"In My Time Of Dying": conheça a história do clássico

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Pedro Micheletti, Fonte: that old guitar
Enviar correções  |  Comentários  | 


4544 acessosBlend Guitar: os dez álbuns de Rock mais vendidos nos EUA5000 acessosGorgoroth: As orientações sexuais e políticas de Gaahl

"In My Time of Dying", ou "Jesus Goin' A-Make Up My Dying Bed", ou "Jesus is a Dying-Bed-Maker" é uma canção folclórica norte-americana. De origem provavelmente sulista e negra, a música é conhecida principalmente pela versão do LED ZEPPELIN - que, como de costume, se apropriou dos créditos da composição. Mas a peça é bastante tradicional e merece um dissecamento apropriado.

As raízes da canção são provavelmente ligadas a cultos de igrejas afroamericanas a partir da segunda metade do século XIX. Como todo mundo sabe, essas igrejas tem uma história muito ligada às do blues, do soul e do R&B. "In My Time of Dying" é um blues, e uma das bandeiras do gênero.

A lírica é bastante clara, e, apesar da letra ter passado por alterações através da história, a ideia se mantém: o personagem de frente à morte, mas sabendo que essa não será tão terrível porque Jesus o confortará e "fará sua cama".

Uma das primeiras versões gravadas - e uma das mais influentes - de "In My Time of Dying" é a da lenda BLIND WILLIE JOHNSON. Com a letra consideravelmente diferente da que conhecemos hoje, mas sem muitos desvios na temática, a interpretação, de nome "Jesus Make Up My Dying Bed", foi gravada em 1927. Nela, já fica claro que a canção e o slide guitar são inseparáveis.

Em 1933, JOSH WHITE gravou a versão que ditaria o ritmo de todas as outras que vieram depois. Como a que BOB DYLAN trouxe, em seu debut, uma interpretação emblemática, já com o nome que conhecemos hoje. Segue a letra da versão de DYLAN (afinal, se alguma letra deve ser analisada, é a do mestre):

Bem, na minha hora de morrer não quero ninguém de luto
Tudo que eu quero que você faça é levar meu corpo para casa
Bem, bem, bem, para que eu possa morrer fácil
Bem, bem, bem
Bem, bem, bem, para que eu possa morrer fácil
Jesus fará, Jesus fará
Jesus fará o meu leito de morte

Bem, Jesus, me encontre, me encontre no meio do ar
Se essas asas falharem, Senhor, você vai me encontrar com outro par?
Bem, bem, bem, para que eu possa morrer fácil
Bem, bem, bem
Bem, bem, bem, para que eu possa morrer fácil
Jesus fará, Jesus fará
Jesus fará o meu leito de morte

Senhor, na minha hora de morrer não quero que ninguém chore
Tudo que eu quero que você faça é me levar quando eu morrer
Bem, bem, bem, para que eu possa morrer fácil
Bem, bem, bem
Bem, bem, bem, para que eu possa morrer fácil
Jesus fará, Jesus fará
Jesus fará o meu leito de morte

Em 1971, JOHN SEBASTIAN gravou "Well, Well, Well", sua leitura da música. Impregnada do clima dos anos 70, a interpretação foi a primeira a ter como base o rock 'n' roll.

Em 1975, veio a grande versão de "In My Time of Dying": a do LED ZEPPELIN no famoso disco duplo "Physical Graffiti". A interpretação, que combina blues e instantes de groove funk, figura como um dos melhores trabalhos do LED, em mais uma mostra da química incomparável que o grupo ostentava. Nos mais de 11 minutos, Jimmy Page dá um show, levando o slide ao limite, em um dos momentos memoráveis da técnica. Quando Sir Page empunhava nos espetáculos sua Danelectro preta e branca, o público já sabia que a coisa estava prestes a ficar feia...

"In My Time of Dying" é mais um clássico blues norte-americano, além de uma bandeira importante do rock 'n' roll. Seguem mais algumas interpretações interessantes.

Interpretação de CHARLEY PATTON, mais uma lenda do blues a fazer uma leitura do clássico

POPS STAPLES, em álbum vencedor do Grammy e versão digna dos anos de origem da canção:

A balada alternativa de LYDIA LUNCH:

A versão eletrônica/alternativa de MARTIN GORE:

JIMMY PAGE revivendo a canção em turnê com o BLACK CROWES:

A interpretação violenta de ZAKK WYLDE com o PRIDE & GLORY:

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 15 de agosto de 2012

Blend GuitarBlend Guitar
Os dez álbuns de Rock mais vendidos nos EUA

1428 acessosJohn Frusciante: Carta manuscrita para Jimmy Page colocada à venda1683 acessosRobert Plant: ouça "Bones of Saints", do álbum "Carry Fire"732 acessosLed Zeppelin: em vídeo, análise vocal de Robert Plant810 acessosYardbirds: álbum de 1968 produzido por Jimmy Page sai em novembro919 acessosRobert Plant: referência a "Stairway To Heaven" em novo single?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Led Zeppelin"

Pete TownshendPete Townshend
The Who quase foi o Led Zeppelin

Planet RockPlanet Rock
As quarenta maiores vozes da história do rock

Red HotRed Hot
Cover de Led Zeppelin com Bruno Mars

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Led Zeppelin"0 acessosTodas as matérias sobre "Bob Dylan"0 acessosTodas as matérias sobre "Pride And Glory"0 acessosTodas as matérias sobre "Blind Willie Johnson"

GorgorothGorgoroth
As orientações sexuais e políticas de Gaahl

PoisonPoison
Bret Michaels passa o cambão na mãe da Hannah Montana?

Frances BeanFrances Bean
Filha de Kurt Cobain assustada com tatuagem de fã

5000 acessosAquiles Priester: Posters, action figures e latinhas de coca-cola5000 acessosMotorhead: destaques do funeral de Lemmy Kilmister5000 acessosRacismo: Metalheads saem na porrada contra white-powers na Califórnia3413 acessosThe Beatles: "Let It Be" não foi originalmente gravada pela banda?5000 acessosCorey Taylor: "Scott Weiland é um preguiçoso de merda"5000 acessosO Metaleiro: paródia metal de "Porque Homem Não Chora"

Sobre João Pedro Micheletti

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online