Lyria: Mensagem para todos que sofrem.

Resenha - Immersion - Lyria

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Icarus, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

LYRIA é uma banda de metal sinfônico formada em 2012 no Rio de Janeiro pela vocalista Aline Happ e confesso que até pouco tempo eu não conhecia e graças à um amigo meu, Adriano Ribeiro, que incumbiu-me de fazer uma matéria sobre esta banda outrora desconhecida e que a cada música que escuto, vou gostando ainda mais desta banda que merece todos os holofotes do mundo e hoje estou tendo a oportunidade de fazer este curioso review sobre seu segundo álbum intitulado "Immersion" comentando faixa por faixa junto com a própria vocalista do da banda.

Lyria: banda lança clipe com temática de autismoDiscórdia: alguns dos maiores insultos entre artistas

Além da belíssima voz de Aline Happ, a banda conta com a guitarra de Rod Wolf, o baixo de Thiago Zig e a Bateria de Thiago Mateu que entregam o excelente álbum intitulado "Immersion", segundo álbum do LYRIA que confirma que a banda veio para ficar sem sombra de dúvidas.

"Immersion" traz onze faixas que a primeira audição mostra que não deve nada para seu antecessor "Catharsis" (2014) e que também foi produzido através de financiamento coletivo (Crowdfunding) campanha esta que foi bem-sucedida e se iniciou em Outubro de 2017 e que segundo Aline Happ, foi tudo muito rápido desde a composição das músicas com Rod Wolf e Thiago Zig até a gravação dos vocais que foram feitas em dois dias, foi um trabalho feito com muita determinação pois ela tinha certeza que as músicas dariam certo. "Immersion" foi produzido por Celo Oliveira que foi o mesmo produtor de "Catharsis".

"Follow the music" - É a faixa que abre "immersion" e como sua letra diz, é uma ode à boa nova ao mesmo tempo que faz um convite para mergulhar no conhecimento em busca da sabedoria deixando de se preocupar e seguir a música para explorar seus caminhos. Destaque para o excelente trabalho instrumental da banda.

Aline Happ: "Follow the music" é tipo o canto da sereia, chamando para uma vida melhor se preocupando menos! Apenas sentir a música!

"Get what you want" - Pode ser muito bem considerada uma sequência de "Follow the Music" e não vejo música melhor para vir em seguida, passando uma mensagem de superação onde se pode conseguir o que quiser desde que se tenha determinação sem medo de enfrentar as dificuldades. Segundo Aline Happ, essa música foi composta durante o primeiro Crowdfunding em homenagem à um fã.

Aline Happ: Ele gostava muito do Japão! Tinha uma doença degenerativa e infelizmente não está mais entre nós! Era uma pessoa muito positiva e soube aproveitar a vida, ia aos shows de metal e etc. Então a letra fala como o povo Japonês se comporta em relação aos seus problemas!

"Let me Be me" - Neste momento já é perceptível que as músicas estão sequencialmente ligadas umas às outras e aqui podemos observar um alerta para negatividade de terceiros que tentam te desviar dos seus objetivos dando sequência a mensagem passada nas canções anteriores.

Aline Happ: Eu escrevi esta música quando estava bem irritada com algumas pessoas que me cobravam muito, sobretudo achavam que tudo que elas falavam era o correto e a inspiração veio desta situação. Essa letra foi um desabafo. Na verdade temos que ser o que queremos ser! É óbvio que devemos ouvir aos outros, mas certas coisas devem ser filtradas.

"The Rain" - Esta música é muito especial, ela aborda um tema muito delicado que é o "autismo" Fala justamente sobre as dificuldades em interagir socialmente, na comunicação verbal e não verbal e restrição comportamental e repetitiva que são características muito comuns em pessoas que sofrem deste distúrbio neurológico e que mesmo diante desta situação é possível levar uma vida normal.

Aline Happ: Essa música foi inspirada no poema de um fã que é autista e inclusive lançou um livro falando sobre este tema e apesar de tudo deu a volta por cima, hoje ele tem uma vida normal, é casado e essa música é inspirada na vida dele!

"Give You Just a Minute" - Dando sequência as músicas anteriores, esta faixa um tema que alerta para a ilusão de que a vida é um mar de rosas e como as pessoas que vivem nesta fantasia se abatem com o choque de realidade ao descobrir que a vida não é bem como elas pensavam chamando-as para a realidade.

Aline Happ: Give you just a minute é uma espécie de "Jester" na questão de alguém indeciso, medroso, etc. É um conselho para a pessoa acordar para a vida!

"Best Of Me" - Como o título já diz, a mensagem aqui passada fala sobre dar o melhor de si para encontrar a luz no fim do túnel motivado por um motivo especial essa música faz uma breve alusão a "depressão" de forma preventiva.

Aline Happ: "Best Of Me" conta a história de uma pessoa que estava mal e conheceu alguém que o ajudou a ser o melhor de si próprio!

"Last Forever" - Temos aqui a faixa mais lenta e com a letra mais sombria onde o tema aborda a dor de conviver com erros do passado que por mais dolorosos que sejam e venham atormentando a consciência, é possível encarar uma eventual falha de conduta como aprendizado.

Aline Happ: Esta música fala sobre pensamentos obsessivos, culpa, medo, etc. você precisa se libertar disso, aprender com seus erros e se perdoar!

"Hard to Believe" - Esta música tem uma conexão direta com as duas faixas anteriores "Best of Me" e "Last Forever"... A sensação é que essas músicas contam uma mesma história em sequência sobre uma pessoa que sofre com lembranças que o atormentam e que mesmo se prevenindo, tais acontecimentos levam a uma depressão que mesmo com uma perceptível melhora pode ter uma recaída se não tiver uma o devido tratamento e principalmente o apoio e compreensão de familiares e amigos... O que para os leigos é "difícil de acreditar"!

Aline Happ: Esta canção fala sobre ansiedade, sobre o quão difícil é controlar emoções ruins, mas que apesar de ser difícil e às vezes parecer não haver esperança, você precisa continuar tentando, precisa confiar em si próprio!

"Something is Rotten" - De longe, nota-se uma forte influência do EVANESCENCE nesta faixa tanto pela melodia instrumental, tanto pelas linhas vocais e pela letra também... Poderia muito bem ser uma música do EVANESCENCE, mas não é! Estamos escutando LYRIA! Assim como IRON MAIDEN tem suas influências diretas com o JETHRO TULL, o LYRIA tem suas influências diretas com o EVANESCENCE. E no meu ponto de vista, a banda tem qualidade e veio para ficar!

Aline Happ: Essa música surgiu de um momento que estava aborrecida com pessoas próximas, pessoas que fingiam ser algo para agradar aos outros mas no fundo queriam puxar seu tapete!

"Ashes Of My Fears" - Chegamos no ápice da tormenta emocional e insisto em afirmar que essas canções fazem uma ponte direta de uma faixa para outra de forma sequenciada que no meu ponto de vista, faz com que este álbum seja executado na íntegra durante os shows Aqui percebe-se uma luta contra os medos que nunca vão embora e se tornam piores a cada batalha muito bem destacados pelos vocais guturais de Thiago Zig.

Aline Happ: Todas as letras são sobre coisas que vi e vivi! Eu senti isso de alguma forma e "Ashes Of My Fears" também faz referência ao mito da caverna!

"Run To You" - Encerra-se aqui o álbum "Immersion" com esta belíssima canção com sua mensagem clara que mesmo depois de tantos altos e baixos e por mais difícil que seja superar problemas que são impostos como insolucionáveis, existe sim uma luz no fim do túnel e que sempre devemos persistir jamais desistindo da vida.

Aline Happ: É uma música romântica, mas você pode dedicá-la a qualquer pessoa que faça diferença na sua vida, aquela pessoa que você pode contar de verdade, q estava la para construir com você!

Sobre o álbum "Immersion"... É uma bela obra que o LYRIA nos entrega sempre abordando temas de superação sobre o autismo e depressão e cada faixa conta experiências de pessoas diferentes porém retratadas de uma forma brilhantemente sequenciada como se estivesse "imerso" numa saga dramática de uma pessoa só e assim visa levar a mensagem para todas as pessoas que sofrem de algum transtorno para que elas vejam que não estão sozinhas, inclusive para quem não tem nenhum desses problemas também, pois eles não batem apenas na porta do vizinho e nem escolhem idade para te aprisionar. E no mais o que tenho a dizer é que apreciem "Immersion"

Para adquirir o álbum "Immersion" acesse o link

http://www.lyriaband.com/loja




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Lyria"


Lyria: banda lança clipe com temática de autismo

Os roqueiros também amam: playlist para o Dia dos NamoradosOs roqueiros também amam
Playlist para o Dia dos Namorados


Discórdia: alguns dos maiores insultos entre artistasDiscórdia
Alguns dos maiores insultos entre artistas

Bandas: Audiófilos elegem as maiores da história do rockBandas
Audiófilos elegem as maiores da história do rock

Megadeth: Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?Megadeth
Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?

Megadeth: Perguntas e respostas e curiosidades diversasMegadeth
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

Kurt Cobain: a teoria de assassinato do músicoKurt Cobain
A teoria de assassinato do músico

Misfits: Doyle queria que Ulrich processasse a InternetMisfits
Doyle queria que Ulrich processasse a Internet

Regis Tadeu: Lobão, Roger, Tico e Waters, mesmo errados, estão certos (vídeo)Regis Tadeu
Lobão, Roger, Tico e Waters, mesmo errados, estão certos (vídeo)


Sobre Icarus

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGooILQ