Blue Murder: 25 anos do formidável disco autointitulado

Resenha - Blue Murder - Blue Murder

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Igor Miranda, Fonte: IgorMiranda.com.br
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


O currículo de trabalhos feitos por John Sykes na década de 1980 era invejável. O loirão tocou em alguns discos do Tygers Of Pan Tang, trabalhou no último álbum do Thin Lizzy - o pesado "Thunder And Lightning" - e foi o braço direito de David Coverdale na escalada do Whitesnake ao sucesso no mercado norte-americano, com "Slide It In" e "1987".
1512 acessosManic Eden: quando parte do Whitesnake se juntou a outro vocal5000 acessosFotos de Infância: Evanescence

A competência do músico, recém-saído do Whitesnake, era conhecida por qualquer empresário e produtor no ramo do rock à época. Logo, não foi complicado para Sykes conseguir um contrato para um novo projeto - com a poderosa Geffen Records, que trablhava com o grupo de David Coverdale.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Entre os integrantes inicialmente testados para o grupo, estavam o baterista Cozy Powell e o vocalista Ray Gillen. Ambos não deram certo e a line-up se firmou com o próprio John Sykes no vocal além da guitarra, Tony Franlkin no baixo e Carmine Appice na bateria.

O afiadíssimo power trio lançou, há exatos 25 anos, o álbum de estreia, autointitulado. Dedicado a Phil Lynott, falecido em 1986, o trabalho conta com grande influência do músico, em especial nos últimos anos de Thin Lizzy. O registro transita entre o hard rock e o heavy metal e agrega elementos complexos e até mesmo épicos às canções, o que permite também traçar um paralelo com o Led Zeppelin.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A qualidade incontestável do trio é notada no bom gosto da parte instrumental. Franklin e Appice gozam de entrosamento para que a inspiração e o talento de Sykes brilhe do início ao fim do registro - nos vocais, nas guitarras e nas composições. A boa produção de Bob Rock nesse registro dá uma prévia do que ele iria fazer no clássico "Black Album", do Metallica.

Consistente, harmônico, bem construído e bem tocado - o álbum de estreia do Blue Murder coleciona bons adjetivos. Mas não obteve o sucesso comercial almejado. Grande parte das faixas conta com mais de quatro minutos de duração, o que foge dos padrões radiofônicos. Faltou perspectiva mercadológica e um single de impacto, apesar de ter sobrado qualidade. Mesmo assim, trata-se de um trabalho que sobeviveu ao teste do tempo e ainda soa muito bem.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Blue Murder: "Blue Murder"
Lançado em 25 de abril de 1989

John Sykes (vocal, guitarra)
Tony Franklin (baixo)
Carmine Appice (bateria)

Músico adicional:
Nik Green (teclados)

01. Riot
02. Sex Child
03. Valley of the Kings
04. Jelly Roll
05. Blue Murder
06. Out of Love
07. Billy
08. Ptolemy
09. Black-Hearted Woman

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Def LeppardDef Leppard
Não foi acidente que fez show no RIR 1985 ser cancelado

1512 acessosManic Eden: quando parte do Whitesnake se juntou a outro vocal536 acessosHair Metal: em vídeo, as dez maiores bandas do gênero390 acessosPata: quando o guitarrista do X Japan reuniu nomes do hard0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Whitesnake"

WhitesnakeWhitesnake
Ánalise vocal de David Coverdale

RockRock
Curiosidades para enriquecer seu conhecimento

WhitesnakeWhitesnake
Em 1989, o sobrenatural álbum com Steve Vai

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 26 de abril de 2014

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Blue Murder"0 acessosTodas as matérias sobre "Whitesnake"0 acessosTodas as matérias sobre "Thin Lizzy"

Fotos de InfânciaFotos de Infância
Amy Lee, do Evanescence, muito antes da fama

Jimi HendrixJimi Hendrix
Dono do melhor riff da história segundo o site Music Radar

AngraAngra
Carta aberta de Edu Falaschi sobre a sua saída da banda

5000 acessosMotörhead: Amy Lee no colo de Lemmy Kilmister5000 acessosMarilyn Manson: isso é o que acontecia na tour de 19965000 acessosAC/DC: membros agradecem Steven Tyler, mas ele não lembra2345 acessosJudas Priest: fatos sobre "Unleashed In The East" após 33 anos3597 acessosBruce Dickinson: uma otimista homenagem do animador Val Andrade5000 acessosVitor Rodrigues: "Walk on home, Phil!"

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online