Resenha - Good Times Are Coming EP - Electric Age

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Marco Paim
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Sou um cara que adora o rock pesado dos anos 70. Bandas como URIAH HEEP, DEEP PURPLE, BLACK SABBATH, UFO, SLADE, THIN LIZZY e etc, estão sempre em meu playlist. Mas legal mesmo é ouvir um EP como este, de uma banda brasileira que resgata toda essa sonoridade vintage de forma magnífica e sem perder o foco no presente.
5000 acessosCourtney Love: "Parei com drogas e transei como um coelho"5000 acessosRoadrunner: os melhores frontmen de todos os tempos

O quarteto paulista do ELECTRIC AGE traz até os nossos ouvidos "Good Times Are Coming", um álbum que cativa do começo ao fim do play pelo bom gosto nas composições e principalmente pelo incrível vocal de JUNIOR RODRIGUES. O cara parece ter sido congelado em uma cápsula do tempo na década de 70 e "ressuscitado" na era moderna, tamanha é a desenvoltura para criar melodias que lembram grandes e precursores vocalistas da história do rock, dando um show de interpretação e feeling, isso sem contar o alcance absurdo de seus agudos, lembrando o auge de cantores como IAN GILLAN, ROBERT PLANT e DAVID BYRON. Um dos melhores vocais que já ouvi na vida!!

O EP possue 6 faixas: A introdução "Rise", que parece tirada de um álbum dos anos 70, a clássica "Snake Eater", com uma levada empolgante e onde o Júnior já mostra a que veio, e que você pode conferir o clipe abaixo. Essa música tem uma referência no final dela que me lembrou a "Bird of Prey" do URIAH HEEP. Depois vem "Echoes of Insanity", e aqui tenho que destacar os trabalhos do guitarrista LUIZ FELIPE CARDIM e do baixista OTAVIO CINTRA, com ótimos riffs e levadas de baixo, é incrível como até a timbragem dos instrumentos remetem ao passado. E como não falar do batera RAFAEL NICOLAU, o cara consegue manter o feeling e a dinâmica de grandes heróis do passado com a adição de bumbos duplos perfeitamente. E o melhor ainda é ver o cara ao vivo, descendo o braço, confira os vídeos no youtube!

Logo em seguida, após uma breve introdução, com o sermão de um padre logo interrompido por um grito indignado, vem a agitada e hard "All Night Long", e junto com ela uma performance vocal fodástica! Cá pra nós, o que o JUNIOR faz aos 3:30 min de música é maravilhoso, alucinante e surpreendente, tamanho climão e sentimento nesta passagem. "Dreamer" vem com o melhor riff do EP, empolgante e com uma pegada nervosa, é daquelas que você aumenta o volume, pára o que está fazendo e bate cabeça junto com a banda. E tem até um arranjo de teclado fazendo a "cama" e dando um clima especial. E que solo de guitarra meu amigo! O CARDIM estava inspirado quando compôs estas melodias!

Por fim, vem a faixa título "Good Times Are Coming", a mais divertida e hard do EP, tem uma excelente introdução instrumental e com certeza é aquela música que faz a banda interagir com o público naquelas paradinhas clássicas, o clima pede isso.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Eu adorei o EP! Este tipo de abordagem musical, que traz a sonoridade vintage para o contemporâneo, é um estilo que vem aparecendo aos poucos em bandas como o ELECTRIC AGE e os "gringos" do SPIRITUAL BEGGARS. A produção do EP não é de primeiro mundo, mas é ótima, muito bem mixado e masterizado, mas ajudou a manter a sonoridade original do trabalho.

É uma banda que merece maior atenção e com certeza farão por merecer. Não dou notas para as resenhas, mas se desse, com certeza minha nota seria 10!!

Sou oficialmente fã desta banda!

ELECTRIC AGE - "Good Times Are coming" EP (2013)
(Independente)

01. Rise
02. Snake Eater
03. Echoes of Insanity
04. All Night Long
05. Dreamer
06. Good Times Are Coming

Lineup
Luiz Felipe Cardim – Guitar
Otavio Cintra – Bass
Rafael “The Boss” Nicolau – Drums
Junior Rodrigues – Vocals

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Electric Age"

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Electric Age"

Courtney LoveCourtney Love
"Parei com drogas e fodi como um coelho"

RoadrunnerRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Iron MaidenIron Maiden
A tragédia pessoal do baterista Clive Burr

5000 acessosLed Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"5000 acessosSinceridade: e se as capas de discos dissessem a verdade?5000 acessosTarja: agredida sexualmente por fã durante show no México em 20005000 acessosEurope: confissões de Tempest sobre excessos dos anos 805000 acessosRush: o discurso mais criativo e engraçado da música4769 acessosBlack Sabbath: Ozzy seguirá em carreira solo após última turnê

Sobre Marco Paim

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online