Venom: exatamente o inverso do Spinal Tap?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marco Néo, Fonte: The Guardian, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Segue um trecho de uma matéria publicada no jornal inglês The Guardian com o frontman do VENOM, Cronos.

5000 acessosRockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus5000 acessosOzzy Osbourne: No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil

“Esta é a música do demônio”.

Creditado por criar um novo gênero musical e por influenciar algumas das maiores bandas de Metal do mundo, o VENOM ainda é visto meio que como uma piada na Inglaterra. Considerando isso, o que os manteve na ativa por 30 anos, pergunta Stevie Chick.

Pergunte a Conrad Lant – que responde pelo nome Cronos – se ele vê algum paralelo entre os eventos absurdos abordados no filme “This Is Spinal Tap” e as experiências do VENOM, o lendário grupo que ele lidera por quase trinta anos e ele instantaneamente vai refutar a idéia. “Esse filme nunca foi apontado para nós”, diz o baixista e vocalista, tranqüilo mas de maneira firme. “Foi mirado em bandas como Saxon, Samson e Iron Maiden. Todos eles viveram esse modo de vida ridículo, nós não. Nós sempre fomos muito pé-no-chão, nós sempre tivemos amigos que nos avisavam se começávamos a nos achar muita coisa”.

Para embasar (mas também de certa forma contradizer) seus argumentos, Lant cita a cena em que o guitarrista do Spinal Tap, Nigel Tufnell, faz alguns rabiscos para o Stonehenge que ornamentará o palco em um guardanapo, confundindo polegadas por pés e terminando com uma parafernália de palco que parece minúscula mesmo ao lado de anões dançando. “Quando o Venom faz algo desse gênero, é exatamente o contrário”, diz Cronos. “Nossa parafernália de palco normalmente é grande demais para caber nas casas de shows!”

Leia a história completa (em inglês) no link abaixo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Venom"

SlayerSlayer
Quando Cronos deixou Tom Araya de olho roxo

VenomVenom
A treta de Cronos com Henry Rollins

Compre e saia apavorandoCompre e saia apavorando
Venom lança máscara do tinhoso em latex

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Venom"

Blasfêmias?Blasfêmias?
Rockstars que atacaram a igreja, Jesus Cristo e Deus

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
No Rock In Rio, má impressão sobre o Brasil

SlashSlash
Explicando como foi seu primeiro contato com Justin Bieber

5000 acessosMetallica: os segredos de "Enter Sandman"5000 acessosMetal: as bandas e sub-gêneros mais odiados pelos metalheads5000 acessosBeatles: Quais as pessoas e objetos da capa do Sgt. Peppers?5000 acessosPrimeira Vez: a música ideal para apresentar os grandes do Metal - Parte 15000 acessosMegadeth: em vídeo, Mustaine puto por ter sido interrompido por um "monte de merda"5000 acessosAndre Matos: "Não estava preparado para cantar no Maiden!"

Sobre Marco Néo

Nascido na primeira metade dos anos 70, teve seu primeiro contato com sons pesados quando o Kiss veio para o Brasil, em 83, mas não compreendeu bem o que era aquilo. A contaminação efetiva ocorreu um ano depois, quando conheceu Motörhead, Judas Priest, AC/DC, Iron Maiden. Desde então, tornou-se um apaixonado colecionador de tudo o que se refere a Metal e Rock'n'Roll, independentemente de subestilos.

Mais matérias de Marco Néo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online