Canábicos: Um Rock n' Roll, acima de tudo, intenso

Resenha - Intenso - Canábicos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vicente Reckziegel
ENVIAR CORREÇÕES  

Nota: 8

Quando tu recebes um disco de uma banda cujo nome é Canabicos, a primeira impressão que se tem é de tratar-se de uma banda de Reggae. Mas, como esse estilo não faz parte de minhas predileções, e sabia que não enviariam uma banda do gênero citado para minha apreciação, a segunda opção foi de uma banda com forte influencia de Stoner Rock.

Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioNew York Times: os 100 melhores covers de todos os tempos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar de não ser 100% errônea essa impressão, visto a sonoridade mais suja da banda, o verdadeiro estilo dos Canábicos é o Classic Rock, ou em resumo o velho e bom Rock n’ Roll, tão maltratado e, ao mesmo tempo, tão amado por todos.

Só que o quarteto mineiro está longe de ser uma novidade, pois estão juntos há 5 anos, e "intenso" já é seu quarto disco, em uma produção muito acima do que vemos na atualidade, mostrando uma criatividade acima do comum da banda. E, mesmo o álbum tendo pouco mais de 30 minutos em suas 8 faixas, ele vale cada segundo, nada soando descartável, ou um simples preenchimento de espaço.

Temos aqui "rockões" velozes como em "Planeta Estranho" e "Rotina", outros mais tradicionais como "Fora da Lei", "Lei do Cão" (baita solo de guitarra) e a bem Rock Nacional "Viagem Espacial". E a melodia não fica esquecida, como podemos comprovar na música "Intenso". Sem esquecer de mencionar a cheia de Groove "Não Faz Sentido" e a mais longa "Eu Não Sei o Que Vai Ser de Mim", que encerra o disco com um ar mais Stoner Rock. Todos os instrumentistas fizeram um trabalho impecável aqui, e a produção colaborou para que alcançassem a sonoridade pretendida.

Em suma, "Intenso" é um daqueles discos recomendados para se ouvir, principalmente com os amigos e tomando uma cerveja. E existe algo mais Rock n’ Roll que isso?

Formação:
Murcego Gonzalez – Guitarra, Baixo, Bandolim e Vocal
Mestre Mustafa – Bateria, Percussão e Vocais
M.M – Guitarra, Baixo
Clandestino – Vocal

8 Faixas – 31:42

Tracklist:
1-Planeta Estranho
2-Fora da Lei
3-Intenso
4-Não Faz Sentido
5-Lei do Cão
6-Viagem Espacial
7-Rotina
8-Eu Não Sei o Que Vai Ser de Mim

Discografia:
La Bomba (2013)
Reféns da Pátria (2014)
Alienígenas (2015)
Intenso (2017)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Censura: 53 nomes que você não pode dizer em uma rádioCensura
53 nomes que você não pode dizer em uma rádio

New York Times: os 100 melhores covers de todos os temposNew York Times
Os 100 melhores covers de todos os tempos


Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL