Attività Power Trio: Rock que rola sem firulas ou concessões

Resenha - Nos Caminhos da Noite - Attività Power Trio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Márcio de Aquino
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

De Varre-Sai/RJ, terra de BADEN POWELL e do vinho vem o ATTIVITA POWER TRIO, que lança seu primeiro CD, "Nos Caminhos da Noite".

Metallica: prejudicando as finanças da Igreja UniversalSlash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício

Conheci o ATTIVITA POWER TRIO no II Festival de Bandas de Garagem de Campos dos Goytacazes/RJ, em que fui um dos jurados, e já ali me chamaram a atenção a performance segura da banda e suas músicas autorais de ótima qualidade.

Formado por Fábio Pimentel (vocal e guitarra), Glaudiston Couto (baixo e vocais) e Douglas Dutra (bateria), o ATTIVITA POWER TRIO se lança no desafio de produzir um CD de músicas autorais, todas assinadas por Fábio Pimentel, e não decepciona os fãs que conquistaram em seus shows, inclusive eu.

Algumas bandas são ótimas no palco, mas em trabalhos gravados ficam devendo. Muitas vezes as composições não mantêm o nível da performance instrumental, outras vezes algumas falhas na produção e na gravação comprometem o trabalho, etc. Mas não é o caso deste "Nos Caminhos da Noite", do ATTIVITA. O CD é bem gravado e bem produzido, e representa bem o que é a banda no palco.

O disco abre com uma de suas melhores composições, "Cuide Bem do que Sobrar de Mim", uma boa letra e uma levada hard, que pontua todo o trabalho. Já de cara o ouvinte percebe o cuidado do trio quanto aos arranjos e introdução das faixas. A performance instrumental das músicas transporta para o cd o que eles são ao vivo - uma banda bem entrosada e segura.

A guitarra de Fábio, que já me havia chamado a atenção no festival é perfeita nos solos e na base, o baixo de Glaudiston é um dos pontos altos da banda, e na batera, Douglas tem um ótimo pique. Nos vocais, Fábio dá conta de seu recado, mesmo não sendo um vocalista excepcional, com interpretações seguras, que no CD conta com a participação de Léo Rossi na faixa "Enquanto Puder" e Kiko Anderson em "Vestido de Seda".

Algumas das faixas do CD eu já conhecia do festival, e é bom poder reouvi-las agora em gravação, é o caso de "Nos Caminhos da Noite", "A Sua Própria Sorte", "O Que Te Traz Aqui", "O Jogo", "Insônia", "Cuide Bem do que Sobrar De Mim" e "Vestido de Seda". Difícil destacar algumas, mas "Vestido de Seda", que tem uma letra bem interessante e um ótimo refrão, já havia me conquistado. "Insônia" é outra de minhas preferidas.

"Nos Caminhos da Noite" tem rolado direto no meu som, e eu recomendo a todos aqueles que apreciam um bom rock que rola solto, sem firulas ou concessões de mercado, como o verdadeiro rock tem que ser. Parabéns ao trio, e que venham outros trabalhos.

Track List:
1. Cuide bem do que sobrar de mim
2. A sua própria sorte
3. Nos caminhos da noite
4. Enquanto Puder
5. O que te traz aqui
6. Mais uma dose
7. Vestido de seda
8. O jogo
9. Insônia
10. Doce Brisa.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Attivitá"


Metallica: prejudicando as finanças da Igreja UniversalMetallica
Prejudicando as finanças da Igreja Universal

Slash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vícioSlash
Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício

Sonho de Consumo: os 10 palcos de shows mais desejadosSonho de Consumo
Os 10 palcos de shows mais desejados

Death On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie MercuryFotos de Infância: Steven Tyler, do AerosmithAC/DC: as músicas do "Back in Black", da pior para a melhorJon Bon Jovi: as mudanças no rosto dele de 1983 a 2019 (vídeo)

Sobre Márcio de Aquino

O escritor Márcio de Aquino nasceu em Campos dos Goytacazes em 1959. Fez os 1º e 2º graus no Liceu de Humanidades de Campos, onde descobriu o rock, uma de suas grandes paixões. Trabalhou de 1989 a 1997 na Rede Ferroviária Federal como agente de estação. Ainda na década de 90, fez parte do movimento de fanzines, publicando os zines Ligações On'Pidididíri, Tarati Taraguá e Sobrado, além de colaborar no zine Mão Única? Em 2003. Márcio de Aquino passou no concurso da Secretaria Municipal de Educação, onde trabalha atualmente como auxiliar de secretaria. Formado em Economia pela universidade Cândido Mendes, Aquino é contista, um dos autores do livro "Contos da Terra Plana", organizado pelos jornalistas Jorge Rocha e Vitor Menezes e publicado em 2007 pela FCJOL. Blogueiro - escreve no Blog "Tarati Taraguá". Também é colecionador de revistas e vinis e desenhista aficicionado por pop art e quadrinhos.

Mais matérias de Márcio de Aquino no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336