso foi bem engraçado, haha! Lá estou tocando e, de repente, um [sutiã] aparece pendurado na ponta da minha guitarra após um dos caras da banda o colocarem lá... Ou então ir cantar e aparecer um grande sutiã pendurado no microfone, haha... Cantar com sutiãs - bem engraçado.

Algum plano para voltar aqui ao país no futuro com o GNR? E quanto a uma turnê solo?

Eu adoraria voltar com o GNR e também com um turnê solo - mas nada está planejado, no momento estamos apenas começando na Europa e temos milhas a percorrer...

Você aprendeu algo em português (além de "obrigado")?

Aprendi a dizer "te amo"

Tentou provar alguma comida típica?

Ah sim, eu tentei. Eu provei tanta comida local que fiquei 4,5 kg mais gordo quando a turnê acabou. Churrasco brasileiro!!!

Que mensagem você gostaria de enviar aos fãs da América do Sul que agora você conhece melhor?

O prazer foi meu, eu adorei conhecer todos vocês melhor e os conhecer fez do meu mundo um lugar melhor - obrigado! AMO VOCÊS!!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Entrevistas

Sounds Entertainment: as 100 melhores músicas do Heavy MetalSounds Entertainment
As 100 melhores músicas do Heavy Metal

Edu Falaschi: os dez vocalistas brasileiros preferidos deleEdu Falaschi
Os dez vocalistas brasileiros preferidos dele


Sobre Bruno do Amaral

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280