Judas Priest: vocalista original relata primórdios

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Babu, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

A Stalker Magazine conduziu em 2008 uma entrevista com o vocalista original do JUDAS PRIEST, Al Atkins, que contou histórias sobre os primórdios da banda.

3047 acessosBill Ward: os dez discos de metal favoritos do baterista5000 acessosAerosmith: Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

Por quais bandas passou antes da 1ª formação do JUDAS PRIEST?

Atkins: "No final de 1968 eu estava numa banda que eu chamei de THE CHAPTERS OF LIFE, mas nossa agência achava o nome grande demais e nos renomeou JUG, e já que estavam conseguindo vários shows para nós, eu não reclamei. Uma noite num show, estávamos tocando com SPOOKY TOOTH e SLADE, e então uma banda chamada EVOLUTION, gerenciada pelo empresário do BLACK SABBATH, Jim Simpson, veio falar comigo, e me chamou para uma turnê de três meses ao Marrocos, o que me seduziu, então eu deixei o JUG. Não muito após ter me juntado a eles, Jim Simpson me disse que além de cantar no EVOLUTION, eu também deveria dirigir o ônibus da turnê, então eu o mandei praquele lugar, 'Eu sou um vocalista, não uma porcaria de um roadie', eu disse a ele. E naquela época minha antiga banda havia se separado, então formei outra com alguns membros com os quais eu já havia tocado antes, como John Perry (guitarra), Bruno Stapenhill (baixo) e John Partridge (bateria). Esse foi o começo do JUDAS PRIEST".

Quando o JUDAS PRIEST se formou? Por quanto tempo você esteve com a banda?

Atkins: "JUDAS PRIEST se formou em 1969. Não tive um bom começo porque John Perry (18 anos) se matou. Fizemos audições para um novo guitarrista, e um jovem rapaz que veio era K.K Downing – ou Kenny, como nós o conhecíamos na época- mas ele não tinha experiência e não conseguiu o posto. Quem conseguiu foi um rapaz chamado Ernie Chataway. Nós fizemos uma turnê pela Inglaterra e fizemos algumas gravações demo de algumas das minhas canções e conseguimos um contrato de três anos com a Immediate Records em Londres, mas não muito depois do contrato assinado eles faliram. Nós nos separamos e eu formei o JUDAS PRIEST MK2 em 1970 com KK (guitarra), agora mais experiente, e Ian Hill (baixo). Na bateria tínhamos John Ellis. Após ir pra cima e pra baixo em turnê e abrindo para bandas como BUDGIE, STATUS QUO, BLACK SABBATH e THIN LIZZY – só para dizer alguns nomes – e passando por três mudanças de bateristas, que foram Alan Moore e Chris Campbell, eu eventualmente os deixei em maio de 1973 e fui substituído por Rob Halford".

Essencialmente, você era a força dominante por trás do clássico álbum “Rocka Rolla”. Quais foram suas idéias para a gravação dessas faixas clássicas?

Atkins: "Eu era o compositor principal da banda e algumas das canções como 'Winter' foram sobre a turnê na Escócia durante o gélido inverno de 1970 e nós presos numa tempestade de neve à noite, numa montanha e tendo que ser retirados na manhã seguinte. 'Caviar and Meths' era nosso grand finale de 10 minutos quando tocamos ao vivo e era sobre duas pessoas e suas diferentes vidas; uma tinha toda a sorte do mundo e dinheiro, a outra uma dura vida sem nada. O PRIEST encurtou a música 'Rocka Rolla', mas eu não sei o porquê. Eu gravei a versão completa no meu álbum solo 'Heavy Thoughts'. 'Never Satisfied' é sobre as eternas mudanças em nossas vidas. Eu a escrevi em 1972 e Rob a gravou ao vivo no 'Crucible' alguns anos atrás. Também teve uma releitura pela banda de Los Angeles ARMORED SAINT, mas não ouvi a versão deles. K.K estava escrevendo sua primeira canção quando eu os deixei em 1973, chamada 'Run Of The Mill'. Em 'Sad Wings of Destiny' havia duas minhas – 'Dreamer Deceiver' e 'Victim of Changes'. 'Victim' foi feita de duas canções: a minha era 'Whiskey Woman' e a de Rob era 'Red Light Lady', e no fim das contas a banda as juntou e a renomeou, sendo agora um clássico de todos os tempos".

Você gosta das releituras das suas músicas pelo STEEL PROPHET e ARMORED SAINT, além das outras?

Atkins: "Sim, foram releituras brilhantes das minhas velhas músicas que o JUDAS PRIEST fez com que ficassem famosas ao longo dos anos".

Leia a entrevista completa (em inglês) no www.stalker.cd.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 11 de setembro de 2012
Post de 05 de dezembro de 2016

Bill WardBill Ward
Os dez discos de metal favoritos do baterista

1360 acessosLoudwire: em vídeo, os 10 maiores riffs de metal dos 80's427 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta1343 acessosPhil Campbell: solo terá Dee Snider e Matt Sorum, além de Halford1000 acessosVocalistas: 5 famosas falhas ao vivo0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

Heavy MetalHeavy Metal
Nove ótimas músicas suaves do gênero

Rob HalfordRob Halford
"Lady Gaga é o que precisávamos agora na música!"

LGBTLGBT
Confira alguns músicos que não são heterossexuais

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"

AerosmithAerosmith
Steven Tyler e três mulheres nuas no chuveiro

HumorHumor
Namorar um headbanger é sair da zona de conforto

EpicaEpica
Foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?

5000 acessosKerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista5000 acessosNirvana: Krist Novoselic comenta o suicídio de Cobain5000 acessosCradle Of Filth: Dani Filth explica seu conceito de religião5000 acessosMorre Diabo: ele aprendeu a tocar guitarra e virou um shredder5000 acessosRock e Metal: dez vocalistas cujas vozes nunca envelheceram5000 acessosSlayer: Gary Holt se nega a imitar solos de Jeff Hanneman

Sobre Rafael Babu

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Rafael Babu no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online