Marcos Pópolo - Guitarrista paulista. Entrevista exclusiva.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Enviar correções  |  Ver Acessos

Marcos Pópolo é um guitarrista de Bauru, interior de São Paulo, e faz música bastante influenciada por música erudita e guitarristas como Yngwie Malmsteen e Ritchie Blackmore. Em 97 teve lançado seu CD de estréia, chamado "Rock And Roll World" e que contou com dezenas de convidados especiais. Entrevista concedida a Mário Del Nunzio.

Aerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven TylerEpica: foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Whiplash! / Para começar, gostaria que vc falasse sobre sua música, para quem não teve oportunidade de ouvir seu trabalho, e se apresentasse de uma maneira geral.

Marcos Pópolo / Ok. Meu nome é Marcos Pópolo, sou guitarrista desde os 14 anos, hoje tenho 26. Em termos de currículo não tenho muito a falar no sentido do aprendizado, pois me considero um auto-didata. Comecei a tocar guitarra com uma única intenção: Fazer meu próprio som. Daí formei várias bandas, como todo mundo, e mantenho essa idéia até hoje, fazer meu próprio som. Acho que aconteceu muita coisa neste tempo, mas algo significante realmente foi meu primeiro trabalho solo, Marcos Pópolo Rock and roll World. Quanto a minha música em si, é voltada para o Rock and Roll com uma pitada de música erudita, que sou muito fã. Embora é bom lembrar que o meu primeiro trabalho foi um pouco versátil, pelo fato de eu querer fazer algo com vários participantes, quase 30 pessoas. Hoje venho querendo fazer algo mais voltado à música instrumental, mantendo a idéia do Rock com um pouco de erudito e quem sabe algo mais... É mais ou menos por aí.

Whiplash! / Há planos para um novo álbum? Você pretende usar convidados especiais, como no "Rock And Roll World" ou manter uma banda fixa?

Pópolo / Há planos sim, que por sinal estão atrasadérrimos, devido a uma tendinite que estou em tratamento já há algum tempo). Quanto a banda fixa, é uma idéia bem fixa em minha cabeça. Com certeza!

Whiplash! / No "Rock And Roll World" há mais de 20 músicos participantes. Como você teve a idéia de reunir todo o pessoal para o disco? Você não acha que desse modo o disco possa ter perdido um pouco da identidade que talvez tivesse se os mesmos músicos tocassem em todas as faixas?

Pópolo / Concordo com você que o disco acabou sendo prejudicado neste ponto por um lado...mas a idéia era gravar minhas músicas sem a ambição de seguir um trabalho, como aconteceu depois, então eu fui chamando os amigos para gravar músicas que há tempos estavam na gaveta, por causa do estilo de cada um, muita coisa do meu próprio estilo ficou de fora, mas como eu disse, se eu soubesse que eu teria tanta aceitação por aqui, eu teria usado uma banda fixa com certeza.

Whiplash! / Você tem outros trabalhos gravados fora o "Rock And Roll World"?

Pópolo / Tenho muita coisa gravada que não foi prensada em cd, como na banda que eu tocava antes, o Kara de Anjo, e fora isso sempre gravei minhas músicas desde que comecei a tocar, mas conforme a gente vai melhorando, a gente vai ficando mais crítico, daí vc não quer divulgar aquilo, e sim algo melhor.

Whiplash! / Você ficou satisfeito com o resultado do "Rock And Roll World" ou gostaria de mudar alguma coisa? Quais suas músicas favoritas no disco?

Pópolo / Acho que mudaria coisas na gravação, como a masterização por exemplo, agora, tem muita música que se eu tivesse feito com uma banda só, teria ficado muito melhor com certeza, e eu acho que no meu próximo trabalho eu seguirei mais uma linha definitiva. Apesar de tudo isso, tenho satisfação de ouvir meu trabalho pronto porque eu me esforcei muito para reunir todas essas pessoas e saber que em nossa cidade, Bauru, tem algo registrado com todo o povo que começou comigo e ainda acredita nesse tal Rock and Roll. É algo especial. Quanto às músicas, eu gosto muito das instrumentais, "Prelúdio", "Elohins", "Eclipse of the moon", "With God Again", e também de "Land Of Dragons" e "Mass of steel".

Whiplash! / Uma coisa que eu acho bastante interessante no disco é "O Viaduto Rock And Roll", estudo No 1. Como você teve idéia de fazer algo nesse sentido, e transcrever a música no encarte do CD?

Pópolo / Legal você perguntar isso. A idéia surgiu em fazer um estudo com "two hands" e que o meu ouvinte pudesse entender como a coisa funciona. Daí eu escrevi a música para que os guitarristas interessados pudessem também tocar.

Whiplash! / Há no álbum músicas puxadas para o heavy metal tradicional, algumas meio hard rock, instrumentais virtuosas com certas influências clássicas, e algumas coisas, principalmente as músicas cantadas em português soam talvez meio pop. Isso foi intencional? Vc pretende continuar com essa diversidade de estilos no futuro? Não acha que alguns podem achar que isso demonstra alguma falta de direcionamento, assim como misturar canções em inglês e português no disco?

Pópolo / Sabe, a minha intenção era fazer um trabalho com os amigos, daí eu fui adaptando as músicas ao estilo de cada um, por isso teve essa cara, não pretendo fazer isso de novo, se eu pudesse estar gravando um novo cd agora, com certeza neste ponto iria ser diferente,seria algo realmente direcionado ao meu próprio estilo, sem me preocupar com quem iria fazer parte dele. Acredito que ainda este ano eu finalize meu próximo trabalho, e isso só depende de minhas condições médicas. Quanto as letras serem em português e em inglês, isto é um fato que comprova o que estou falando de certo modo, porque tem casos de alguns vocalistas que participaram que nunca cantaram em português, daí a letra ser em inglês, e teve também exatamente o caso contrário. Acredito que o meu próximo trabalho ou vai ser só instrumental, ou vai ter algumas canções em inglês.

Whiplash! / A tendinite que você tem afetou em algo seu modo de tocar?

Pópolo / Bom... Eu perdi todo meu movimento, mal conseguia segurar uma faca. Teve dias que achei que não poderia mais tocar, consultei muitos médicos, nada fazia efeito, mas hoje já acredito numa recuperação total. No fundo sempre acreditei. Graças ao próprio diagnóstico de meu último médico com quem ainda estou tratando. Já comecei a tocar um pouco, mas ainda estou indo bem devagar.

Whiplash! / Quais suas principais influências tocando e compondo? Existe algum músico que fez com q vc quisesse tocar guitarra?

Pópolo / Existe sim / Ritchie Blackmore com certeza. Mas quanto às influências, sou um admirador de carteirinha do Malmsteen, embora ele seja muitas vezes tão criticado, e isso acaba caindo também para seus adeptos. Minha influência em relação a ele é inegavel, e com muito orgulho. Também sou muito fã do rock dos anos 70, como Sabbath, Deep Purple, Dio, Uriah Heep, entre outros.

Whiplash! / Vc acha que no Brasil há algum guitarrista que prometa para o futuro neste estilo instrumental, com influências clássicas?

Pópolo / Eu!!! [Risos] Brincadeiras a parte, acho que de uma maneira geral, os jovens guitarristas do Brasil prometem, até mesmo neste estilo. Isto devido ao acesso à informação no meio. Por exemplo: quando comecei, eu não tinha acesso a vídeo, a vídeo-aulas, a revistas sobre guitarra com versões em português, internet, e toda essa facilidade de hoje. Agora, falo sobre esse estilo porque sendo eu um professor também, avaliando pelos meus alunos, existem muitos adeptos ao gênero.

Whiplash! / Vc costuma, ou costumava, tocar e estudar quantas horas por dia? Há alguma técnica que foi mais difícil para você desenvolver? Há algo que você gostaria de melhorar no seu jeito de tocar?

Pópolo / Já cheguei a estudar até 9 horas por dia, mas ultimamente, antes de parar, estudava cerca de 3 horas. Two hands foi uma coisa que veio depois para minha técnica, e por isso no começo tive alguma dificuldade. Quanto a melhorar alguma coisa no meu jeito de tocar, acredito que ninguém sabe tudo e estou sempre aprendendo.

Whiplash! / Vc acha que há músicos, especialmente guitarristas, que se preocupam mais com a técnica do que com a música em si? O que você acha disso?

Pópolo / Acho que para quem está começando, a ansiedade de tocar bem acaba atrapalhando nesse sentido, mas quando isso passa a ser uma obsessão, apenas demonstrar técnica, fica realmente difícil gostar de ouvir um tipo de som assim. Os músicos às vezes tendem a confundir música e estudo com competição, e aí existe uma "guerra entre os guitarristas" do tipo quem toca mais rápido, quem toca com a boca, com nariz, etc... Daí a música fica em segundo plano, o que não poderia acontecer jamais.

Whiplash! / Você poderia comentar sobre alguns guitarristas?

Whiplash! / Jason Becker:

Pópolo / Jason Becker não é um dos meus favoritos, mas isso não é uma crítica e sim uma opinião de gosto pessoal.

Whiplash! / Paul Gilbert:

Pópolo / Paul Gilbert é maravilhoso; no começo, quando o conheci no Racer X, achei muito legal, mas ficou nisso. Gosto mais de ouvi-lo hoje.

Whiplash! / Allan Holdsworth:

Pópolo / Tem muito guitarrista no meio do Jazz e Fusion que não faz o meu gosto, mas quanto ao Allan Holdsworth, não posso dizer o mesmo. Ele é excelente!

Whiplash! / Michael Angelo:

Pópolo / É uma apresentação de circo. Realmente é impressionante vê-lo tocar. Agora ouvir...

Whiplash! / Tony MacAlpine:

Pópolo / Tony é um ótimo guitarrista e um ótimo pianista e tecladista. Ele é mais um dos seguidores de Malmsteen, na minha opinião, mas não é por isso que ele deixa de ter uma identidade própria. Realmente, é um estilo que eu gosto muito e ele faz muito bem.

Whiplash! / Greg Howe:

Pópolo / Eu tenho um disco de vinil dele; muito legal!!!

Whiplash! / Vivian Campbell...

Pópolo / Usa uma distorção muito legal, que deixa muito evidente suas palhetadas; acho-o muito criativo; gosto de ouvi-lo com o Dio.

Whiplash! / Se tem mais alguma coisa que vc gostaria de dizer, o espaço é seu.

Pópolo / Em primeiro lugar, obrigado pela oportunidade. Na música atual, onde está cada vez mais difícil divulgar algo bom, a chance de mostrar algo em que se acredita é realmente muito valiosa. Gostaria de dizer que o meu próximo trabalho deve estar pronto até o final do ano. E-mail: mpopolo@ig.com.br.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Todas as matérias da seção Entrevistas

Aerosmith: curiosidades sobre a voz de Steven TylerAerosmith
Curiosidades sobre a voz de Steven Tyler

Epica: foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?Epica
Foto original de Simone Simons nua em capa é revelada?


adClio336|adClio336