Crucifixion BR: Black metal ríspido e brutal do Rio Grande do Sul

Resenha - Destroying the Fucking Disciples of Christ - Crucifixion BR

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá, Fonte: My Guitar
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Black metal cru, direto, ríspido e blasfemo! É isso que se propõe a fazer o duo gaúcho CRUCIFIXION BR, formado por Lord Grave War (Vocais, guitarras e baixo) e Juliana Dark Moon (Bateria), que finalmente chega a seu primeiro disco completo, após praticamente quase 20 anos de existência, e que acaba de ser liberado no mercado nacional via Shinigami Records.

Os estranhos relacionamentos de Janis JoplinNoisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metal

Com uma produção muito boa, realizada por Sebastian Carsini e Márcio "Maxx" (que deixou o som da banda intenso e atual, mas ainda assim cru e bruto), o disco mostra uma banda muito competente em sua proposta musical, com faixas muito bem elaboradas e diversificadas, com ótimos arranjos e transbordando musicalidade, mesmo diante do extremismo do estilo em questão.

Na grande maioria dos momentos, o som é bem veloz e pesado, mas há várias mudanças de andamento que deixam tudo bem interessante, inclusive com várias passagens acústicas encaixadas de forma orgânica, que mostram toda a percepção musical da dupla.

O disco traz 12 faixas autorais, que mostram bem todas as características acima mencionadas, de forma bem homogênea. Cito apenas como exemplo a ótima "Dead Generations", que traz também elementos de death e thrash metal, e que mostra bem toda a qualidade do som do CRUCIFIXION BR.

Há ainda no álbum uma ótima versão para "Schizo", do VENON, que ficou realmente matadora, bem mais brutal que a original.

Sem dúvida um disco indispensável na coleção de todos os admiradores da música extrema de qualidade.

Destroying the Fucking Disciples of Christ - Crucifixion BR
(Shinigami Records - Nacional - 2015)

Formação:

Lord Grave War - Vocais, guitarras, baixo
Juliana Dark Moon - Bateria

Músicas:

01. War Against Christian Souls
02. Crucifixion
03. Eternal Judgement
04. Dead Generations
05. End of a Life
06. Apocalyptic Sentence
07. Slaves of Christ
08. Future Memories of a Hell
09. In the Shadows of Obscurity
10. I'm Dead
11. Soul's Rupture
12. Destroying the Fucking Disciples of Christ
13. Schizo


Outras resenhas de Destroying the Fucking Disciples of Christ - Crucifixion BR

null



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Crucifixion BR"


Os estranhos relacionamentos de Janis JoplinOs estranhos relacionamentos de Janis Joplin
Os estranhos relacionamentos de Janis Joplin

Noisecreep: os 10 clipes mais assustadores do heavy metalNoisecreep
Os 10 clipes mais assustadores do heavy metal

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1985Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1985

Queen - Perguntas e RespostasMetal: adolescentes que ouvem o gênero fazem mais sexo?Jared Dines: o que acontece quando guitarristas usam drogas?Em 27/09/1986: Morre Cliff Burton, baixista do Metallica, em acidente de ônibus

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.