Supertramp: O início do sucesso em 1974

Resenha - Crime of the Century - Supertramp

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Johnny Paul Soares
Enviar correções  |  Ver Acessos


Em meados de 1973, os britânicos do Supertramp, com dois álbuns lançados (o último, Indelibly Stamped, de 1971), não haviam conseguido lançar uma carreira sustentável com os mesmos e entraram em falência, obrigando o núcleo criador da banda, Roger Hodgson e Rick Davies, a terminar o Supertramp naquele ano de 71. Mas as coisas não pareciam ser tão simples assim, pois Stanley Miesegaes, o holandês milionário e patrocinador do grupo, resolveu terminar o contrato, deixando para os rapazes dívidas de cerca de 90 mil libras. O jeito foi reunir músicos e reformular o Supertramp, inclusive para salvar o contrato com a A&M.

Headbanger: mostre que você é true em qualquer oportunidadeIron Maiden: sobre o que fala a música "Aces High"?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A correria começou quando os caras começaram a servir de banda de apoio para Chuck Berry pelo cachê... passado algum tempo e com músicas sendo compostas para o sucessor do derradeiro Indelibly Stamped, o Supertramp entra em estúdio em Novembro de 1973 para as gravações.

O que poderia acarretar no verdadeiro fim se os britânicos não tirassem seus nomes da lama, se tornou a salvação definitiva para o que viria a ser toda a carreira de um pop-progressivo de uma execução muito competente, falo de Crime of the Century, o quarto álbum da banda e o primeiro a entrar nas paradas (n° 4 no Reino Unido). A capa, por si só, faz viajar mesmo sem música... um belo trabalho do artista gráfico Paul Wakefield. O produtor Ken Scott também leva os méritos, inclusive sendo apontado o responsável por algumas revistas inglesas da época por deixar o álbum com gosto de Beach Boys e até Pink Floyd. Crime of the Century, que possui sucessos absolutos como Dreamer, School, Bloody Well Right e a excelente e linda faixa-título, foi por anos a base do repertório dos shows do grupo e apontado pelos fãs e por muitos críticos o melhor trabalho do Supertramp desde então, agarrando uma boa dose de sucesso no exterior, ainda antes do movimento Punk assolar a Inglaterra, em 1976.

Todas as músicas são assinadas por Hodgson e Davies.

01 School
02 Bloody Well Right
03 Hide In Your Shell
04 Asylum
05 Dreamer
06 Rudy
07 If Everyone Was Listening
08 Crime of the Century

Créditos:

Roger Hodgson - Guitarra, teclados e vocal
Rick Davies - Vocal, teclados e gaita
Bob Siebenberg - Bateria e percussão
John Helliwell - Saxofone, sopro e vocal
Dougie Thompson - Baixo

Curiosidade: Scott Gorham, guitarrista que entrara para o Thin Lizzy naquele ano de 1974, faz vocais de apoio em Hide In Your Shell.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Supertramp"


Dunkirk: discurso de Churchill de Aces High também está no filmeDunkirk
Discurso de Churchill de "Aces High" também está no filme


Headbanger: mostre que você é true em qualquer oportunidadeHeadbanger
Mostre que você é true em qualquer oportunidade

Iron Maiden: sobre o que fala a música Aces High?Iron Maiden
Sobre o que fala a música "Aces High"?


Sobre Johnny Paul Soares

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Goo336x280