Age of Artemis: banda chega ao ápice de criatividade com Monomyth

Resenha - Monomyth - Age of Artemis

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por George Ramos
Enviar correções  |  Ver Acessos

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Cinco anos após lançar seu segundo álbum a Age of Artemis chega agora ao seu terceiro álbum intitulado "Monomyth". Ao longo desses cinco anos a banda passou por mudanças significativas em sua formação. O baterista original Pedro Senna deu lugar ao talentoso e versátil Riccardo Linassi, Nathan Grego foi substituído pelo técnico e virtuoso Jeff Castro e o incrível Alírio Netto cedeu seu posto de vocalista para o jovem e esforçado Pedro Campos que também faz parte das bandas Hangar e Soulspell e que aqui entrega uma performance espetacular, prezando mais seus vocais melódicos. Pedro realmente foi a escolha certa para assumir os vocais.

Age of Artemis: faixa do Virgo em tributo a Andre MatosJohnny Depp: a banda que poderia ter desbancado o Guns

A parte lírica do álbum é baseada no conceito do monomito, também chamado de "Jornada do Herói", que é um conceito de jornada cíclica presente em mitos, de acordo com o antropólogo Joseph Campbell. As letras foram compostas pelo baixista Giovanni Sena com contribuições de Pedro e Riccardo.

A parte instrumental está impecável, bastante técnica e cada instrumento está perfeitamente alinhado.

A banda desde seu primeiro álbum vem apresentando uma evolução sonora bastante perceptível, um Power/Progressive Metal com elementos de música brasileira.

A produção ficou a cargo de Giovanni e a mixagem e masterização foram feitas por Damien Rainaud em Los Angeles. "Monomyth" é na minha opinião o disco mais maduro e coeso da banda até o momento, apesar das mudanças significativas na formação eles conseguiram manter sua essência e evoluir.

Os grandes destaques do disco são "Helping Hand", "Lightning Strikes", "Endless Fight", "What Really Matters" e a balada "A Great Day to Live". Vale a pena conferir mais esse incrível trabalho da Age of Artemis!

Formação:
Pedro Campos - Vocal
Giovanni Sena - Baixo, violão e teclado
Jeff Castro - Guitarra
Gabriel Soto - Guitarra
Riccardo Linassi - Bateria

Tracklist:
01 - Status Quo
02 - The Calling
03 - Helping Hand
04 - Unknown Strength
05 - Lightning Strikes
06 - The Call of The Fear
07 - Reborn
08 - Endless Fight
09 - What Really Matters
10 - Where Love Grows
11 - A Great Day to Live
12 - Prelude to a New World


Outras resenhas de Monomyth - Age of Artemis

Age of Artemis: o início de uma nova fase com um disco excelente




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Age Of Artemis"


Age of Artemis: faixa do Virgo em tributo a Andre MatosAge of Artemis: ouça cover de "No Need To Have An Answer" do VirgoAge of Artemis: o início de uma nova fase com um disco excelente

Vocalistas: alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso MetalVocalistas
Alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso Metal


Johnny Depp: a banda que poderia ter desbancado o GunsJohnny Depp
A banda que poderia ter desbancado o Guns

Religião: os rockstars que se converteramReligião
Os rockstars que se converteram

Heavy Metal: os 10 melhores solos de guitarra de todos os temposHeavy Metal
Os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos

Power Metal: 10 álbuns essenciais do estiloMax Cavalera: triste ver uma banda tão importante virar uma merdaHeavy Metal: as melhores músicas para meditarSkid Row: Sebastian Bach de volta? Nem passou pela cabeça deles!

Sobre George Ramos

Fã de heavy metal e outros estilos. Apaixonado por bateria. Bandas favoritas: Avenged Sevenfold, Breaking Benjamin, Volbeat, Five Finger Death Punch, Hangar e Hibria.

Mais matérias de George Ramos no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336