Executer: Veteranos do Thrash ensinando como se faz

Resenha - Helliday - Executer

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Ver Acessos

publicidade

Nota: 8


Finalmente, após 8 anos, o quarto álbum de estúdio desses mestres do Thrash Metal foi lançado. Mestres sim, pois estão há 27 anos na cena e isso fica evidente quando colocamos a bolachinha pra rolar. Afinal, em meio à avalanche de bandas Thrash que vemos atualmente, o Executer está à frente, única e simplesmente porque viveu o auge real deste gênero 'cultuadíssimo'!

Jim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse50 a menos: Cientistas descobrem que o Número da Besta é 616

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De cara na primeira faixa, que dá nome ao disco, sentimos o diferencial com o som raivoso, direto e que já fica na cabeça de cara. Com riffs sensacionais, cozinha veloz e os vocais esganiçados de Juca, a banda já detona tudo logo de início com direito a paradinha e quebradas rápidas sensacionais durante a música.

E essa pegada se mantém durante as outras músicas sem a peteca cair. É só ouvir faixas como No Sense, e sua levada matadora, Damn Speech que é um verdadeiro quebra pescoço e The Big Pocket Of The Shark que fecha o trabalho com chave de ouro.

A banda mesmo ficou a cargo da produção, no Pínola Estúdios, e o trabalho foi masterizado e mixado por João Paulo Pínola. O resultado ficou impressionante, com tudo nítido e equilibrado. A qualidade do som provou que pode-se fazer um som calcado nas raízes com uma produção decente.

Completado por Elias (guitarra), Paulo Castro (baixo) e Béba (bateria) o Executer demonstra neste trabalho que não está na ativa à toa. Caso esteja pensando em montar uma banda de Thrash Metal ouça "Helliday" antes que terá uma aula garantida. Aprovado!

https://www.facebook.com/bandaexecuter
https://myspace.com/executerbr


Outras resenhas de Helliday - Executer

Executer: "Helliday" é pesado, intenso e concisoExecuter: Aguardado retorno de uma das lendas do thrash nacional




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Executer"


Thrash Metal: 20 bandas brasileiras de qualidade inquestionávelThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável


Jim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal CorpseJim Carrey
Batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse

50 a menos: Cientistas descobrem que o Número da Besta é 61650 a menos
Cientistas descobrem que o Número da Besta é 616


Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

adGoo336