Matérias Mais Lidas

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagemAerosmith: Steven Tyler deixa reabilitação e morre esposa de Joey Kramer

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade antes de show, diz jornal

imagemGuns N' Roses: A crítica de Portnoy ao trabalho de Matt Sorum

imagemOzzy Osbourne gastou dinheirão em maconha, mas não fumou nada

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemFilho de Trujillo fez guitarra na "Master of Puppets" que toca em Stranger Things

imagemThe Troops of Doom: Jairo Guedz conta porque não consegue falar mal do Iron Maiden

imagemMédico que tratou câncer de Mustaine escreveu letra de faixa do Megadeth

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemRob Halford posa para foto ao lado de Paul Stanley


Stamp

Rotten Penetration: Honrando tradição do Metal extremo brasileiro

Resenha - Pathologic Porn Gore Splatter - Rotten Penetration

Por Vitor Franceschini
Em 11/04/15

publicidade

Nota: 8

Sucessor de "Horrorous State of Anatomical Decomposition" (2005), "Pathologic Porn Gore Splatter" é daqueles trabalhos que honram a tradição do Metal extremo brasileiro, sem dó e nem piedade. Os gaúchos do Rotten Penetration possuem conhecimento de causa e destilam uma sonoridade asquerosa e repugnante.

Com uma produção de qualidade e suja na medida certa (feita pela própria banda no Soundstorm Studio), em pouco mais de meia hora o que aqui se encontra é um Death Metal de qualidade, com variações rítmicas e boa dose de técnica, abordando temáticas gore que irá agradar também fãs de Grind e Splatter.

O trabalho da guitarra mostra riffs e base/solos de tirar o chapéu, com uma densidade e clima carregado, dando um peso absurdo às composições. Enquanto isso a cozinha detona comandando ritmos variados e quebradas insanas, com destaque para o baixo sujo, com uma distorção não tão comum no Death Metal.

Apoiado pelos backing vocals do baterista Aécio, Fernando vocifera as nojentas letras com uma ótima versatilidade. Com guturais brutais aliados a vocais rasgados e ‘pig squeal’, sua interpretação dá ainda mais abrangência à sonoridade da banda e torna o trabalho ainda mais interessante.

Difícil destacar apenas algumas faixas devido ao bom equilíbrio do disco em um todo, mas Why Do I Kill e seu início macabro, Decomposed, a faixa título e The Illusion of Flesh com seus riffs apocalípticos são sem dúvidas composições de alto nível. Extremidade em sua dose máxima.

https://www.facebook.com/pages/Rotten-Penetration-Baixista-Lokoness/147615105338061?fref=ts
https://myspace.com/rottenpenetration


Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini.