Holy Moses: Mais descontraído e ponderado, em vez de apenas ódio

Resenha - New Machine of Liechtenstein - Holy Moses

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Cunha
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8

A BANDA

Oriunda na Alemanha, uma das poucas bandas de thrash lideradas por mulheres nos anos 80. Holy Moses tem uma história dividida em duas partes: a primeira, de 1980 a 1994 e a segunda, de 2000 até o presente. Sofreu muitas mudanças de formação nas duas fases e, a bem da verdade, a mudança na banda parece ser a única constante. Finalmente, em 2000, a vocalista Sabina Classen recrutou uma formação totalmente nova, e o grupo prosperou desde então. Sabina foi recrutada para a banda pelo então namorado Andy Classen, que é conhecido como um produtor musical de sucesso. (os dois se casaram, mas não ficaram juntos por muito tempo. [...] A formação que gravou este disco era composta por Sabina Classen (vocal), Andy Classen (guitarra), Thilo Herrmann (guitarra), Thomas Becker (baixo) e Uli Kusch (bateria)

Holy Moses: capa e tracklist do álbum Redefined MayhemVH1: os 100 melhores álbuns de rock segundo a emissora

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O ÁLBUM

Todas as bandas têm um disco que representa o ponto alto de sua carreira: Kreator, Extreme Aggression; Metallica, Master Of The Puppets; Slayer, Reig In Blood e por aí vai. Sobre Holy Moses, a maioria concorda que o ponto alto de sua carreira (pelo menos na primeira fase) seja o disco Finished With The Dogs (1987), que foi seguido de The New Machine of Liechtenstein (1989). Nesse sentido, talvez diante da dificuldade de repetir o sucesso do anterior, a banda tenha feito uma curva de 180 graus em TNMOL. [...] Para entender o que ocorreu, é preciso olhar a partir de onde a banda deu o passo seguinte em relação ao seu trabalho mais popular. Para começar é preciso 1) perceber que FWTD significou amadurecimento quanto ao álbum de estréia, 2) considerar que as mudanças de formação impactaram na forma de compor da banda e 3) compreender que a discussão gira em torno da evolução musical natural. Claramente houve um projeto para TNMOL, por isso, é mais técnico e elaborado. Tudo está mais bem encaixado e isso pode nos levar a perceber que foi assim que a banda encontrou seu som e fez dele, sua marca. Mesmo assim, é verdade esse disco não tem a intensidade do seu anterior, mas agrada justamente por mostrar uma banda em processo de construção, por isso, dizemos que esta é uma obra NAO-CONCLUÍDA e, nesse sentido, qualquer um poderá dizer algo de bom ou ruim, mas o mais legal é que deixa um gosto de "quero mais".

O QUE TEM DE BOM?

1) É um disco com o espírito dos anos 80; 2) é uma abordagem diferente: em vez de apenas ódio, oferece algo mais descontraído e ponderado; 3) a banda demonstra força e carisma mesmo depois do baque de perder dois integrantes importantes e 4) Os destaques são Near Dark (faixa de abertura), Panic e Secret Service Project-SSP.

O QUE PODERIA SER MELHOR

1) Os riffs, a estrutura e até o timbre das guitarras lembram mais a escola do thrash metal americano do que à alemã, que simboliza um diferencial em si mesma; 2) o lado mais maníaco da banda pode ter sido deixado de lado mais do que o devido e uma boa dose de loucura é sempre bem-vinda no rock e 3) Assim como tem destaques, o álbum tem passos em falso como a faixa Lost in the Maze, que faz o disco perder pontos com riffs chatos, genéricos e sem o devido ápice.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Holy Moses"


Holy Moses: capa e tracklist do álbum Redefined MayhemHoly Moses: disponível teaser de álbum comemorativoHoly Moses: lançando coletânea de regravaçõesHoly Moses: gravando álbum comemorativo de 30 anosHoly Moses: mescla de Power e Thrash reinventadaHoly Moses: vocalista participará em música da SoulriverSodom: ex-guitarrista tocará em tributo a WitchhunterHoly Moses: uma aula de metal extremo ao mundoDoro: vídeo de apresentação com o Holy Moses na AlemanhaHoly Moses: "foi legal a comparação com o Chuck na época"

VH1: os 100 melhores álbuns de rock segundo a emissoraVH1
Os 100 melhores álbuns de rock segundo a emissora

Fotos de Infância: Bon Scott, do AC/DCFotos de Infância
Bon Scott, do AC/DC


Sobre Ricardo Cunha

Editor no site Esteriltipo - Marketing de Conteúdo.

Mais matérias de Ricardo Cunha no Whiplash.Net.

adClio336