Anekdoten: Um sopro de criatividade no rock progressivo

Resenha - Until All The Ghosts Are Gone - Anekdoten

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Estefane Bahia
Enviar Correções  

9


A banda de rock progressivo sueca ANEKDOTEN lançou no último dia 10 de abril seu mais novo álbum "Until All the ghosts are gone", após oito anos do seu ultimo e excelente álbum "A Time Of Day".

Led Zeppelin: por que Robert Plant não gosta de cantar "Stairway to Heaven"?Sarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Confesso que como fã do quarteto sueco, estava aguardando ansioso pelo lançamento desse disco, e não fiquei nenhum pouco decepcionado. A banda nos presenteou com um trabalho complexo e bastante maduro, onde cada música nos remete a sentimentos reflexivos e profundos, onde passear por suas seis faixas se torna uma experiência única.

O álbum mostra uma mudança no som do grupo em relação aos álbuns anteriores, mas mudança é o padrão do ANEKDOTEN. Uma banda em que cada um de seus álbuns se encaixa no mesmo estilo, mas com sonoridade diferente, "Until All The Ghosts Are Gone" dá espaço a um som com ritmo mais devagar, mais com muito mais qualidade e sentimento.

Difícil meu caro leitor, é decidir qual das músicas desse disco é a melhor, passando pela faixa de abertura "Shooting Star" que talvez seja a música com maior pegada progressiva, com marcante teclado e mellotron (instrumento bastante utilizado na banda) continuando nosso passeio, descendo nas faixas percebemos que as músicas vão ficando cada vez mais sombrias, até acabar em "Our Days Are Numbered" uma gloriosa faixa instrumental.

Com esse excelente álbum ANEKDOTEN mostra que o rock progressivo ainda está vivo e com muita criatividade. Espero que eles não passem novamente oito anos sem lançarem novo disco e sempre nos presenteiem com obras prima como essa.

Faixas

1. Shooting Star (10:10)
2. Get Out Alive (7:32)
3. If It All Comes Down To You (5:52)
4. Writing On The Wall (9:03)
5. Until All The Ghosts Are Gone (5:07)
6. Our Days Are Numbered (8:36)




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Led Zeppelin: por que Robert Plant não gosta de cantar Stairway to Heaven?Led Zeppelin
Por que Robert Plant não gosta de cantar "Stairway to Heaven"?

Sarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito maisSarcófago
Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais


Sobre Estefane Bahia

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280 GooAdapHor