David Coverdale e a palavra "Love" - Parte II

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Paulo Roberto Unzelte
Enviar correções  |  Comentários  | 

Temos novidades no front... o velho e bom Whitesnake lançou novo disco ("Good To Be Bad"), além das quatro faixas inéditas no álbum ao vivo ("In The Shadows of The Blues"), que nem é tão recente. Teve ainda os shows no Brasil no mês de maio. Por estes motivos decidi atualizar a matéria anterior e continuar decifrando a atração de Coverdale em relação à palavra “love”.

Leia nos links abaixo as outras partes desta matéria.

5000 acessosCultura inútil: Em quantas músicas Coverdale utilizou "love" (1)754 acessosCultura inútil: Em quantas músicas Coverdale utilizou "love" (3)

Lá estava eu assistindo ao show do Whitesnake em São Paulo, quando percebi que um rapaz ao meu lado não cantava nada das músicas. Brincando, virei para o moço e disse: “manda ver uns “love” no meio das frases e acabe sempre com um “baby”, que você estará cantando certo”. É claro que a afirmação é carregada de desinformação em relação à obra da banda, porém tem um fundo de verdade.


Como anteriormente tinha feito a matéria sobre David Coverdale e a palavra “Love” (link acina), decidi atualizar o assunto, só que desta vez verifiquei quantas vezes é usada a palavra “BABY”...

Segui o mesmo padrão da matéria anterior, porém determinei novas regras, que ampliaram as possibilidades da pesquisa.

1) Considerei todas as músicas gravadas por David Coverdale que tenho conhecimento. Isto inclui participações especiais, Deep Purple, Whitesnake, Coverdale & Page e carreira solo.

2) Foram consideradas as palavras "LOVE" e seus derivados "LOVING", "LOVER" e "LOVED". Considerei desta vez também as palavras “BABY” ou “BABE”. Não importa a quantidade de vezes que as palavras sejam repetidas na mesma música, pois será considerada apenas uma vez, através do nome da música;

3) As regravações e versões ao vivo não foram consideradas;

4) Logicamente não foram consideradas as músicas instrumentais;

5) Foram consideradas participações em projetos paralelos como convidado.

Foram analisadas então as letras de 150 músicas.

COMPARAÇÕES COM A MATÉRIA ANTERIOR

Apesar de um número maior de composições, o percentual de músicas com “LOVE” e seus derivados na fase Whitesnake, Coverdale & Page, carreira solo e participações especiais de Coverdale ficou muito próximo da matéria anterior.

Desta vez, das 150 letras analisada, 104 continham as citações, ou seja, 69%.

Da outra vez, das 131 letras analisadas, 92 continham as citações, ou seja, 70%.

Atualmente, são 27 músicas que contam com a palavra "LOVE" e seus derivados no título (18% do total e 26% das músicas que tenham LOVE). Anteriormente era 17,55% do total e 25% das músicas que tenham a palavra LOVE.

UUUHHHHH...BABY!!!

A novidade é a inclusão de quantas vezes Coverdale manda ver “BABY” nas suas canções.

Das 150 letras analisadas, 80 continham “BABY” ou “BABE”, ou seja, 53% do total.

Mas já que curiosidade pouca é bobagem, analisei ainda em quantas vezes Coverdale juntou na mesma música as palavras “LOVE” e seus derivados com “BABY” ou “BABE”. O resultado é que em 63 ocasiões há tais citações juntas, ou seja, 42% do total.

DEEP PURPLE, UM CASO A PARTE

Decidi analisar a carreira de Coverdale paralelamente, até por que não havia comparações com a matéria anterior. Desta forma, os números se apresentaram da seguinte forma:

Das 23 musicas gravadas com o Purple, há “LOVE” em 10 delas, ou seja, 43,5% do total. Já o “BABY” aparece em apenas 5 músicas (22%) e a união “LOVE/BABY” em 4 canções (17%).

Em “Burn”, das 7 músicas, há a palavra “LOVE” apenas na música “Lay Down Stay Down”, enquanto “BABY” aparece apenas na música “Mistreated”.

Em “Stormbringer”, das 9 músicas, há a palavra “LOVE” em 6 músicas e “BABY” e a combinação “LOVE/BABY” em 3.

Já em “Come Taste the Band”, das 7 músicas compostas e interpretadas por Coverdale, há a palavra “LOVE”em 3 músicas e “BABY” e a combinação “LOVE/BABY” em apenas na música I Need Love.

CARREIRA SOLO, WHITESNAKE E COVERDALE & PAGE

Em "Whitesnake" (primeiro disco solo de Coverdale), das 9 músicas, há a palavra amor e seus derivados em 5, a palavra “BABY” está em 5 músicas e a combinação “LOVE/BABY” em 3;

Em "Northwinds" (segundo disco solo de Coverdale), das 8, há a citação da palavra “LOVE” e seus derivados em 6, já a palavra “BABY” aparece em 4 músicas e a combinação “LOVE/BABY” também em 4;

Em "Snakebite" (primeiro disco do Whitesnake), nas 4 músicas inéditas há citações para a palavra “LOVE” e seus derivados. A palavra “BABY” e a combinação “LOVE/BABY” está presente apenas na música “Aint No Love In The Hearth Of City”;

Em "Trouble" (Whitesnake), das 8, só "Day Tripper" (que é dos Beatles) não há citação para a palavra “LOVE” e seus derivados. A palavra “BABY” está em 4 músicas e a combinação “LOVE/BABY” em 3;

Em "Lovehunter" (Whitesnake), das 10, há a citação em 6 para a palavra “LOVE”e seus derivados. Há a palavra “BABY” em 4 músicas e a combinação “LOVE/BABY” em 3;

Em "Ready and Willing" (Whitesnake), das 8, há a citação em 6 para “LOVE” e seus derivados. As mesmas 6 músicas tem as palavras “BABY” e a combinação “LOVE/BABY”;

Em "Come an Get it" (Whitesnake): das 10, há citação em 9 para “LOVE” e seus derivados. Há 5 músicas que tem a palavra “BABY” e a combinação “LOVE/BABY”;

Em "Saints and Sinners" (Whitesnake): das 10, há citação em 5. A palavra “BABY” só aparece na música “Young Blood” e a combinação “LOVE/BABY” não existe neste álbum;

Em "Slide it In" (Whitesnake): das 10, há citação para “LOVE”e seus derivados em 9. A palavra “BABY” e a combinação “LOVE/BABY” estão em 7 músicas;

Em "1987" (Whitesnake): das 7 inéditas, há citação em 6 para “LOVE” e seus derivados. A palavra “BABY” está em 4 músicas, assim como a combinação “LOVE/BABY”;

Em "Slip of the Tongue" (Whitesnake): das 9, há citação em 5 para “LOVE” e seus derivados. São 6 as músicas que contam com a palavra “BABY” e são 3 as músicas que têm a combinação “LOVE/BABY”;

Em "Coverdale & Page" (Coverdale e Page): das 11, há a citação em 7 para a “LOVE” e seus derivados. “BABY” está na letra de 7 músicas também, enquanto a combinação “LOVE/BABY” aparece em 6 músicas;

Em "Greatest Hits" (Whitesnake): nas 3 músicas inéditas há citações para a “LOVE” e seus derivados. A palavra “BABY” e a combinação “LOVE/BABY” só estão presentes na música “Looking for Love”;

Em "Restless Heart" (versão do Japão) (David Coverdale e Whitesnake): das 13, há citação em 6. Coverdale atacou de “BABY” em 8 músicas e a combinação “LOVE/BABY” em 3;

Em "Into the Light" (David Coverdale): das 10, há citação para “LOVE” e seus derivados em 7, enquanto a palavra “BABY” está em 4 músicas e a combinação “LOVE/BABY” em 3;

Em “In The Shadows of the Blues” (Whitesnake): das 4 músicas inéditas, há citação para “LOVE” e seus derivados em 3. Quando o assunto é “Baby”, ele está presente nas 4 músicas e há 3 com a combinação “LOVE/BABY”;

Em “Good To Be Bad” (Whitesnake): somente a música Best Years não tem a citação “LOVE” e seus derivados (há no total 10 citações em 11 músicas). A palavra “BABY” e a combinação “LOVE/BABY” estão em 8 músicas.

PARTICIPAÇÕES ESPECIAIS

Em “Behind the Smile” (do disco Butterfly Ball de Roger Glover): não há citação para “LOVE” e nem para “BABY”;

Em “Money to Burn” (do disco Eddie Hardin: Wizards Convention): não há citação para “LOVE” e nem para “BABY”;

Em "Last Note of Freedom" (trilha sonora do filme "Dias de Trovão"): tem a citação para “LOVE” e seus derivados, porém não há para “BABY”;

Em “Need Your Love Is So Bad” (lado B de single): tem todas as citações, ou seja, “LOVE” es eus derivados, “BABY” e, consequentemente, a combinação “LOVE/BABY”.

Em “As Long As I Have You” (Coletânea Gold): não há citação para “LOVE” e nem para “BABY”.

CURIOSIDADES

Não considerei as seguintes músicas:

“Who´s Fooling Who” (Coverdale em participação especial em disco de Bernie Marsden), pois David Coverdale só canta no refrão.

“For The Love of the God” (Steve Vai): Coverdale só faz uma participação especial, quando declama a seguinte frase: “walking the fine line between Pagan and Christian...

“Shame on the Devil” e “Sweet Mistreater” (faixas bônus do Northwinds): pois não encontrei as letras.

Ao ouvir “Dont Break My Hearth Again”, do álbum Come An Get It, Coverdale canta no final uma série de “BABYS’, mas como não está na letra, não considerei.

Me retrato em relação a uma injustiça que cometi na matéria anterior, quando afirmei que em “Come Taste the Band”, do Purple, Coverdale exagerava nos “LOVE” e nos “BABYS”. Os números comprovam que isto não é verdade, e se há algum álbum do Purple em que há uma grande número destas citações é no “Stormbringer”.

Já ia me esquecendo... se aquele rapaz do show tivesse seguido meu conselho (e soubesse cantar direitinho as letras) no show de São Paulo, ele teria acertado 75% das músicas com “LOVE” e 56% das que têm “LOVE/BABY” conforme segue o set list da apresentação abaixo:

We Wish Well (não considerei porque não foi tocada ao vivo).

Pronto! Texto atualizado e missão cumprida. Sei que tais dados não tirarão o sono de ninguém e nem vão baixar o preço da cesta básica, mas um pouco de cultura inútil não faz mal a ninguém.

E lembre-se que continuo permitindo a utilização dos dados aqui expostos em rodas de amigos, conversas para passar o tempo enquanto se espera o início de shows, papo de boteco, espera de ônibus e outros afins... permitindo inclusive a cola dos números expostos.

5000 acessosDavid Coverdale e a palavra "Love" - Parte I754 acessosDavid Coverdale e a palavra "Love" - Parte III

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MudançasMudanças
10 bandas que não soam mais como em seus primeiros discos

1111 acessosJohn Sykes: capa e detalhes de novo disco solo do guitarrista0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Whitesnake"

WhitesnakeWhitesnake
10 músicas da banda que não trazem "love" na letra

WhitesnakeWhitesnake
Em comercial de volta às aulas da Walmart

Cultura inútilCultura inútil
Em quantas músicas Coverdale utilizou a palavra "love"

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "David Coverdale"0 acessosTodas as matérias sobre "Whitesnake"

NightwishNightwish
Participação de Dawkins em álbum irritou alguns fãs

SinceridadeSinceridade
E se as capas de discos dissessem a verdade?

Sons Of AnarchySons Of Anarchy
A obra-prima televisiva e sua fantástica trilha!

5000 acessosPiadas sobre músicos5000 acessosFilhos de Rockstars: qualquer coincidência é semelhança5000 acessosGuns N' Roses: a verdadeira história de "Rocket Queen"5000 acessosKerrang: Os 5 melhores álbuns feitos em pouco tempo5000 acessosAnthrax: Spitz afirma que Jesus é a razão de ele ainda respirar5000 acessosRockstars: comprovado cientificamente porque as mulheres os amam

Sobre Paulo Roberto Unzelte

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Paulo Roberto Unzelte no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online