Judas Priest: álbum clássico "Sin After Sin" completa 40 anos

Resenha - Sin After Sin - Judas Priest

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Sidney Alencar, Fonte: Blog Meus 300 Discos
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Pedi a um grande amigo meu para escrever um texto sobre um grande disco lançado no ano de 1977.

1111 acessosHellyeah: Possível turnê com Megadeth e Judas Priest?5000 acessosGaleria - Tatuagens em homenagem ao Kiss

Resultado?

Um grande texto, escrito pelo grande Rogério Ribeiro, sobre o grande álbum "Sin After Sin", do grande JUDAS PRIEST.

Aproveitem! O texto está excelente, cheio de regionalismos, aposto que muita gente vai se identificar…rs

“Aceitei o convite do Sid para falar de um álbum que esteja soprando quarenta velinhas em 2017 e decidi que seria sobre o "Sin After Sin", terceiro álbum do JUDAS PRIEST.

É um dos trabalhos que mais gosto da banda, representando o fim de uma forma de compor, mais técnica, elaborada e malvada, que guinaria para um temporário direcionamento mais palatável com o "Stainled Class".

Minha suspeita é de que a Columbia só gravou esse disco por que já estava quase tudo composto. Depois de assinarem eles só precisaram compor "The Last Rose Of Summer". Sob o ponto de vista do dinheiro, eles acertaram em cheio, já que após esse trabalho o Judas começou a vender mais do que cerveja ruim em copa do mundo.

Mas minha escolha não foi por gostar do disco, e sim de como esbarramos.

Em 1993, ainda experimentando as primeiras bandas, eu já conhecia JUDAS PRIEST, pois havia comprado em sociedade com um amigo (sim, isso existia!) os vinis do "Screaming for Vengeance" e "Painkiller".

Depois disso eu passava sempre que podia na loja Discomania e ficava namorando as capas do "Point of Entry" e do "Turbo". Eles ficavam expostos tão alto que inibia a gente de pedir pra dar uma ouvidinha. Eu ficava lá de pescoço quebrado, imaginando como deveriam soar. Me divirto muito lembrar disso pois são exatamente os discos do Priest que menos gosto!

Então por volta de 1994 encontro com um primo que me diz:

– A mãe juntou uma ruma de cacareco pra botar no mato e acho que tem coisa que tu vai querer.

– O que é?

– Uns discos.

– Disco, disco?

– Sim, macho. É dessas coisas de demônio que tu gosta.

– Eu não gosto de demônio.

– Pronto, pois vai lá em casa.

– Mah, tua mãe só gosta de samba. Que é que pode ter lá que eu goste?

– Sei não, mas tem.

Chegando lá havia uma pequena pilha de discos e no topo aquela capa com um templo obscuro que me paralisou. Havia também um selo dourado escrito “Columbia Amostra Invendável”. Eu nem sabia que aquele álbum existia. Puxei o acetato de dentro da capa e o pus nas mãos do meu primo.

– Põe pra tocar – disse lívido.

Ele ligou o 3 em 1, largou a agulha em cima e me deixou lá fritando com a abertura de "Sinner…" e quando a perversíssima trinca "Raw Deal/Here Comes The Tear/Dissident Agressor" terminou e a agulha retornou ao descanso, eu já estava feito picolé pardal de castanha em mão de criança.

Quando se tem uma coleção de discos com menos de dez títulos, você ouve um álbum como não se não fosse conhecer mais nada na vida. É esse tipo de experiência que o "Sin After Sin" me deu que tento resgatar quando me deparo ‘obrigado’ a ouvir centenas de discos que eu (não sei de onde tirei isso) deveria conhecer.

Em tempo: O disco realmente estava na coleção da minha tia, mas eu não o ganharia. Meu primo queria comprar minha bicicleta e usou o disco como valor de entrada.

Valeu a pena, a música sempre vence.”

ROGÉRIO RIBEIRO, 2017

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Judas PriestJudas Priest
Veja capa do novo álbum em alta-resolução

1111 acessosHellyeah: Possível turnê com Megadeth e Judas Priest?103 acessosEm 01/01/1980: Nasce Richie Faulkner (Judas Priest)1041 acessosJugulator: Heavy Metal forjado com Unhas e Dentes1885 acessosHeavy Metal: em vídeo, dez grandes hinos sobre o gênero0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Judas Priest"

KK DowningKK Downing
Guitarrista explica saída do Judas Priest

Nerd MetalNerd Metal
Os 5 Maiores Frontmen do Heavy Metal

Ao vivoAo vivo
Álbuns clássicos que você deveria conhecer

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Judas Priest"


TatuagensTatuagens
Homenagens à banda Kiss na pele dos fãs mais radicais

SlashSlash
"Sweet Child é a coisa mais gay que alguém poderia compor"

SlipknotSlipknot
Corey Taylor abandona os palcos se o Guns se reunir

5000 acessosPink Floyd: as 10 melhores escolhidas pela Ultimate Classic Rock5000 acessosNirvana: "Teoria é um desperdício de tempo", dizia Kurt5000 acessosMax Cavalera: "Deveríamos ter demitido aqueles dois e mantido o nome"5000 acessosGuns N' Roses: Slash achava que banda seria "cult"3991 acessosMetal Hammer: As 22 melhores músicas old-school do Thrash Metal5000 acessosExcessos: como os rockstars gastam os seus milhões

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Sobre Sidney Alencar

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online