Matérias Mais Lidas

Iron Maiden: debilitado, Paul Di'Anno depende de vaquinha virtual para fazer cirurgiaIron Maiden
Debilitado, Paul Di'Anno depende de vaquinha virtual para fazer cirurgia

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Timo Tolkki: Ex-Stratovarius abraça teorias conspiratórias negacionistas sobre Covid19Timo Tolkki
Ex-Stratovarius abraça teorias conspiratórias negacionistas sobre Covid19

Snowy Shaw: ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no NightwishSnowy Shaw
Ex-King Diamond se oferece para substituir Marko Hietala no Nightwish

Nirvana: Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.Nirvana
Kurt Cobain cuspiu no piano de Elton John pensando ser de Axl Rose.

Carlinhos Brown: ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razãoCarlinhos Brown
Ele diz que provocou garrafadas no Rock in Rio 2001 e explica razão

Metallica: TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully GuitarsMetallica
TikToker que calou haters na guitarra agora tem patrocínio da Sully Guitars

AC/DC: Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)AC/DC
Axl Rose sempre sugeria músicas esquecidas para shows (mas em cima da hora)

Soul Station: projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança músicaSoul Station
Projeto de Paul Stanley com guitarrista brasileiro lança música

Guns N' Roses: Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivoGuns N' Roses
Bumblefoot revela quais músicas mais gostava de tocar ao vivo

Mercyful Fate: A decepção da banda com a arte original de MelissaMercyful Fate
A decepção da banda com a arte original de Melissa

Max Cavalera: O único presidente bom do Brasil foi mortoMax Cavalera
"O único presidente bom do Brasil foi morto"

Kurt Cobain: ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistasKurt Cobain
Ele não curtia Led Zeppelin e Aerosmith devido às letras machistas

Nirvana: por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da bandaNirvana
Por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da banda

Sebastian Bach: ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rdaSebastian Bach
Ele volta a criticar Chris Jericho e diz que wrestling é uma m*rda


Matérias Recomendadas

Morte: confira 15 das melhores músicas sobre o temaMorte
Confira 15 das melhores músicas sobre o tema

Megadeth: as pérolas mais polêmicas ditas por MustaineMegadeth
As pérolas mais polêmicas ditas por Mustaine

Megadeth: Dave explica por que não tocar The ConjuringMegadeth
Dave explica por que não tocar "The Conjuring"

Freddie Mercury: a descoberta do vírus em 1987Freddie Mercury
A descoberta do vírus em 1987

VH1: os 100 melhores álbuns de rock segundo a emissoraVH1
Os 100 melhores álbuns de rock segundo a emissora

Tunecore
Baladas de Sangue

Anette Olzon: brilho pós-Nightwish

Resenha - Shine - Anette Olzon

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Carlos Garcia
Enviar Correções  

8


Após a sua saída do NIGHTWISH, que foi, inclusive, tema nos extras do mais recente DVD dos finlandeses, onde relatam sua versão para a saída da cantora (sendo que Anette não autorizou usar imagens suas nesse documentário), a sueca lançou recentemente "Shine", seu primeiro álbum solo.

"Shine" tem uma roupagem moderna, com músicas bem interessantes e alguns destaques, com momentos trazendo boas doses de emoção e uma ótima atuação da vocalista, que pôde cantar utilizando sua voz de forma mais confortável, pois possui uma voz bonita e agradável.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Diria que Anette possui um timbre suave, uma certa inocência na voz, às vezes lembrando aquela trilhas de filmes da disney, e lembro disso porque acredito ter sido um dos motivos que levou Tuomas e escolhê-la para ser a sucessora da Tarja, pois todos sabemos do gosto do líder do NIGHTWISH por trilhas e filmes da Disney, inclusive o álbum "Imaginaerum", que tem esse "quê" de trilha sonora, o trabalho da Anette foi muito bom.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu conhecia ANETTE de trabalhos anteriores, como nos dois primeiros álbuns ALYSON AVENUE, e no dueto com MICHAEL BORMANN na música "Two of a Kind" (confira no vídeo abaixo), por exemplo, quando soube do anúncio da entrada dela no NIGHTWISH tive certeza que em algumas músicas ficaria complicada a comparação, mas em outras a bela e suave voz da suéca trariam boas possibilidades, assim como nas novas músicas, que provavelmente Tuomas comporia já conhecendo melhor a nova integrante e suas potencialidades, ou seja, foram criadas coisas bem interessantes, e o problema principal sempre foram as músicas mais antigas (principalmente com os vocais mais altos) e as mais pesadas.

Enfim, mesmo dividindo opiniões, a fase com Anette produziu boas coisas, e para a carreira dela foi bem interessante, pois certamente esse seu álbum solo não teria a atenção que está tendo, e a produção que teve, se a cantora não tivesse passado pela banda finlandesa, mas claro, se não apresentar um trabalho consistente e de qualidade, vai acabar só vivendo na lembrança dessa fase com o NIGHTWISH.

Se depender da bela voz e da boa coleção de canções contidas e "Shine", o futuro da suéca está bem encaminhado, só manter a qualidade mostrada no álbum. Não espere uma sonoridade parecida com o NIGHTWISH, mas tem tudo para agradar quem gosta da voz de Anette. Difícil também rotular, possuindo elementos do Pop, Rock e até Metal, com uma roupagem de bom gosto e moderna.

Produção muito boa e algumas faixas que se destacam, com potencial para hits, como a faixa título, bem moderna, até com um certo peso, melodias e refrão marcantes; o mesmo vale para "Lies"(veja vídeo abaixo), aliás, título sugestivo não? Anette disse que essa música fala sobre separação, citando o divórcio (que ocorreu quando entrou no NIGHTWISH), ficando só e com uma filha pequena, e, claro, o "divórcio" com o NIGHTWISH, e "Falling", também, com melodias bem legais e refrãos idem, faixas com ótimo potencial e bela performance vocal.


Podemos destacar também as baladas "Floating" e "Moving Away", e a "power/piano/ballad", composta em conjunto com Martijn Spierenburg (WITHIN TEMPTATION) e Frederik Bergh (Bloodbound), "One Millon Faces", também com interpretações bem emocionais. Aliás, como falei no início, é um álbum bem emocional, com certas doses de melancolia, e a própria cantora admite isso, falando que o título foi escolhido justamente por essas características da sonoridade, mas também porque, nas palavras dela: "há muita esperança nele também, há a luz do sol através da chuva...".

"Shine" vinha sendo composto desde 2009, lançado agora pelo selo earMusic, e contando com a ajuda de compositores conhecidos na Suécia, como Anders Bagge (jurado do "Idols" suéco, além de ter trabalhado com artistas como Jennifer Lopez e Céline Dion!) e seu time de colaboradores, a dupla Stefan Örn e Johan Glössner, mostra que Anette possui sim condições de ter uma boa e sólida carreira solo, ter brilho próprio.

Set List:
Like A Show
Shine
Floating
Lies
Invincible
Hear Me
Falling
Moving Away
One Million Faces
Watching Me From Afar


Outras resenhas de Shine - Anette Olzon

Anette Olzon: Um álbum seguro, mas despretensioso

Anette Olzon: à vontade em seu próprio território


Stamp
Receba novidades de Rock e Heavy Metal por Whats App


Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Nightwish: Anette não queria Floor Jansen na banda em 2012Nightwish
Anette não queria Floor Jansen na banda em 2012

Nightwish: Anette Olzon diz que foi demitida por e-mailNightwish
Anette Olzon diz que foi demitida por e-mail


Fotos de Infância: Avril LavigneFotos de Infância
Avril Lavigne

Motorhead: a opinião de Lemmy sobre Viagra, Hendrix e velhiceMotorhead
A opinião de Lemmy sobre Viagra, Hendrix e velhice


Sobre Carlos Garcia

Antes de tudo sou um colecionador, que começou a cair de cabeça no Metal e Classic Rock quando o Kiss esteve no Brasil em 1983, a partir daí não parei mais. Criei fanzines, como o Zine Barulho, além de colaborar com outros zines e depois web zines e sites, como os saudosos Metal Attack e All the Bangers. Atualmente sou um dos editores e redator do Road to Metal. O melhor de tudo são as amizades que fazemos, além do contato e até amizade com alguns de nossos heróis.

Mais matérias de Carlos Garcia no Whiplash.Net.