Kyuss: O álbum que resume o stoner rock

Resenha - Welcome to the Sky Valley - Kyuss

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcelo Capello Martins
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9


A banda KYUSS foi formada em 1991 e fazia um hard rock idêntico ao de BLACK SABBATH, mas também com sua originalidade. Ao misturar esse hard rock com viagens musicais como "Planet Caravan" do próprio BLACK SABBATH, a banda criou o que passou a se chamar Stoner rock.

Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revistaHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990

Dois anos após lançar o bem sucedido álbum "Blues for the red sun", eles precisavam dar continuidade ao seu som retrô. Para isso, a banda manteve sua base formada por Josh Homme(líder do QUEENS OF THE STONE AGE) na guitarra, Brant Bjork na bateria e John Garcia nos vocais. O antigo baixista Nick Oliveri foi substituído por Scott Reeder. A gravadora também mudou, eles lançaram pela "Elektra" que é uma das melhores da história do heavy metal, afinal lançou álbuns de METALLICA, ANTHRAX, DOWN, DREAM THEATER e etc. Com tudo isso a favor, a banda não poderia fazer algo que não fosse de qualidade.

E de fato eles fazem, é apresentado o "Welcome to the sky valley", ele é dividido em três partes ou "três movimentos", mas isso não muda muita coisa. Logo na primeira música mostra-se que a banda iria fazer o verdadeiro hard rock setentista. Trata-se da música "Gardenia", que já começa com um excelente riff e com uma linha de baixo impressionante, mostrando que Scott Reeder se adequou muito bem a banda. Destaque também para a voz característica de Garcia que se encaixa perfeitamente na música. A segunda faixa apresenta ao ouvinte a viagem que torna-se frequente em álbuns de Stoner Rock, é a faixa "Asteroid". É a única instrumental do álbum e conta com um bom trabalho de baixo, guitarra e bateria.

Logo após, temos "Supa Scoopa and Mighty Scoop" que tem uma estrutura parecida com a de abertura, ela parece que não vai acabar devido a guitarra de Josh Homme que trabalhou bem na música e no final da mesma, ele fica tocando sem os outros instrumentos e quando ele para, passam alguns segundos e ele solta dois acordes. Isso acontece algumas vezes até que a música acaba e o primeiro movimento também, isso foi só um acréscimo para deixar o álbum mais viajante.

Partindo para a segunda parte temos "100°" que é uma das mais pesadas do trabalho, graças ao baixo e a guitarra que parecem estar em perfeita sintonia. Até que chega "Space cadet", a música mais viajante do álbum, ela lembra "Planet Caravan" do BLACK SABBATH por causa do instrumental, entretanto ela é também uma música longa (7 minutos) e pode parecer cansativa para alguns, mas a maioria aprova. Depois dela, aparece a música perdida, pois ela não se assemelha à sonoridade da banda não só neste álbum, mas em todos os outros. Ela contém guitarras que não soam nada como as outras músicas e a voz de John também. Mas em momento algum foi dito que a música é ruim. Pelo contrário, é uma música que serve para mudar os ares do trabalho e para deleitar o ouvinte. Assim acabou o segundo movimento.

O terceiro abre com "Odissey", voltando à sonoridade de "Gardenia" e "100°", excelente faixa que nos mostra como será o terceiro movimento, ou seja, bastante groove e hard rock até o final. Depois disso, temos as músicas "Conan Troutman" que é boa, mas passa despercebida por ser rápida e ter uma sonoridade já usada, e o cover de "N.O" da banda ACROSS THE RIVER. É melhor do que a anterior, mas também tem uma sonoridade manjada (isso não quer dizer que é ruim). E para terminar temos a faixa mais longa (8 minutos) chamada "whitewater", é um dos destaques do álbum graças ao trabalho da guitarra e os vocais que soam um pouco diferente do resto do álbum. Ela se mantém pesada até seu "final", pois tem uma música "escondida" após ela. Trata-se de "lick doo", mas ela só tem 58 segundos, só mais um acréscimo viajante ao trabalho que agora sim chega ao fim.

Essa resenha é mais destinada a pessoas que gostam de Stoner Rock ou que descobriram o gênero recentemente, pois este é um dos álbuns mais importantes. Se você não conhece esse gênero veja a matéria abaixo:

Stoner Rock: Um guia básico para o estiloStoner Rock
Um guia básico para o estilo

Tracklist:

1- Gardenia
2- Asteroid
3- Supa Scoopa and Mighty Scoop
4- 100°
5- Space Cadet
6- Demon Cleaner
7- Odyssey
8- Conan Troutman
9- N.O. (Across the River cover)
10- Whitewater
11- Lick Doo

Confira o álbum no youtube:




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Kyuss"


Dave Grohl: a opinião de Kurt ao ouvir a banda Kyuss, de Josh HommeDave Grohl
A opinião de Kurt ao ouvir a banda Kyuss, de Josh Homme

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1992Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1992


Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revistaKerrang!
Os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revista

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1990Heavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1990


Sobre Marcelo Capello Martins

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGooILQ