Matérias Mais Lidas

imagemMetallica: se você achou caro o pacote do Titãs, fuja dos preços da turnê de Hetfield & Cia

imagemCinco discos de heavy metal para ouvir sem pular nenhuma faixa

imagemO dia que Cazuza pagou justo esporro para Sandra de Sá ao ver atitude da cantora em festa

imagemRed Hot Chili Peppers virá ao Brasil no próximo ano, diz José Norberto Flesch

imagemFãs não perdoam e reclamam da bateria de Lars Ulrich em novo single do Metallica

imagemJohn Lennon sentia que seu filho Julian "queria que Paul McCartney fosse seu pai"

imagemTitãs e o integrante que era visto como um líder mas saiu por estar em outra

imagemBandas de rock que lançaram poucos discos, mas continuam fazendo muito sucesso

imagemTim Ripper Owens diz que nunca voltaria ao Iced Earth

imagemCharlie Benante não sabia de tour do Metallica com o Pantera

imagemMotörhead lança a música inédita "Bullet In Your Brain"; ouça aqui

imagemA importância da ex-esposa de James Hetfield em sua luta contra o alcoolismo

imagemO motivo pelo qual Steven Tyler disse que "daria na cara" de Elvis Presley

imagemCinco músicos que nunca voltarão para as bandas que os consagraram

imagemLed Zeppelin e a fala que Robert Plant tem vergonha mas não tem como apagar da história


Stamp
Summer Breeze

Jonathan Davis: uma sonoridade que se distancia do Korn tradicional

Resenha - Black Labyrinth - Jonathan Davis

Por Marcio Machado
Postado em 25 de maio de 2018

Nota: 7

Depois do último lançamento do Korn, "Serenity of Suffering", de 2016 e um dos melhores álbuns daquele ano, um turnê mundial de divulgação contando com shows no Brasil, o vocalista Jonathan Davis deu uma pequena pausa nos trabalhos com a banda para lançar seu primeiro trabalho solo, o disco "Black Labyrinth". JD em entrevista disse que o álbum vinha sendo trabalhado há mais de dez anos, desde a época em que também havia excursionado com shows solos e acústicos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Todas as características vistas na banda principal de Jonathan estão aqui, a tristeza, depressão, solidão e angústia aparecem aqui, mas em uma sonoridade que se distancia do Korn mais tradicional, porém, óbvio que há ligação devido a forte identidade vocal.

"Undearnith My Skin" começa o disco com uma pegada mais "animada", uma faixa simples, com um bom refrão e mostra que o disco não soará com uma simples sobra do Korn e prova o porque de se fazer um álbum solo.

"Final Days" começa com violinos e percussões, algo que lembra um tema indiano, tem um clima bastante carregado e com forte presença do vocalista de Jonathan. Esta faixa é uma das que circulavam há um tempo pelo YouTube como trabalho perdido do vocalista, por esse fator acaba perdendo a surpresa da mesma, mas ainda assim, bastante marcante.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lembrando o trabalho feito na sua banda principal, "Everyone" é a faixa mais pesada do álbum e segunda a ganhar um vídeo clipe. A faixa trata sobre alguém perdido que procura a igreja em desespero mas não se adequa ali. Não é uma simples cópia do Korn, tem sua identidade e uma das melhores do disco.

"Happiness" é das que voltam a ter uma clima mais pra cima e uma passagem bastante pesada e rápida no meio, onde Davis usa seus guturais pela única vez no disco todo. O fim da faixa vai fazer os fãs se lembrarem de "Everything Falls Apart" do Korn.

"Your God" volta ao tema religioso, com questionamentos sobre Deus. Uma faixa muito boa de se ouvir, bastante marcante e tem um ótimo refrão que gruda bem fácil. Destaque para evolução da voz de Jonathan que soa como um dos melhores vocalistas atuais, sem perder sua identidade, pois aqui sua voz "chorosa" da as caras em uma passagem e vemos como ele pode alternar de forma natural seu timbre.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em seguida encontramos outra forte candidata à melhor faixa. "Walk On By" é dinâmica, tem um belo trabalho de bateria, uma levada gostosa e um refrão bastante forte, com bastante presença vocal e uma passagem
desconcertada bem à moda Jonathan Davis.

"The Secret" traz um clima gótico, denso e pesado, cheia de sintetizadores e outro ótimo refrão onde agressividade e calmaria se misturam na voz. Faixa que se ouve mais de uma vez com facilidade.

"Basic Needs" começa novamente em clima gótico para dar espaço a característica voz de Jonathan que canta em uma longa melancolia reforçando a atmosfera pesada, explodindo em um refrão que você irá cantar várias vezes no dia e uma ótima passagem instrumental cheia de feeling e groove. Mais uma entre as melhores. Uma versão demo da canção já circulava há anos por aí causando mais curiosidade sobre e o resultado final não decepcionou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Medicate" em seu início nos lembra algo feito pelo Nine Inch Nails, grande influência de Jonathan em sua carreira. Como o nome já sugere, a letra trata sobre o longo período que o vocalista sofreu sob efeitos de remédios fortes para seus problemas. Faixa meio morna, apesar de ainda boa.

Com batidas eletrônicas e um Jonathan sereno, "Please Tell Me" surge mais como um interlúdio no meio do disco. Seu final explode em uma levada industrial que casa perfeitamente com o vocal remetendo à várias bandas, e Jonathan implorando que "por favor, me digam que porra está acontecendo?".

De novo com ares industriais, "What You Believe" traz um clima dançante até, com guitarras pesadas e várias batidas de timbres diferentes em sua duração. Mais uma vez Jonathan questiona os credos das pessoas sobre entendimento da religião. Muito boa.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Gender" parece um delírio musical na verdade que não se acha hora nenhuma, passa por vários ritmos e acaba não indo à lugar algum. Faixa mais fraca e sem graça do álbum todo.

Fechando o disco, "What It Is", primeiro single lançado do trabalho, que também conta com um ótimo vídeo, traz uma faixa pesada, lenta e carregada de angústias e melancólia, arranjada por uma bateria forte e até violões embalando-a. Tem refrão bastante forte e é um encerramento bastante marcante para os ouvintes, já se tornando uma das composições favoritas na carreira do cantor.

"Black Labyrinth" é um bom começo para a carreira solo de Jonathan, um trabalho paralelo que o reafirma como um dos vocalistas dessa geração, com uma identidade forte e própria. Aqueles que não são familiarizados com seu universo podem não se interessar muito, mas se despido de preconceitos, temos um belo trabalho musical aqui, um bom trabalho pessoal de um músico com o público.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Os 25 melhores álbuns de 2022, em lista da Revolver Magazine

Vocalista do Korn diz que odiava o termo nu metal

Internet vai à loucura com versão de "Toxic", da Britney Spears, no estilo Korn

O álbum dos anos 80 que mexeu com todos os integrantes do Korn

Hit do Evanescence ajudou Brian Welch, do Korn, a encontrar novo caminho na vida

WhiPET: Vocalista do Korn diz que gosta mais de animais do que de humanos

A música do Korn que Jonathan Davis não quer tocar ao vivo nunca mais

Cristina Scabbia diz que gostaria de fazer música com Jonathan Davis

Ozzy diz que festival Ozzfest foi criado como uma "vingança" ao Lollapalooza

Pet metal: vocalista do Korn cria sua marca de produtos para animais de estimação

Guitarrista do Korn relembra falecida mãe e revela músicas que o impactaram

Korn: veja Tye Trujillo agitando e tocando pra valer em São Paulo

Korn: Brian Head nega acusações feitas por ex-baterista

Korn: Reginald "Fieldy" Arvizu conta como aceitou Jesus

Lynyrd Skynyrd: a história da espetacular "Simple Man"

David Gilmour largou vício maléfico após ouvir erro em disco do Pink Floyd


Sobre Marcio Machado

Estudante de história, apaixonado por cinema e o bom rock, fã de Korn, Dream Theater e Alice in Chains. Metido a escritor e crítico.

Mais matérias de Marcio Machado.