Ronnie James Dio: "Por que eu cantaria Paranoid?"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Diego Paulo, Fonte: Blabbermouth.net
Enviar correções  |  Comentários  | 

Ben Jones, do programa britânico "Absolute Radio", entrevistou o vocalista Ronnie James DIO (HEAVEN & HELL, BLACK SABBATH, RAINBOW, DIO) quando o HEAVEN & HELL tocou no "Sonisphere Festival", dia 1 de agosto, no Knebworth Park, Reino Unido.

263 acessosToni Iommi: guitarrista patrocinará bolsa de estudos5000 acessosGuns N' Roses: Em 1992, uma imagem clássica de Axl trollando Slash

Confira trechos da conversa abaixo.

Absolute Radio: Muitas pessoas queriam saber o porquê da banda não se chamar BLACK SABBATH, mas HEAVEN & HELL. Eu imagino o motivo. É pra separar as coisas, não é? Pensando assim, adotar o nome do álbum de maior sucesso de sua fase como vocalista do BLACK SABBATH faz sentido, mostra a proposta da banda.

Ronnie James Dio: Inicialmente, achei que a banda fosse se chamar BLACK SABBATH, porque o primeiro lançamento foi nomeado "Black Sabbath: The Dio Years". Mas então a sugestão de adotar HEAVEN AND HELL foi feita por alguém, talvez Tony Iommi. Não por problemas jurídicos, não para preservar OZZY OSBOURNE, como a maioria pensou. Escolhemos um nome diferente para mostrar desde o início que nossa proposta era realmente diferente. Assim, não precisaríamos ouvir ninguém pedir por "Iron Man", "Paranoid", "Black Sabbath" e essas canções durante os shows. Não que não continuaram pedindo mesmo assim, mas não precisamos nos preocupar em tocá-las. Não tivemos medo de decepcionar o público, porque a proposta estava explícita desde o nome da banda.

Absolute Radio: Falando nesses sucessos do SABBATH, vocês se sentem à vontade para tocá-los em um festival, já que em um evento desse tipo as bandas costumam preencher os seus set-lists com músicas que as tornaram famosas?

Ronnie James Dio: Veja bem, essas músicas não me tornaram famoso e eu sou parte dessa banda. Eu não vejo o OZZY cantando "Heaven & Hell", então por que eu deveria cantar "Paranoid" e outras canções de sua época? Bem, acredito que isso é muito sensato. Fizemos parte de diferentes gerações do BLACK SABBATH. Foram bandas praticamente diferentes. Assumimos outro nome justamente para nos diferenciar de outras épocas do BLACK SABBATH, então seria hipocrisia começar a tocar músicas dessas outras gerações agora.

Absolute Radio: Vocês fazem questão de falar a todo momento que esta turnê do HEAVEN & HELL é um evento extraordinário, no sentido de ser talvez a última da banda. Mas se o disco agradou aos fãs, se o show continua levantando as platéias, se vocês permanecen felizes juntos, por que parar?

Ronnie James Dio: Nunca conversamos sobre parar. Quero dizer, sequer conversamos sobre começar. Nos juntamos para uma coletânea, a "Black Sabbath: The Dio Years" e gravamos três novas músicas. Quando acabamos, dissemos "ok, é isso, tchau". Então surgiu a oportunidade de fazermos shows para apresentar essas novas canções. Aceitamos, um deles, inclusive, virou o DVD da banda. Quando acabamos, novamente dissemos "ok, é isso, tchau". E então surgiu a oportunidade de uma turnê mundial. Aceitamos. Chance para um novo álbum, o "The Devil You Know". Aceitamos. O que quero dizer com isso é que nada foi planejado. Logo, o fim também não será. Não fazemos planos para este projeto. Sabe como é, temos um histórico de rompimentos.

Absolute Radio: Qual a principal motivação para permanecer tocando depois de tanto tempo? Os fãs?

Ronnie James Dio: Claro que os fãs são uma grande motivação. Mas simplesmente tocar, que é o que amamos, ainda mais com grandes músicos como os que formam o HEAVEN & HELL, isso realmente nos motiva a cada dia.

A entrevista completa (em inglês) pode ser conferida abaixo.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Tony IommiTony Iommi
Falando novamente sobre fita gravada com o Led

263 acessosToni Iommi: guitarrista patrocinará bolsa de estudos341 acessosHeavy Lero #103: Black Sabbath com Dio, primeira parte0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

LoudwireLoudwire
Os melhores álbuns do ano desde a década de 70

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
"Eu morreria feliz se trabalhasse com Adele"

VH1VH1
As 100 melhores músicas de hard rock

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Heaven And Hell"0 acessosTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Guns N RosesGuns N' Roses
Em 1992, uma imagem clássica de Axl trollando Slash

Charlie Brown JrCharlie Brown Jr
Filho de Chorão conta sobre treta com Marcelo Camelo

GhostGhost
Nergal revela a identidade de Papa Emeritus II?

5000 acessosAxl Rose: o relógio invocado que custa o preço de um apartamento5000 acessosIron Maiden: "o fim de nossa carreira está próximo", diz Steve Harris5000 acessosCiência: modo pelo qual cérebro pensa dita seu gosto musical5000 acessosGuns N' Roses: o melhor cover de "Sweet Child O'Mine"?4862 acessosSepultura: Max e Andreas comentam gravação do "Roots" com índios5000 acessosGuns N' Roses: Slash tocava riff do "Chinese Democracy" em 1988?

Sobre Diego Paulo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online