Kiss: veja porque foram proibidos de tocar em cidade alemã

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por João Renato Alves, Fonte: Blog Van do Halen
Enviar correções  |  Comentários  | 

No dia 12 de março de 1999, durante a turnê do álbum Psycho Circus, o KISS tocaria na cidade de Bremen, na Alemanha. Como todos sabem, um show da banda conta com o atrativo extra da pirotécnica desenfreada, dando aquele clima todo especial. Só que, por um motivo que ninguém explicou direito até hoje, o serviço de segurança local proibiu o uso de fogos durante aquela apresentação. A decisão foi anunciada ao público por Paul Stanley logo após a primeira música do concerto, com a ajuda de um tradutor. A platéia de dez mil pessoas, obviamente, protestou.

1871 acessosPaul Stanley: "guitarristas não aprendem a fazer base"5000 acessosPink Floyd - Perguntas e Respostas

O que as autoridades locais não sabiam era que com Paul e Gene não se brinca. Ao final da última canção do show (Black Diamond), a banda mandou a equipe técnica explodir TODOS os fogos de uma só vez, provocando um verdadeiro bombardeio. Graças a isso, o KISS está oficialmente proibido de tocar novamente em Bremen. Azar o deles! Fiquem com o vídeo que mostra os dois momentos que citamos acima:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 28 de janeiro de 2011
Post de 17 de abril de 2016

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

415 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita740 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

KissKiss
Regras para ser um verdadeiro fã da banda

KissKiss
Reflexões de Paul Stanley sobre envelhecer

KissKiss
Inspiração para Silvio Santos criar personagem

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

Pink FloydPink Floyd
Perguntas e respostas e curiosidades

HumorHumor
As 101 regras para ser um fã da NWOBHM

Courtney LoveCourtney Love
"Parei com drogas e fodi como um coelho"

5000 acessosIron Maiden: Felipe Dylon toca clássicos da donzela5000 acessosNirvana: entrevista com garoto da capa do "Nevermind"5000 acessosNightwish: Tarja Turunen fala sobre sua demissão da banda5000 acessosQueen: novas fotos do recluso John Deacon5000 acessosLemmy: "Posso ver três gerações lá fora quando tocamos!"5000 acessosRicardo Boechat e Boris Casoy: dois velhos metaleiros?

Sobre João Renato Alves

27 anos, jornalista formado pela Universidade de Cruz Alta. Kissmaníaco inveterado, um verdadeiro apaixonado pela banda de Gene Simmons e Paul Stanley. Idolatra com quase a mesma paixão Queen, Van Halen e Black Sabbath. Aprecia desde o Rock dos anos 50 (Elvis, Little Richard, Chuck Berry, entre outros) e 60 (Beatles, Rolling Stones, The Who, Led Zeppelin...), Hard Rock dos 70's (AC/DC, Deep Purple, Alice Cooper...) e 80's (Mötley Crüe, Def Leppard, Europe, Talisman...), Metal Tradicional (Judas Priest, Dio, Ozzy...), NWOBHM (Iron Maiden, Saxon, Angel Witch...) e Thrash oitentista (Slayer, Destruction, Kreator...). Já teve um programa de rádio, chamado "Lavagem Cerebral", na Unicruz FM. Solteiro e seguidor das idéias de Gene Simmons em relação ao casamento.

Mais matérias de João Renato Alves no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online