RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemRoger Waters se defende, mas David Gilmour fica do lado da esposa e confirma tudo

imagemEm 1974, Raul Seixas explicava detalhes dos significados por trás da letra de "Gita"

imagemVeja o que esperar da turnê do Mayhem no Brasil

imagemQuem ganhou e quem devia ter ganhado o Grammy de metal desde 1989, segundo Loudwire

imagemRodinha de mosh gigantesca em show do System of a Down viraliza e impressiona

imagemJimmy Page diz não haver gênio no rock - mas um gênio fez ele se contradizer

imagemMegadeth é processado por artista que criou capa do último disco da banda

imagemO show do Engenheiros do Hawaii sem Humberto, que eles achavam que havia sido sequestrado

imagemO ponto fraco de Yngwie Malmsteen segundo Ronnie James Dio, em 1985

imagemAs 20 melhores músicas do Nightwish, em lista da Metal Hammer

imagemA reação de King Diamond ao ouvir Metallica tocando músicas do Mercyful Fate

imagemRússia pede para que Roger Waters fale com a ONU sobre a situação da Ucrânia

imagemPor que Herbert Vianna gosta muito do riff de “Eu Quero Ver o Oco” do Raimundos?

imagemBruce Dickinson explica como cuida de sua voz

imagemRoger Waters ataca a Ucrânia e é ofendido por esposa de David Gilmour


Stamp

Alice Cooper: O primeiro álbum ao vivo do cantor

Resenha - Alice Cooper Show - Alice Cooper

Por Neimar Secco
Postado em 27 de fevereiro de 2014

O cantor que revolucionou os shows de rock na transição dos anos de 1960 para os ‘70 lança seu primeiro LP ao vivo sob pressão contratual da gravadora. O resultado, em condições normais, certamente teria sido outro.

Em maio de 1977, Alice Cooper lançou LACE AND WHISKEY, um dos seus álbuns mais polêmicos. Muitos fãs o consideram um trabalho menor. Os destaques foram a balada "You and Me", a faixa de abertura e a confessional "My God", além da homenagem aos roadies "Road Rats", (que inspirou a realização do filme "Roadie" de 1980, estrelado por Meat Loaf e com participação de Alice. Uma versão remixada de "Road Rats" foi incluída no filme.

Mas nada empolgou nem os velhos fãs, nem os potenciais novos fãs.

Nesse momento de "entressafra", a Warner Bros. "exigiu" de Alice Cooper que ele realizasse alguns shows para obter material para esse lançamento. O que, em si, já é estranho. Com tantos shows realizados em anos anteriores (haja vista as gravações de shows da tour de Billion Dollar Babies, incluídas no ótimo cd bônus do relançamento deluxe de Billion Dollar Babies em 2001) e também em meses imediatamente anteriores ao dos shows que foram gravados para a escolha das faixas desse disco, talvez a Warner pudesse ter compilado material para um ao vivo mais caprichado.

Não é que THE ALICE COOPER SHOW seja ruim. Nada disso. É um bom disco! Acontece que Alice Cooper se viu obrigado a reunir os músicos que o acompanham nesses shows pouco antes de decidir-se por sua internação para desintoxicação. Ou seja, seu estado de saúde não era dos melhores.

O setlist dos shows dos quais foram extraídas as músicas que compõem esse álbum foi:

01 Instrumental Intro
02 Under My Wheels
03Billion Dollar Babies
04 I'm Eighteen
05 Sick Things
06 Is It My Body
07 Devil's Food/The Black Widow
08 You and Me
09 Only Women Bleed
(fake commercials-tape)
10 Unfinished Sweet
11 Escape
12 I Love The Dead-Go To Hell-Wish You Were Here
13 I never Cry
(fake commercials-tape)
14 It's Hot Tonight
15Lace and Whiskey
16 King of the Silver Screen
17 School's Out

As faixas que compõem o álbum simples (em uma época em que a maioria das grandes bandas da década de 1970 estavam lançando álbuns duplos ao vivo) foram:

LADO 1
01 Under My Wheels - from Killer, 1971 [2:30]
02 I'm Eighteen - from Love it to Death, 1971 [4:58]
03 Only Women Bleed - from Welcome To My Nightmare, 1975 [5:47]
04 Sick Things - from Billion Dollar Babies, 1973 [1:01]
05 Is It My Body - from Love It To Death, 1971 [2:28]
06 I Never Cry - from Goes To Hell, 1976 [2:51]

LADO 2
07 Billion Dollar Babies - from Billion Dollar Babies, 1973 [3:13]
08 Devil's Food/The Black Widow – from Welcome To My Nightmare [5:41]
09 You And Me - from Lace And Whiskey, 1977 [2:19]
10 I Love The Dead - from Billion Dollar Babies, 1973
11 Go To Hell/Wish You Were Here - from Goes To Hell, 1976 [6:31]
12 School's Out - from School's Out, 1972 [2:19]

Os destaques, além da performance de Alice em "Only Women Bleed", "Is It My Body", "Devil’s Food/The Black Widow" e "You and Me" e "I Love The Dead", ficam por conta da dupla de guitarristas Dick Wagner e Steve Hunter em "I’m Eighteen" e na excelente execução de "Devil’s Food/The Black Widow", a guitarra de Wagner e os teclados de Fred Mandel em "Only Women Bleed", a bateria de Pentti (Whitey) Glen em "Billion Dollar Babies", e o dueto (solo) de guitarras dos habilidosos Wagner/Hunter na instrumental "Wish You Were Here". No mais, uma fraquíssima performance em "School’s Out", que parece até mesmo ter sido cortada na mixagem final.

[an error occurred while processing this directive]

NOTAS:
Musicians
Dick Wagner - Guitars, Vocals
Steve Hunter – Guitars
Prakash John – Bass
Fred Mandel – Keyboards
Penti (Whitey) Glan - Drums

Notas do Encarte
Produced by Brian Christian and Bob Ezrin
Executive Producer: Shep Gordon
Musical Director: Dick Wagner

THE ALICE COOPER SHOW chegou às lojas durante a internação de Alice Cooper para tratamento do alcoolismo.

[an error occurred while processing this directive]

Os shows foram gravados no Alladin Hotel em Las Vegas.

Alice chegou a descrever este álbum como aquele que ele gostaria de nunca ter feito. Em março de 1997, em Toronto, declarou que ele foi contratualmente obrigado a fazer um álbum ao vivo, mas a gravadora pediu que ele o fizesse logo depois de ele ter completado uma longa turnê de quase dois anos.

Foi a única ocasião em toda a carreira de Alice Cooper em que ele se recorda de ter feito shows a contragosto, já que seu estado físico e emocional eram realmente delicados na época, devido ao alto consumo de álcool.

Felizmente este álbum não é o único registro ao vivo lançado oficialmente, além de existirem também ótimos bootlegs que registram vários momentos da carreira de Alice ao longo dos anos, a exemplo do Live In Glasgow, de 1982, durante a turnê do SPECIAL FORCES. Vale a pena conferir, assim como este, que no balanço geral, acaba se tornando um item importante e de audição agradável tanto para os fãs como para o público em geral.

[an error occurred while processing this directive]

Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Def Leppard Motley Crue 2

Alice Cooper: Rei do shock rock relembra encontro inusitado com Syd Barrett


publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Neimar Secco

Welcome to my nightmare. Sou professor de inglês e de português e também tradutor eventual. Rock sempre foi e continua sendo a minha trilha sonora de todas as horas. Minhas preferências são hard rock, progressivo e classic rock em geral (anos 60, 70 e 80). Bandas favoritas: Alice Cooper, Led Zeppelin, Black Sabbath, Ozzy Osbourne, Pink Floyd, Beatles, Creedence, The Doors, Dire Straits, entre muitas outras.
Mais matérias de Neimar Secco.