Attick Demons: Se você é fã do Iron Maiden, ouça essa banda

Resenha - Let's Raise Hell - Attick Demons

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collector's Room
Enviar Correções  

publicidade

Você é fã do Iron Maiden? Você adora a voz de Bruce Dickinson? Você gosta de metal tradicional bem feito? Então preste atenção: você vai adorar a banda portuguesa Attick Demons. O motivo é simples: além de fazer um metal competente e cativante, o timbre do vocalista Artur Almeida é muito semelhante ao de Bruce. Sério, nunca ouvi algo mais próximo do cantor inglês do que a voz do português. É impressionante!

Fotos de Infância: Yngwie Malmsteen

Slash: guitarrista enumera seus 10 riffs favoritos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vamos aos fatos: o Attick Demons é uma banda portuguesa formada em 1996 em Lisboa. O grupo é composto por Artur Almeida (vocal), Luis Figueira (guitarra), Nuno Martins (guitarra), João Clemente (baixo) e Ricardo Oliveira (bateria). A discografia já conta com três títulos -o EP "Attick Demons" (2000), "Atlantis" (2011) e o recém lançado "Let’s Raise Hell", que saiu em 12 de agosto passado. A sonoridade bebe direto na fonte aparentemente infinita da New Wave of British Heavy Metal, porém atualizando aquela sonoridade clássica com uma pegada mais atual, refletida principalmente nos timbres e em uma dose maior de peso.

"Let’s Raise Hell" traz nove faixas, formando um tracklist consistente. A execução instrumental é bastante competente, mas o principal destaque, indiscutivelmente, acaba ficando com Almeida. A similaridade com a voz de Bruce Dickinson é tamanha que você se pergunta se não está ouvindo um novo álbum do Iron Maiden ou uma nova empreitada solo do vocalista. Até os tradicionais "ooooooooo" estão presentes, o que, aliada à já citada influência de NWOBHM, aproximam ainda mais o Attick Demons do universo da Donzela.

Esse contexto tem dois lados. O bom é que a banda acaba ganhando uma projeção maior devido ao interesse dos fãs do Maiden, reconhecidamente uma das maiores e mais fanáticas legiões de apreciadores que o metal já conheceu. A outra é que, mesmo não limitando o Attick Demons a uma seara sonora específica, acaba por não possibilitar que a banda portuguesa desenvolva uma identidade musical original e própria. Nesse caso a questão não é apenas a semelhança entre as vozes, mas também passa pelas próprias influências do Attick Demons, que, como já dito, vem direto do clássico heavy metal britânico.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Mas, no final das contas, todas essas dúvidas e questionamentos podem e serão varridos para baixo do tapete por uma legião de ouvintes. Há um nicho de fãs insatisfeitos com o direcionamento musical atual do Iron Maiden, que não gostou de álbuns como "The Final Frontier" (2010) e "The Book of Souls" (2015) e clama por um retorno dos ingleses à sonoridade clássica da década de 1980. O Attick Demons é capaz de atender essa demanda com discos como "Let’s Raise Hell", um trabalho sólido e cheio de boas canções.

Seja você é um fã insatisfeito com o Iron Maiden atual ou apenas um ouvinte que procura um bom disco de metal tradicional, a audição do novo álbum do Attick Demons tem tudo para agradar os seus ouvidos.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fotos de Infância: Yngwie MalmsteenFotos de Infância
Yngwie Malmsteen

Slash: guitarrista enumera seus 10 riffs favoritosSlash
Guitarrista enumera seus 10 riffs favoritos


Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280