Rolling Stones: o traficante que denunciou a banda nos 60s

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nathália Paccelly, Fonte: Contact Music, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O traficante acusado de ter "armado" para a banda ROLLING STONES, principalmente para Keith Richards, na Inglaterra em meados da década de 60, "nunca demonstrou remorso" por quase ter arruinado a carreira dos rockeiros, segundo uma ex.

353 acessosColdplay: 3ª turnê mais rentável da história, atrás de U2 e Stones5000 acessosO Whiplash.Net protege algumas bandas e prejudica outras?

Richards e Mick Jagger enfrentaram acusações por posse de maconha e anfetaminas, após os policiais invadirem a propriedade do guitarrista em Sussex, durante uma festa em 1967.

Durante anos a dupla culpou um homem conhecido apenas como "Acid King" por contar à polícia sobre o abuso de drogas e álcool, porque ele desapareceu e nunca mais foi visto depois de lhes fornecer as substâncias ilegais.

Em sua nova autobiografia, Life (Vida), Richards revelou a identidade do "Rei do Ácido", David Sniderman, alegando que ele era um informante da polícia que trabalhou com autoridades a fim de denunciar os Stones, em meio a temores sobre a crescente influência do rock com os jovens britânicos.

Agora, o jornal britânico 'Mail on Sunday' destaca Sniderman como um ator fracassado de Toronto, no Canadá, que foi recrutado pelos agentes secretos do Reino Unido e dos EUA para ajudar a desacreditar a banda.

Sniderman supostamente fugiu para Hollywood após a invasão e mudou seu nome para David Jove, trabalhando como produtor de filme e diretor.

E de acordo com sua ex-namorada, agente de talentos, Maggie Abbott, Sniderman nunca se arrependeu por ter denunciado os STONES às autoridades.

Segundo ela, "David era um usuário de drogas pesadas, mas tinha um raciocínio rápido. Ele foi a escolha perfeita para se infiltrar no Stones".

"Ele nunca demonstrou qualquer remorso pelo que fez. Era tudo sobre como ele tinha sido 'vítima'. Ele era uma pessoa totalmente egoísta".

"Mick tinha sido meu amigo, assim como um cliente, e eu pensei em tentar convencer David a se expor publicamente. Mas ele estava sempre armado com uma pistola e eu temia que se eu o denunciasse, ele atiraria em mim".

Sniderman supostamente concordou em armar para rockeiros depois que foi pego carregando maconha no Reino Unido. Ele morreu em 2004.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

BaixistasBaixistas
Quais são os dez mais ricos do mundo

353 acessosColdplay: 3ª turnê mais rentável da história, atrás de U2 e Stones559 acessosRio Rock City: Por que há poucas parcerias no Rock e no Metal?1381 acessosRolling Stones: veja o vídeo de "Wild Horses" do DVD ao vivo de 2015177 acessosRolling Stones: ouça versão rara de "Come On", gravada em 19630 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rolling Stones"

Keith RichardsKeith Richards
"Odeio música eletrônica! O mundo digital deixa as pessoas burras!"

Por poucoPor pouco
15 rockstars que quase partiram dessa para uma melhor

Rolling StonesRolling Stones
A História Impopular; a mais completa bio em português

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Drogas e Álcool"0 acessosTodas as matérias sobre "Rolling Stones"


Whiplash.NetWhiplash.Net
O site protege algumas bandas e prejudica outras?

Separadas no nascimentoSeparadas no nascimento
Pitty e Amy Winehouse

Helter SkelterHelter Skelter
A música que Charles Manson "roubou" dos Beatles

5000 acessosVocalistas: cantora clássica analisa cinco ícones do Heavy Metal5000 acessosMetallica: o video game da banda que nunca foi lançado5000 acessosAs regras do Thrash Metal5000 acessosNirvana: Um cover acústico e furioso de "Smells Like Teen Spirit"5000 acessosCD Players: ainda vale a pena um top de linha? Sim - e muito5000 acessosRick Rubin: de AC/DC a Black Sabbath, os melhores álbuns produzidos por ele

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 04 de junho de 2012
Post de 29 de maio de 2017


Sobre Nathália Paccelly

Nathália Paccelly é brasiliense e jornalista. Nascida em 1989, foi apresentada ao Rock ainda no colégio por intermédio dos colegas que formavam bandas. Isso a estimulou a aprofundar seu conhecimento a respeito da música, possibilitando que adquirisse um gosto próprio. "Metal, Power Metal, Hard Rock, Heavy Metal, Trash Metal, Progressive Metal... gosto de todos, aprendi a ser eclética dentro do rock!" Ainda adolescente, escrevia sobre bandas iniciantes e divulgava em seu fotolog. A prática da escrita motivada pela música a ajudou a escolher sua profissão, e é agregando as duas paixões que decidiu colaborar com o site. "A ideia de ter minhas matérias publicadas neste veículo, para este público, é incrivelmente gratificante". A autora também está no twitter: @NatchyPaccelly.

Mais matérias de Nathália Paccelly no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online