Worst: Todas as faixas do disco são raivosas

Resenha - Te Desejo Todo o Mal do Mundo - Worst

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 8


O baterista Fernando Schaefer, o Fernandão, resolveu aumentar o seu currículo ao formar o Worst. Quem acompanha sua trajetória, sabe que ele foi incansável em seu instrumento, quando entrou nas bandas Korzus, Treta, Pavilhão 9, Endrah, Rodox, The Silence, Kiko Loureiro e Paura. E agora, se preparem para o mosh!

Iron Maiden: o passado vergonhoso registrado em fotosMegadeth: "Magia negra arruinou minha vida", diz Mustaine

Ao lado de outro batera (desta vez nos vocais), Thiago Monstrinho (Presto?, Chorume, Medellin), o guitarrista Douglas Melchiades (One True Reason) e o não menos experiente baixista Ricardo Brigas (Musica Diablo, Broken Heads, Titânio e Siegrid Ingrid), o disco Te Desejo Todo o Mal do Mundo é uma mistura daquele Hardcore (seria o do Treta?) com Thrash Metal (Korzus), com umas pitadas de Death (esse o Fernandão pegou do Endrah). Claro que não podemos comparar as outras bandas citadas, mas pelo menos o som não compromete.

Todas as faixas são raivosas, desde o instrumental até os vocais. Claro que, como vocalista, o Thiago é um excelente baterista. Só precisa um pouco mais de atitude. As letras falam de temas mais realistas, com mensagens sobre coisas que revoltam o ser humano. A faixa-título é sobre o ódio do filho ignorado pelo pai (o refrão é de fazer gritar!), Enterrado é sobre a traição, ameaças e intimidação é o tema de cinzas, enquanto o perigo das drogas é relatado em Vicios.

Nem preciso dizer que o Fernandão destaca em todo o disco, pois sua pegada, técnica e precisão são marcas registradas. Os riffs estão bem compostos e trabalhados. Prontos para quem quiser pogar, balançar a cabeça e gritar a plenos pulmões.

Indicado para fãs de Hatebreed, Agnostic Front, SOD, DRI, Biohazard, Sick Of It All, Madball, Cro-Mags, Ratos de Porão. Contraindicado para quem curte "quadradinho de oito", "show das poderosas", "camaro amarelo", lek lek. Pra esses últimos títulos, Te Desejo Todo o Mal do Mundo!

Formação:

Fernando Schaefer - bateria
Thiago Monstrinho - vocal
Douglas Melchiades - guitarra
Ricardo Brigas - baixo

Tracklist:

1-Não pode Ver Paz
2-Te Desejo Todo o Mal do Mundo
3-Eu Te Odeio Também
4-Enterrado
5-Cinzas
6-Vícios
7-A Violência Te Ensinou
8-10 Dedos (F.F.F.)
9-Sem Solução
10-Menos um Rato

Confiram os vídeos abaixo:

Te Desejo todo o Mal do Mundo:

Vícios:

Enterrado:


Outras resenhas de Te Desejo Todo o Mal do Mundo - Worst

Worst: debut já mostra uma maturidade espantosa




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Worst"


Iron Maiden: o passado vergonhoso registrado em fotosIron Maiden
O passado vergonhoso registrado em fotos

Megadeth: Magia negra arruinou minha vida, diz MustaineMegadeth
"Magia negra arruinou minha vida", diz Mustaine

Enjaulados: Os crimes mais chocantes da história do rockEnjaulados
Os crimes mais chocantes da história do rock

Tragédia e dor: O Blues, o Rock e o DiaboTragédia e dor
O Blues, o Rock e o Diabo

Osama Bin Laden: O que havia na sua coleção de cassetes?Osama Bin Laden
O que havia na sua coleção de cassetes?

System of a Down: E se o Padre Marcelo cantasse Chop Suey?System of a Down
E se o Padre Marcelo cantasse Chop Suey?

Capas de álbuns: as mais obscuras e marcantes da históriaCapas de álbuns
As mais obscuras e marcantes da história


Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don't Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun. Sou Jornalista, blogueiro, facebookeiro, o que for. Quem quiser saber o que eu escrevo, acessem meu blog: www.esporropublico.zip.net.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336