Vixen: entrevista com a guitarrista Jan Kuehnemund

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: HardBlast, Tradução
Enviar Correções  

O site Hard Blast conduziu uma entrevista com Jan Kuehnemund, líder e guitarrista da banda de Hard Rock, VIXEN. Entre vários assuntos, Jan falou sobre o novo álbum e, como foi se destacar em uma cena que era dominada por homens.

Photoshop: Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais

Excessos: como os rockstars gastam os seus milhões

HardBlast: Você montou a Vixen nos anos 80 e rapidamente a banda chegou a um nível que poucas bandas de rock feminina conseguiram alcançar. Apelidos como "Hard Rock Queens", "Female Bon Jovi" foram alguns dos adjetivos dados pelos fãs. Fale um pouco sobre o que isso representou a você como musicista e como mulher. O gosto da vitória foi mais especial pelo fato de vocês serem mulheres num mundo de homens" de acordo com os padrões sociais?

Jan: "Na verdade, eu gostaria de explicar que antes de assinar com a gravadora nós trabalhamos pesado por um longo tempo. No começo, a banda original de Minnesota tocou por todos os EUA por muitos anos. Depois, 3 ou 4 musicistas da formação original resolveram sair e foram substituídas um pouco mais tarde pelo line-up conhecido formado por Janet, Roxy, Share e eu. Quando esta formação assinou com a gravadora é que as coisas realmente começaram a acontecer rápido e que a história que vocês conhecem teve início. Quando começamos a fazer sucesso na segunda metade dos anos 80 e soubemos que nos chamavam de 'Female Bon Jovi' etc ficamos honradas e ao mesmo tempo pasmas!!! Sentimos que isso era um elogio maravilhoso para todas nós tanto como musicistas quanto como mulheres que tocam rock´n roll, principalmente naquela época, em um mundo dominado por homens. Não sei dizer se foi uma vitória com um 'gosto melhor', mas nós realmente curtimos a oportunidade de poder fazer o que amávamos, ser mulher era apenas um detalhe".

HardBlast: No site oficial da banda vi que vocês estão gravando um novo álbum. Que tipo de mudanças podemos esperar e o que não mudou em relação à música e atitude, mesmo com um novo line-up. Quando o álbum será lançado?

Jan: "Nós aprendemos muito gravando 'Live & Learn' e certamente tentaremos mostrar tudo o que aprendemos no próximo disco! O que NÃO mudou foi nosso amor e respeito uma pela outra, nossa visão do que a VIXEN significa, nosso amor pela música e nossa atitude sobre o o progresso da banda. Queremos continuar compondo e fazendo tours, melhorando sempre e dando nosso melhor! Ainda não temos uma data para o lançamento do álbum, mas vocês podem acompanhar as novidades e as datas de tours em nosso website www.vixenrock.com."

HardBlast: Infelizmente não vemos um número muito grande de mulheres trabalhando como musicistas no cenário rock. Por que o rock ´n roll não atrai grande parte das mulheres? O que você considera como "atitude de verdade"? Algum exemplo?

Jan: "Há muito mais mulheres no cenário rock de hoje em dia trabalhando como musicistas do que no passado. Eu acho que as mulheres vêm se sentindo atraídas por tocar rock ´n roll mais e mais a cada dia e acho que isso é maravilhoso! Eu chamo de 'atitude rock' o sentimento, a vibração, o amor pela música e um certo 'estilo rock & roll' que acaba vindo junto. Exemplos que vêm a minha mente são Joan Jett, Lita Ford, Pat Benatar, Ann & Nancy Wilson, dando algumas como exemplo. Elas são pura atitude rock!"

Para conferir a entrevista completa (em inglês) acesse este link.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Dia da Mulher: 10 nomes femininos de destaque no hard rockDia da Mulher
10 nomes femininos de destaque no hard rock


Photoshop: Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e maisPhotoshop
Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais

Excessos: como os rockstars gastam os seus milhõesExcessos
Como os rockstars gastam os seus milhões


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin adWhipDin