Megadeth: "a química começou a rolar com Shawn Drover"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Exclaim!, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Dave Mustaine, líder do MEGADETH, foi entrevistado pelo Exclaim! do Canadá, e na ocasião ele falou, dentre outras coisas, sobre a pressão feita pela indústria musical. Abaixo podem ser conferidos alguns trechos da conversa:

3425 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosCrianças: veja como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras

Então aqui está você com o 12º álbum da banda pronto para ser lançado e as pessoas roendo as unhas para ouvir. Como o processo de composição de um álbum do Megadeth mudou após tantos anos?

Dave Mustaine: "Foi ficando mais fácil. Depois começou a ficar bem mais difícil. Agora está como que no piloto automático porque agora eu estou fazendo o que quero não o que eu acho que a indústria musical deseja.

Houve um período onde tínhamos que fazer o que a indústria da música nos mandava pois caso contrário não teríamos o que comer. Estava relacionado com a queda de vendas de discos e nossa popularidade sendo afetada porque mais e mais estações de rádio estavam mudando. Em certo ponto, Los Angeles tinha duas horas com metal tocando durante toda a semana. Duas horas? Brincadeira, né?"

Parece estranho porque tantas pessoas olham para L.A. como uma referência para o que está rolando.

Dave Mustaine: "As pessoas olham para Hollywood, mas não tanto quanto olham para Los Angeles. L.A. é na verdade uma mistura de pessoas. Muitas pessoas pensam em L.A. e as pessoas da indústria musical como sendo bronzeadas e vestindo colares dourados, jogando tênis e estas merdas. Elas não estão pensando nas pessoas nas trincheiras vivendo o estilo de vida da música que elas amam".

Eu nunca soube que você esteva sob pressão em algum ponto. Parecia que você estava sempre fazendo o que queria.

Dave Mustaine: "Não, de jeito nenhum. Isto teria sido realmente bem fácil, porém em 1992, quando o 'Countdown...' foi lançado, a gravadora ficou tão encantada com ele, que eles queriam que nós o fizéssemos novamente. Perguntei, 'o que vocês querem dizer com 'fazer de novo?' Se eu pudesse simplesmente 'fazer de novo' eu faria. Eu posso tentar, mas a razão de você fazer ou não fazer de novo é porque é difícil fazer um grande álbum.

Eu poderia sentar ali e lançar músicas medíocres, mas eu não quero fazer isto. Eu quero escrever grandes músicas. Eu quero ter certeza de que elas são todas bem trabalhadas; de que não há 'encheção de linguiça'. Com o 'Endgame', todos os reviews que tivemos foram estelares, todas as entrevistas têm sido bem animadoras para mim. É um ótimo sentimento saber que as pessoas estão felizes por mim. Houve um período onde eu me senti inferior; eu achei que nunca conseguiria me livrar deste sentimento, mas agora passou".

Deve ser compensador saber que as pessoas estão finalmente do seu lado; e não te atacando constantemente.

Dave Mustaine: "Eu não sei se eles estão me atacando sempre. Nós apenas tivemos alguns momentos difíceis. Algumas destas coisas surgiram de mim mesmo, outras eram imaginárias, algumas não eram de forma alguma verdadeiras e é meio frustrante quando você está trabalhando com pessoas que não acreditam em você".

Bem, você detonou com este álbum. O quanto isso foi influenciado pelo fato de agora você possuir seu próprio estúdio? Isto oferece mais liberdade de tempo e recursos?

Dave Mustaine: "Não estou certo disso. Acho que muito disto vem do fato de que a banda esta realmente se dando bem agora. A química está realmente dando certo".

Isto é algo que você sente que poderia durar infinitamente ou existe a chance disto ser passageiro: às vezes o relacionamento é ótimo, às vezes não é?

Dave Mustaine: A química começou a dar certo quando Shawn [Drover, baterista] entrou na banda. Glen [Drover, guitarrista] foi um membro temporário que nos tornou realmente sólidos. Ele trouxe Shawn e recomendou Chris [Broderick, guitarrista]. Onde ele estava 25 anos trás quando eu comecei a banda, eu não sei. Ah, ele deveria ter uns 10 anos naquela época".

Eu me lembro de você estar orgulhoso de que quando tinha os irmãos Drover na banda, o MEGADETH era metade-Canadense.

Dave Mustaine: "Então isto vai te enlouquecer: eu estava falando com a minha irmã e ela me mandou um email porque ela estava fazendo uma árvore genealógica da família do meu pai e eles moraram no Canadá por um tempo. Eu disse a Shawn e ele disse, 'Viu, eu sabia que você era legal por algum motivo, né?' Isto foi engraçado, mas para mim, dizer a história pela 300a vez, não é tão engraçado. Mas os outros gostam. Eu sabia que meu pai era Francês-Irlandês e eu acho que ele veio da parta Francesa do Canadá. É interessante saber disto porque se um dia eu for chutado da América, me mudarei para o norte".

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3080 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa519 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3525 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Mustaine para HetfieldMustaine para Hetfield
"Nós mudamos o mundo, irmão"

BateristasBateristas
Em vídeo, os 10 melhores do metal

MegadethMegadeth
"Symphony Of Destruction" em versão Reggae

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

CriançasCrianças
Como cresceram as de "Nevermind", "War" e outras

MetallicaMetallica
Prejudicando as finanças da Igreja Universal

Collectors RoomCollectors Room
Uma das maiores coleções sobre o Queen está no Brasil

5000 acessosQuando shows dão errado: 25 apresentações desastrosas5000 acessosVelocidade: Top 10 de músicas de Metal para ser multado5000 acessosEm 28/12/2009: Morre Jimmy "The Rev" Sullivan, do Avenged Sevenfold5000 acessosIron Maiden: Bruce Dickinson revela sua "canção de merda"5000 acessosAC/DC: a falta de respeito na saída de Brian Johnson5000 acessosGaleria - Tatuagens em homenagem a Ozzy Osbourne

Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online