Exodus: Em coletiva, Gary Holt comenta a tour pelo Brasil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar correções  |  Ver Acessos

Após o cancelamento da Turnê Sul - americana, causado pela saída repentina de Steve Zetro Souza, o Exodus recrutou o vocalista do Skinlab, Steev Squievel, e reagendou todos os shows e compromissos para outubro. Em uma entrevista coletiva, cedida especialmente para os websites, Gary Holt e companhia falaram sobre o novo álbum e pediram desculpas ao público e produtores brasileiros, mostrando que o respeito aos fãs e a dedicação à música estão acima de qualquer coisa.

Tatuagens: Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1Pensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Friedrich Nietzsche

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por Carolina Oliveira

Pergunta - Depois dos incidentes com Steve Zetro Souza vocês pretendem manter Steev Squievel como membro permanente da banda?

Steev Squievel / Nos já produzimos três álbuns e dois Eps, mas no momento estou aqui como um amigo e não como membro permanente. É um prazer estar aqui, mas por enquanto estou só ajudando.

Pergunta - Passaram-se doze anos desde a gravação do último álbum, em 1992, até o lançamento de Temple of the Damned. Como foi voltar a rotina de composição de um álbum após tanto tempo?

Gary Holt / É ótimo, nós nos divertimos muito. É bom estar em um estúdio novamente. A reunião aconteceu de maneira bem amigável, houve alguns momentos de estresse mas isto é o que fazemos e o que somos, só podemos dizer que estamos muito felizes em voltar ao mundo do metal.

Pergunta - Na época em que foram lançados os outros álbuns ainda nem existia DVD. Vocês tem planos de juntar os materiais e imagens mais antigas com alguma coisa nova para lançar em DVD?

Gary Holt / Nos temos muito material gravado e às vezes fica até difícil de escolher, em horas e horas de filme, quais as imagens que vamos usar. Esse é um trabalho que levará bastante tempo para ser feito, mas um DVD está certamente em nossos planos, provavelmente em 2005.

Pergunta - Vão incluir algum cover no set list?

Gary Holt / Nós tivemos pouco tempo para ensaiar com o Steev, então o set não será o mesmo que havia sido preparado paro o show que foi cancelado. Vamos tocar cerca de 15 músicas, a gente se concentrou mais nos clássicos e nas músicas do novo álbum.

Pergunta - Qual q versão oficial da banda para a saída de Steve Zetro Souza?

Gary Holt / Ele é um desgraçado! Odeia esse trabalho, só o faz por causa do dinheiro! Eu não tenho vontade nenhuma de conversar com ele novamente. Minha raiva já passou, nos já superamos tudo isso, mas ele prejudicou muita gente. Nós estamos fazendo esse show agora praticamente de graça, porque queremos fazer o que é certo.

Rick Hunolt - A razão por estarmos aqui hoje é que queremos poder voltar uma próxima vez!

Gary Holt / Muita gente perdeu dinheiro com o cancelamento do show, agora eu vou ter que dormir com uma arma embaixo do meu travesseiro porque o esquadrão da morte deve estar atrás de mim. Eu recebi muitas mensagens me atacando, dizendo que nós não nos importamos com os fãs brasileiros. Eu amo este país, é o único lugar onde eu fiquei mais tempo após uma turnê. Geralmente quando a turnê acaba nós vamos pra casa. Estávamos muito ansiosos pra tocar aqui! A única coisa que posso dizer é que eu sinto muito.

Pergunta - Quem tomou a iniciativa de reunir a banda novamente?

Gary Holt / Nós sempre mantivemos contato e as pessoa viviam dizendo o tempo todo "vocês precisam voltar com a banda". Quando nos voltamos, em 1997, eu estava tomando algumas cervejas, nós estávamos bêbados quando tomamos essa decisão e isso não soou como uma má idéia. Aparecemos um dia na casa do Rick falando "Ei, vamos voltar com a banda?" ele olhou pra gente e disse "Vocês só podem estar brincando". Eu tentei falar com o Baloff também, mas ele estava morando na Califórnia, eu deixei um recado na secretária eletrónica, um dia ele ligou e então eu disse "Que bom, finalmente vamos voltar com a banda!", ele ficou mudo e eu perguntei "Você não está ligando por causa do mensagem?". Ele não tinha ouvido o recado, nem sabia que queríamos voltar, ele ligou por outro motivo que até hoje não sei qual era.

Pergunta - Temple of the Damned vem sendo considerado pelos fãs e pela critica como o melhor o melhor álbum do Exodus desde o Bonded By Blood. Vocês concordam com isso?

Gary Holt / EU fico feliz que as pessoa tenham gostado, mas é muito difícil comparar o novo álbum ao primeiro. Ë como se o Bonded By Blood fosse uma obra sagrada, entende? São dois álbuns diferentes, a semelhança entre eles é que foram gravados no mesmo lugar, e nós destruímos o estúdio da mesma forma, o dono de lá nos disse "É, realmente vocês continuam os mesmos" (Risos)

Pergunta - Atualmente muitas bandas estão retornando a ativa, como Megadeth e o Angel Death. Vocês acham que esse momento pode ser considerado como uma volta da famosa Bay Area?

Gary Holt / Ë difícil saber, eu acho que seja mais uma coincidência bandas como Megadeth, Angel Death e Testament estarem voltando na mesma época, mas nunca será a mesma coisa com as bandas, os bares e tudo mais. A Bay Area realmente acabou.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Exodus"Todas as matérias sobre "Gary Holt"


Thrash da Bay Area: as cinco capas mais legaisThrash da Bay Area
As cinco capas mais legais

Exodus: o Metallica é, de longe, a maior banda de Metal do mundoExodus
O Metallica é, de longe, a maior banda de Metal do mundo


Tatuagens: Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1Tatuagens
Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1

Pensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Friedrich NietzschePensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal
Friedrich Nietzsche


adClio336|adClio336