Matérias Mais Lidas

imagemThin Lizzy e o álbum picareta de covers do Deep Purple que garantiu sua sobrevivência

imagemConheça o guitarrista brasileiro de 16 anos que estará no próximo clipe do Megadeth

imagemA inteligente estratégia de Prika para não perder gravadora na ruptura da Nervosa

imagemA certeira visão de Penélope Nova sobre como pop "absorveu e enfraqueceu" outros estilos

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemSteve Grimmett: vocalista do Grim Reaper morre aos 62 anos

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemPor que o processo de composição da Legião Urbana e Engenheiros era tão diferente?

imagemA dura bronca dos Titãs em Nando Reis durante gravação de "Titanomaquia"

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagem4 hits do Deep Purple cujos riffs Ritchie Blackmore já confessou ter copiado

imagemShow do Iron Maiden pra "pouca gente" é o favorito de Blaze Bayley

imagemEdu Falaschi não vive no "Baile da Saudade" e reconhece limitações

imagemRob Trujillo presta tributo ao Rage Against The Machine após shows em Nova Iorque

imagemSons of Apollo une carisma e técnica em show no Rio com direito a piada de Mike Portnoy


Stamp

Devil's Blood: o canto do cisne de uma grande banda

Resenha - III: Tabula Rasa or Death and the Seven Pillars - Devil's Blood

Por Junior Frascá
Em 13/08/13

Após anunciar o fim de suas atividades, os holandeses do THE DEVIL’S BLOOD também informaram seus fãs que lançariam, dentre outros materiais, um último "ritual", do qual apenas demos foram feitas, e que acaba de ser disponibilizado no mercado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Musicalmente, como já era previsível (pois Selim Lemouchi, guitarrista e líder da banda, já havia informado que o álbum seria com um "esvaziamento do cofres", ao invés de uma nova visão do conteúdo produzido anteriormente), "Tabula Rasa" é um álbum bem menos inspirado do que os dois discos anteriores da banda, mas mesmo assim não deixa de ser um bom álbum.

Bem mais progressivo, psicodélico e viajado que os anteriores, mas também bem mais previsível e cansativo, e com uma produção inferior (mas ainda assim satisfatória), o disco nos traz 07 faixas introspectivas e longas, cheias de climas épicos, nos quais se destacam, como nos discos anteriores, as guitarras de Selim, e a belísima voz de sua irmã, Farida Lemouchi, uma das interpretes mais competentes surgidas no rock oculto contemporâneo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"I Was Promised a Hunt", faixa de abertura, é o grande exemplo do contexto geral do material, com mais de 22 minutos, e trazendo alguns ótimos momentos, mas se perdendo ao longo de seu interregno, quando dá claras mostras de que se trata de um amontoado de ideias, mas com pouca coesão, e cansando o ouvinte. Também são escancaradas as influências de PINK FLOYD durante todo o seu decorrer.

Mas o disco possui faixas de destaque, como "White Storm of Theeth", na qual os vocais estão com uma mixagem bem estranha, mais possui ótimas melodias e um clima melancólico de arrepiar, além de uma letra que reflete bem a proposta lírica da banda; e a pesada "The Lullaby of the Burning Boy".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco ainda traz duas ótimas faixas instrumentais, "Dance of Elements", repleta de ótimos riffs, e "Tabula Rasa", que encerra o disco e a curta mais prolífica carreira do grupo.

Contudo, apesar de não ser um disco tão marcante como seus antecessores, "Tabula Rasa" consegue por fim ao legado do THE DEVIL’S BLOOD de forma digna, sendo um alento para os fãs neste último contato inédito com os irmãos Lemouchi, que irão, como conclamado, "retornar ao nada".

III: Tabula Rasa or Death and the Seven Pillars - The Devil’s Blood
(2013 – Importado)

Track List

01. I Was Promised A Hunt
Part III - ...And The Holy Cunt Spewed Forth Abomination...
Part II - ...Wielding The Hammer Of The Dead...
Part I - ...Upon The Aimless Path...
02. The Lullaby Of The Burning Boy
03. ...If Not A Vessel?
04. In The Loving Arms Of Lunacy's Secret Demons
05. Dance Of The Elements
06. White Storm Of Teeth
07. Tabula Rasa

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Line up:
Farida Lemouchi- Vocals
Selim Lemouchi- Guitars

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Dream Theater 2022


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Occult Rock: dez novas ótimas bandas para você conhecer

Guns N' Roses: a versão de Axl Rose sobre a separação

Metal: 16 músicas dos anos 80 para se escutar durante o treino


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá.