Matérias Mais Lidas

imagemHá 20 anos, Frejat explicava como Raimundos não se dobrava perante gravadora

imagemDez bandas de rock e metal que gravaram versões para músicas de outros estilos

imagemAxl Rose faz piada de gosto duvidoso sobre incidente com microfone

imagemRegis Tadeu coloca o dedo na ferida e aponta o grande erro do rock nacional dos anos oitenta

imagemA música do Queen que Brian May pensou que era uma brincadeira

imagemB. B. King sobre John Lennon ter dito que queria tocar como ele

imagemO álbum que chocou colégio de freiras de Rafael Bittencourt e foi "libertador"

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemEric Clapton relembra como era ser chamado de Deus nos anos 60

imagemBandas de heavy metal que lançaram discos em quatro décadas diferentes

imagemEdu Falaschi critica apresentador do SporTV por crítica à CR7: "Falar até papagaio fala"

imagemEmpresária do Judas Priest conta como foi o encontro de K.K. Downing com ex-companheiros

imagemRaimundos: A surpreendente maneira como Digão conheceu Rodolfo, segundo o próprio

imagemO dia que Roberto Justus disse a João Gordo que nunca bebeu uma gota de álcool na vida

imagemTarja Turunen diz que era um patinho feio na cena do metal


Summer Breeze
Samael Hypocrisy

Bin Laden: possível sucessor era músico de Death Metal

Por Lucas Marinho
Fonte: Metal Injection
Postado em 12 de maio de 2011

Uma história curiosa surgiu na sequência da morte de Osama Bin Laden. Acontece que um dos seus potenciais sucessores, Adam Gadahn, é um americano mais tarde vivendo no Paquistão, que antes de se converter ao Islã aos 17 anos, escreveu para revistas de metal e montou uma banda de death metal chamada Afasia.

De acordo com matéria do New Yorker (empresa de noticias), ele nasceu em 1978, seu nome era Adam Pearlman e seu pai era judeu. Ele foi criado protestante e educado em casa em uma fazenda. Ele pegou gosto pelo death metal ao 15 anos, e eventualmente se juntou à cena no início das fitas K7, bem antes de existirem blogs, CDs, DVDs e MP3. The New Yorker (empresa de noticias) tem em suas mãos uma fita que foi enviada com uma mensagem para um amigo. Nela, ele fala sobre a morte do lendário vocalista Chuck Schuldiner, e a morte era algo que não lhe agradava.

Em um ponto, Adam Gadahn pode ser ouvido falando rapidamente, como um apresentador de talk show de rádio. Mas ele não concordava com a ideia de Chuck, de que a pena de morte e a eutanásia deveriam ser oficializadas. Adam achava que ambas simplesmente se tratavam de um "mero assassinato", e matar pessoas, para Adam, estava fora de cogitação.

Ele também escrevia resenhas para um zine de Los Angeles. Alguns de seus textos podem ser vistos neste link.

Adam é hoje um dos criminosos mais procurados do FBI:
http://www.fbi.gov/wanted/wanted_terrorists/adam-yahiye-gadahn

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Lift Detox
Stamp

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Bin Laden: possível sucessor era músico de Death Metal

Heavy Metal: os maiores álbuns da história para os gregos

Bruce Dickinson: ele revela os três vocalistas que nunca vai conseguir superar


Sobre Lucas Marinho

Desde que me conheço por gente amo metal, minhas principais influências desde criança foram Slayer, Terrorizer e outras toxinas mais. Sou apenas mais um explorado por políticos corruptos neste país que amo muito, apaixonado por jogos de tiro e thrash-metal. O que eu puder fazer para o metal viver em minha cidade e pelo resto do mundo farei. Afinal, se quer paz, se prepare para a guerra!

Mais matérias de Lucas Marinho.