Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemIggor Cavalera diz que reunião da formação clássica do Sepultura seria incrível, mas...

imagemDave Mustaine cutuca Kiss e bandas "preguiçosas" que usam playbacks

imagemA categórica opinião de Dave Mustaine sobre religião "abusiva e falsa" de sua mãe

imagemQuando Jimi Hendrix chamou Eric Clapton para subir no palco e afinar sua guitarra

imagemDave Mustaine, eufórico, compara James LoMenzo com Cliff Burton

imagemJoão Gordo diz que não torce pela seleção brasileira de futebol

imagemTravis Barker, do Blink-182, é hospitalizado às pressas e filha pede orações

imagemCinco nomes do heavy metal que já gravaram músicas do ABBA


Airbourne 2022

Amott: "vivendo o sonho de tocar numa banda de Metal"

Por Gustavo Silveira Moraes
Fonte: Ultimate-Guitar.com
Em 17/10/09

Robert Gray, do site Ultimate-Guitar.com, entrevistou o guitarrista do ARCH ENEMY/CARCASS, Michael Amott, em 10 de agosto de 2009. Segue trechos da entrevista.

Para aqueles que não estão familiarizados com "The Root of All Evil", você poderia dar alguma informação desse álbum que está por vir?

Amott: "Yeah (risos). 'The Root of All Evil' é um álbum de compilações, um álbum feito de três. Os três primeiros trabalhos do ARCH ENEMY traziam outro vocalista, então nossa atual formação regravou uma coleção de músicas desses três álbuns. 'The Root of All Evil' é tipo um álbum novo, porém com músicas antigas".

Por que o ARCH ENEMY optou por regravar canções dos três primeiros trabalhos?

Amott: "Por quê? Regravar essas músicas foi um pedido de nossos fãs, basicamente. Nossos fãs continuam mandando mensagens em nosso website, dizendo que adoram escutar a formação atual do ARCH ENEMY tocando e apresentando algumas dessas músicas. Nós pensamos que seria uma boa ideia, e começamos a pensar no projeto há três anos. Em janeiro, nós finalmente arrumamos tempo para entrar no estúdio, e fazer a ideia detonar".

Como o ARCH ENEMY fez para selecionar quais músicas seriam regravadas desses três primeiros álbuns.

Amott: "Cinco de nós estávamos no ARCH ENEMY. Todos tinham diferentes músicas favoritas daquela era da banda, então foi um caso de debate sobre isso (risos). Uma vez nós sentamos e começamos a reensaiar aquelas músicas, algumas delas não funcionaram muito bem, e outras saíram ótimas - algumas que não pensávamos que poderiam ficar tão boas. Foi uma questão de reensaiar e praticá-las. Algumas delas nós já haviamos tocado ao vivo no passado com Angela (Gossow, vocal), como 'The Immortal', 'Bridge of Destiny', e outras do tipo. Nós sabíamos que eram músicas que iríamos querer tocar novamente, e sabíamos que iria funcionar. Outras tivemos que afinar um pouco mais, e encontrar as certas".

Obviamente, sempre existe pessoas cínicas. Algumas disseram que "The Root of All Evil" é para fazer dinheiro apenas, que o álbum foi lançado para preencher obrigações contratuais, e que o álbum foi lançado como se o ARCH ENEMY não pudesse ser incomodado para escrever novas músicas. Tais declarações te irritam?

Amott: "Na verdade, não. Eu não presto atenção nesse tipo de coisa (risos)".

(Risos) Eu não te culpo, pra ser sincero.

Amott: "Estou sempre trabalhando. Estou vivendo o sonho. Estou vivendo meu sonho; tocando guitarra como profissão, e numa banda de metal, compondo músicas e fazendo shows ao vivo. Isso toma muito de meu tempo - somos muito ocupados. Eu me acho muito, muito sortudo, e me considero um daqueles sortudos, de verdade. Eu não passo muito tempo pensando nessas besteiras que falam. Para quem quer saber, estamos compondo um novo álbum. Temos material novo, mas iremos a nosso tempo com o material. Faremos algo especial, e trabalharemos nele ano que vem".

Dito isto, como está progredindo a reunião do CARCASS?

Amott: "Ano passado, 2008, fizemos muitos shows, e bem rapidamente fizemos a turnê mundial mais curta de todas, como a chamamos. Estávamos em todos os lugarem em um espaço de tempo de meses, em todos os cantos do globo. Fizemos vários festivais europeu, e coisas do tipo, mas esse ano, não teve tanta coisa assim. Apenas algumas datas selecionadas, e alguns festivais. Na verdade estaremos tocando sexta-feira (14/08/09) no festival de Bloodstock em Derbyshire, assim como o ARCH ENEMY. Será como uma atração em dobro".

Além do festival de Bloodstock, há outros planos para o CARCASS?

Amott: "Este ano apenas mais um show em Moscou, Russia, em setembro. Outro além desse, não. Estamos pensando na possibilidade de marcar mais shows para o ano que vem, mas nada escrito em pedra, nada ainda certo. Ainda não discutimos nenhum novo projeto para gravar, nem para compor, nem nada assim. No entanto será um super evento, tenho que dizer. Tem sido muito, muito legal se reunir com aqueles caras, e voltar àquela música. Tem sido bastante divertido, e eu estou curtindo muito".

Você realmente gostaria de gravar um novo álbum com o CARCASS?

Abott: "Gravar um novo álbum é diferente. Tocar ao vivo e voltar depois de todos esses anos é uma coisa, mas realmente entrar numa esfera criativa com esses caras depois de tantos anos é outra história. Isso daria muito trabalho, eu acho, e poderia ser algo... digo, não sou contra tentar, mas não chegamos a esse ponto ainda (risos)".

Então se o CARCASS quiser tentar gravar um novo álbum, o grupo entraria no estúdio, veria como seriam as sessões de composição, e se o material ficar bom, o grupo prosseguiria? Porém se o material não for bom, o grupo apenas largaria tudo?

Amott: "Yeah, exatamente. Se realmente tentarmos compor novas músicas provavelmente não diríamos a ninguém até que realmente tenhamos tentado (risos)".

Então, tecnicamente, CARCASS poderia estar escrevendo novas músicas, como falamos, e ninguém saberia (risos).

Amott: "(Risos) Exatamente".

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Arch Enemy lança novos vídeos de bastidores da turnê com Behemoth


Metal sueco: site elege as dez melhores bandas da Suécia


Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Gustavo Silveira Moraes

Nascido em Salto/SP no dia 31/03/1988, atualmente estuda DIREITO. Ouve ROCK de todos os tipos desde 2002 e sua preferência é pelo CLASSIC ROCK e HARD ROCK como QUEEN, PINK FLOYD, AC/DC, MOTORHEAD, LED ZEPPELIN, METALLICA, BLACK SABBATH e principalmente o REI DAS TREVAS OZZY OSBOURNE. Também gosto de HEAVY METAL como SHAAMAN, ANGRA, SONATA ARCTICA, HELLOWEEN e é fã de carteirinha do AVANTASIA.

Mais matérias de Gustavo Silveira Moraes.