Dio: Mais um ítem obrigatório na história da música

Resenha - Dream Evil - Dio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Gleison Junior
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

“Dream Evil” é o quarto disco de estúdio do lendário vocalista, “Ronnie James Dio”, o primeiro com o novo guitarrista “Craig Goldy” e também o primeiro que o uso dos teclados se torna mais impactantes e cada vez mais requisitados na música do grupo, não que isso seja um problema, muito pelo contrario, a inclusão desses teclados trouxe ainda mais obscuridade a sonoridade da banda.

3522 acessosDream Theater: 10 dos melhores covers tocados pela banda5000 acessosPink Floyd - Perguntas e Respostas

Alguns pontos importantes de se ressaltar antes de iniciar a resenhas do álbum é lembrar que o próprio vocalista, disse certa vez que esse álbum não o agradava por considerá-lo inferior aos anteriores, puro perfeccionismo de uma lenda que sempre será insubstituível, mas um fato nítido para quem conhece a música do “baixinho” é que ele flerta muito com o Pop executado por bandas de Hard no fim dos anos 80, refrões ainda mais chicletes e melodias com notas mais altas, podemos dizer que esse álbum é o mais Hard Rock da carreira do músico.

O álbum abre com a rápida “Night People”, aos desavisados, se prestarem bem atenção, irá perceber a forte influência que essa música trouxe de “Neon Knights” do Sabbath, uma faixa que de imediato te faz balançar o esqueleto com sua marca inconfundível. O famoso selo de qualidade “DIO”.

Na sequencia temos um clássico absoluto da carreira do mestre, “Dream Evil”, sua base harmônica é pra cima e o refrão gruda como um chiclete na mente, como não cantarolar ou se escutar a música? Impossível para qualquer ser que ame o estilo! Um adendo importante nesse disco é reparar que o guitarrista “Craig Coldy” fez bem a banda, seus solos e riffs são incríveis, não deixando qualquer saudade de Vivian Campbell.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Com um início sombrio e uma pegada “Sabbathiana”, Sunset Superman, é uma faixa pesada aonde Dio canta desesperadamente, seu andamento em alguns momentos se elevam e em outros apresentam um cadência conduzida pelo batera Vinny Appice de forma brilhante, um solo espetacular executado por Goldy é outro momento marcante na música, vale ressaltar os trabalhos dos teclados que mantém toda a atmosfera da música assustadora.

“All the Fools Sailed Away” é um épico mágico e envolvente, uma faixa que possui vários elementos de doçura e peso, um arranjo belíssimo logo em sua introdução, complementam o andamento da música, que é arrastada e densa, vocais aos coros no refrão e a imposição vocálica do baixinho, imposta de forma impecável, essa música consegue transmitir um único sentimento, Saudade!!!

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Sendo a única faixa que Dio compôs sozinho no álbum,”Naked In The Rain”, é uma boa faixa, andamento característico do trabalho do músico, nada que seja fora do comum, mas com certeza uma boa música.

Mais na linha Rainbow, a música “Overlove”, tem como destaque os trabalhos de Goldy na guitarra e a mão pesada de Vinny Appice, música rápida e melódica, um grande momento do disco! Vale o play repetidamente.

Mais arrastada, flertando com uma balada, “I Could Have Been A Dreamer” tem DIO como destaque absoluto, vocais em perfeita afinação e demonstrando estar no auge com sua potencia vocálica, confesso que essa não é a melhor faixa do álbum, mas sem duvida é a música que DIO canta melhor.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

“Faces In The Window” é outra música excelente, quase nunca obteve o sucesso que merecia, mas aqui notamos o que DIO sempre ressaltou, ele não era um músico solo, mas sim uma banda, e nessa música tudo isso é nítido, andamento perfeito e harmonização sincronizada, a banda estava afinada e entrosada, essa faixa deixa isso bem claro.

Appice detona na faixa “When A Womam Cries”, sua precisão em dar suas “quebradas” e como ele conduz o chimbal e a condução é incrível, outro momento perceptível na música é a alta utilização de samplers nas vozes e nos teclados, criando efeitos dentro da música, uma tendência que só crescia na época. O álbum fecha em grande estilo!

DIO mais uma vez brilha com sua técnica e banda afinadíssima, esse álbum é mais um item obrigatório na história da música e se você é fã de metal, já sabe, vá lá e escute no máximo.

Track-List:
01 – Night People
02 – Dream Evil
03 – Sunset Superman
04 – All The Fools Sailed Away
05 – Naked in the Rain
06 – Overlove
07 – I Could Have Been A Dreamer
08 – Faces In The Window
09 – When A Woman Cries

Formação:
Ronnie James Dio – Vocal
Craig Goldy – Guitarra
Jimmy Bain – Baixo
Vinny Appice - Bateria

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Dream TheaterDream Theater
10 dos melhores covers tocados pela banda

489 acessosHeavy Lero: a segunda parte da história do Black Sabbath com Dio0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dio"

Ronnie James DioRonnie James Dio
Falando sobre Bossa Nova ao Estadão em 2006

Ronnie James DioRonnie James Dio
10 grandes músicas de sua magistral carreira

TatuagensTatuagens
Existe algo errado nesta tatuagem do Dio?

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Dio"

Pink FloydPink Floyd
Perguntas e respostas e curiosidades

Hit ParaderHit Parader
Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista

Guitar HeroGuitar Hero
Veja como o jogo desgraçou uma geração inteira

5000 acessosMotley Crue: Atriz pornô comenta sua relação com Tommy Lee5000 acessosRaul Seixas - Perguntas e Respostas5000 acessosPensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Aleister Crowley5000 acessosLed Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"5000 acessosSepultura: Andreas Kisser explica dificuldades para uma reunião5000 acessosJohn Lennon: O tardio perdão do Vaticano à blasfêmia

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Gleison Junior

Casado, Pai do Gustavo e do Bernardo - Amante do bom e velho Rock and Roll - Apresentador do programa Roadie metal, A Voz do Rock e idealizador das coletâneas Roadie Metal, além de criar e administrar o site Roadie Metal!

Mais matérias de Gleison Junior no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online